Laminação em impressos de grande formato

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/09/2013

Laminar ou não? Se você trabalha em birô ou gráfica digital, essa pergunta já passou inúmeras vezes pela sua cabeça. Parte das incertezas sobre a laminação (processo de aplicação de uma película protetora sobre a mídia) começa na própria impressão, pois muitas impressoras e tintas prescindem de qualquer tratamento superficial.

Mas o que acontece se, por exemplo, o impresso precisar de proteção contra pichações? Ou se o cliente pedir uma instalação externa, aplicada em janelas? A laminação, nesses casos, é obrigatória.

Muitos acreditam que a laminação só protege contra a exposição de raios UV. Mas ela também pode aumentar a rigidez da mídia e conferir efeitos diferenciados aos impressos. Sem contar que agrega valor aos trabalhos de comunicação visual.

A laminação pode ser aplicada em cartazes, pôsteres, displays (rígidos e flexíveis), backlits, banners, sinalização externa e decalques

A laminação pode ser aplicada em cartazes, pôsteres, displays (rígidos e flexíveis), backlits, banners, sinalização externa e decalques

Antes de começar a laminar, responda às seguintes questões:

  • A aplicação é interna ou externa?
  • A mídia é de papel, PVC ou vinil?
  • Você precisa de acabamento brilhante ou fosco?
  • O material ficará acessível ao público?
  • A aplicação terá vida útil curta ou longa?
  • O impresso exige proteção contra raios UV?

Com base nas respostas desse questionário, você vai conseguir escolher a película mais interessante para laminar seus impressos. Você descobrirá também se a laminação é realmente necessária.

Especificação do material

Quando souber como os impressos serão instalados, consulte os fornecedores de materiais para acabamento. Eles são habilitados a indicar as laminadoras e os filmes mais adequados para suas necessidades. A escolha do filme certo vai garantir o sucesso da aplicação. Seguem abaixo algumas especificações e características técnicas das películas de laminação que devem ser controladas:

  • temperatura de ativação;
  • pressão necessária;
  • acabamento: brilhante, acetinado, fosco/ultrafosco, texturizado;
  • permanente ou removível;
  • à base de solvente ou à base d’água;
  • hot-melt;
  • absorventes de UV.
Laminação pode agregar valor aos seus impressos

Laminação pode agregar valor aos seus impressos

Tintas de impressão digital (grande formato)

Considere mais um fator: a tinta, que pode ser látex, UV, à base d’água ou solvente. Cada uma delas vai reagir de forma diferente com a superfície da mídia. Por exemplo, as tintas à base d’água "colam" na superfície das mídias. Portanto, o filme laminado deverá aderir à imagem para que não ocorra a delaminação. Já as tintas à base de solvente "penetram" no substrato e podem até mesmo criar uma mídia "mais fina" onde foram depositadas. A laminação nesse caso tem de prender a tinta e dar estabilidade adicional ao produto final. Mas, mesmo com o avanço das tintas, os impressos continuarão exigindo proteção contra raios UV (que provocam o desbotamento), manipulação (como limpeza) e ataques (pichações). Para tanto, não há melhor processo do que a laminação.

Fonte: Neschen



M&R lança impressora digital sublimática na SGIA 2017

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/09/2017
Novus Textura 1800 é a primeira aposta da fabricante no segmento de grandes formatos

Novus Textura 1800 é a primeira aposta da fabricante no segmento de grandes formatos

A norte-americana M&R, tradicional fabricante de equipamentos serigráficos, finalmente entrará na concorrência das impressoras digitais de grande formato. A empresa lançará a Novus Textura 1800 durante a SGIA 2017, feira que ocorre entre os dias 10 e 12 de outubro, em Nova Orleans (EUA).

Com 1,8m de largura e sistema rolo a rolo, a impressora foi desenvolvida para o mercado de sublimação digital e pode rodar na velocidade de 140m2/h.

Segundo a empresa, a Novus Textura 1800 pode imprimir imagens individuais ou padrões contínuos em toda a largura e qualquer comprimento. Ela incorpora sistema antichoque e autolimpante de cabeças de impressão. Além disso, incorpora um mecanismo integrado de alimentação de substratos projetado para armazenar rolos de papel de tamanho gigante e até 200kg.

Fonte: M&R



Elemídia estará presente na Brasil Signage Expo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/08/2013

Elemídia confirma participação na feira Brasil Signage Expo

Elemídia confirma participação na feira Brasil Signage Expo

A Elemídia, empresa especializada em mídia digital out of home, marcará presença na Brasil Signage Expo 2014. Considerada a primeira feira exclusivamente voltada para sinalização digital na América Latina, a Signage vai ocorrer em São Paulo, nos dias 09 e 10 de outubro do próximo ano.

"A Elemídia considera importante que o segmento aumente sua representatividade para o mercado anunciante. A reunião dos maiores players deste ramo irá marcar uma etapa importante de consolidação da categoria digital out of home", declarou Felipe Lorente, gerente de marketing da Elemídia.

"A Elemídia, como veículo líder deste segmento na América Latina, entende a importância de estar ao lado da Brasil Signage Expo neste lançamento", completou o gerente de marketing.

Atuando no mercado há 10 anos, a Elemídia é considerada uma das maiores operadoras latino-americanas no mercado digital out of home, com mais de 10 mil monitores em operação e uma audiência de 20 milhões de pessoas por semana.

Fonte: Brasil Signage Expo