Mercado global de impressão digital têxtil pode crescer 16,3% até 2027

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/11/2018
Previsão de expansão foi levantada pela Future Market Insights

Previsão de expansão foi levantada pela Future Market Insights

A consultoria internacional Future Market Insights (FMI) publicou recentemente um estudo específico sobre o mercado global de impressão digital têxtil. Intitulada “Digital Textile Printing Market: Global Industry Analysis 2013-2017 and Opportunity Assessment 2018-2027”, a pesquisa aponta que, em termos de receita, o mercado global de impressão digital têxtil pode crescer 16,3% (CAGR) durante o período previsto (até 2027). Espera-se que o mercado da Ásia-Pacífico permaneça na posição de liderança durante a previsão.

No relatório da Future Market Insights, há a sugestão de que o crescimento do mercado de impressão digital têxtil pode ser atribuído às contribuições dos países emergentes, como a Índia e a China. Espera-se que a China lidere o crescimento do mercado durante o período previsto.

A receita da impressão digital têxtil na América do Norte é estimada em mais de 43% da receita global do mercado de impressão digital têxtil, em 2018.

O estudo aponta que os usuários finais da impressão digital têxtil estão adotando cada vez mais a tecnologia para a promoção de vendas, em aplicações como displays e banners de PDV, que atraem clientes para testar e comprar produtos. A estamparia digital também está cada vez mais presente em indústrias de segmentos diversos.

Fonte: WhatTheyThink



Caldera lança calculadora de pegada de carbono

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/01/2015

Com a CostView, é possível calcular a pegada de carbono de birôs e gráficas

Com a CostView, é possível calcular a pegada de carbono de birôs e gráficas

A Caldera, desenvolvedora de softwares, lançou a primeira calculadora de pegada de carbono criada especificamente para a indústria de impressão de grande formato.

A ferramenta faz parte da versão 3.0 do Caldera CostView, aplicativo de custos e orçamentos para impressoras digitais.

Sebastien Hanssens, vice-presidente de marketing da Caldera, declarou: "Como a impressão ecológica tem ganhado importância, pensamos em desenvolver novas ferramentas que calculem o impacto de carbono (pegada de CO2) no meio ambiente".

Calculadora

Indicado para o gerenciamento de custos na impressão digital, o software CostView chegou à versão 3.0, que conta com uma nova ferramenta de análise da pegada de carbono. Com ela, os usuários poderão saber a quantidade de CO2 demandada em todos os elementos que fazem parte da produção: tinta, mídia, energia elétrica, custos adicionais, entre outros.

CostView 3.0

Segundo a Caldera, com a nova atualização do software CostView é possível monitorar todos os custos relativos à impressão. Trata-se de uma ferramenta totalmente integrada à produção, capaz de extrair informações sobre trabalhos diretamente do RIP, o que permite controlar, modificar, estudar e exportar informações sobre custos dos trabalhos.

Com o CostView, qualquer gerente de produção pode monitorar os trabalhos em andamento, verificar as condições das tintas e ficar por dentro dos custos de mídia. A interface (web browser) do aplicativo pode ser acessada e usada com facilidade por qualquer usuário.

Fonte: Large Format Review



Gênesis passa a vender plotters e impressoras digitais da DGI

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/04/2014

A Gênesis, fabricante nacional de tintas, selou uma nova parceria internacional com a DGI (Digital Graphics Incorporation), fabricante sul-coreana de impressoras digitais. A partir de agora, a empresa brasileira distribuíra no país equipamentos das linhas abaixo:

Omega

Linha de plotters de recorte com novas tecnologias, composta pelos seguintes modelos:

OM-60P

  • Largura: 589mm;
  • Velocidade máxima de corte: 1,131mm/s (diagonal).

OM-130P

  • Largura: 1,220mm;
  • Velocidade máxima de corte: 1,131mm/s (diagonal).

OM-150P

  • Largura: 1,530mm;
  • Velocidade máxima de corte: 1,131mm/s (diagonal).
Plotters da série DGI Omega passam a ser vendidas pela Gênesis

Plotters da série DGI Omega passam a ser vendidas pela Gênesis

Fabrijet

Linha de equipamentos de grandes formatos para impressão direta e indireta em tecidos. Composta pelos seguintes modelos:

FTII-1804S (Impressão Indireta – Transfer)

  • Largura: 1,80m;
  • Cabeça de Impressão: 4 cabeças Konica Minolta (CMYK);
  • Velocidade máxima: 50m²/h.

FTII-3204D (Impressão Indireta – Transfer)

  • Largura: 3,20m;
  • Cabeça de Impressão: 8 cabeças Konica Minolta (CMYK);
  • Velocidade máxima: 120m²/h.

FTII-PRO II (Impressão Direta)

  • Largura: 1,90m;
  • Cabeça de Impressão: 9 cabeças Konica Minolta (CMYK);
  • Velocidade máxima: 120m²/h.

FD-1904 (Impressão Direta)

  • Largura: 1,90m;
  • Cabeça de Impressão: 4 cabeças Kyocera (2 X CMYK);
  • Velocidade máxima: 140m²/h.

 FG-3206 (Impressão Direta)

  • Largura: 3,20m;
  • Cabeça de Impressão: 6 cabeças Konica Minolta (CMYKcLmL);
  • Velocidade máxima: 120m²/h.
Impressora de tecido DGI FTII-1804S

Impressora de tecido DGI FTII-1804S

Impressão direta e indireta de tecidos

A impressão indireta é conhecida como transfer sublimático. Com ela, é possível imprimir sobre um papel especial e, posteriormente, transferir a tinta para um tecido de poliéster. O equipamento DGI de entrada para impressão indireta é o Fabrijet FTII-1804S (para sublimação), com tecnologia Konica Minolta, 1,80m de largura, quatro cores e velocidade máxima de 50 m²/h (720 x 360dpi).

Já a impressão direta é feita sobre o tecido, e isso requer bom desempenho do equipamento para "puxar" e imprimir corretamente o tecido. Para impressão direta no tecido, há diversos equipamentos DGI com diversas larguras, velocidades, cabeças (Konica e Kyocera) e tintas (ácida, reativa e sublimática direta).

Fonte: Gênesis