Kyocera lança o menor dispositivo de cura UV LED do mundo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/04/2018
Refrigerada a ar, solução tem estrutura escalonável

Refrigerada a ar, solução tem estrutura escalonável

A fabricante Kyocera anunciou o G5A, dispositivo de cura UV LED para impressoras inkjet industriais. Segundo a empresa, a solução inclui tecnologia proprietária de intensidade de 24W/cm2. Também é a mais leve e a menor do mundo, com aproximadamente a metade do tamanho de um dispositivo convencional de cura UV resfriado a ar.

A G5A incorpora substrato cerâmico com excelente condutividade térmica, em um design modular que permite a montagem de elementos LED em alta densidade. Por empregar um sistema integrado de resfriamento a ar, o dispositivo elimina a necessidade de equipamentos suplementares de resfriamento líquido, o que ajuda a reduzir custos e economizar espaço. Além disso, sua estrutura escalonável permite ajustar a largura da irradiação, o que permite a otimização dos projetos para atender a uma ampla variedade de aplicações e mídias.

A tecnologia UV LED cura a tinta imediatamente após a impressão. Além de sua conveniência, este método é mais ecológico por empregar diodos de baixo consumo de energia.

De acordo com a Yole Développement, empresa francesa de pesquisas, o mercado de cura UV deve crescer para aproximadamente 300 milhões de dólares até 2019. A demanda por impressão UV de alta velocidade está aumentando, sobretudo entre as aplicações de grandes formatos, revestimentos e adesivos.

Fonte: Kyocera



Fisher Textiles lança seis tecidos para impressão látex e UV

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/03/2018
Mídias são indicadas para substituir substratos vinílicos

Mídias são indicadas para substituir substratos vinílicos

A Fisher Textiles, fabricante de mídias para comunicação visual, apresentou no mercado internacional seis novos tecidos para a impressão látex e UV.

Três das novas mídias são da linha Bannyl, composta por substratos sem PVC mas com a mesma durabilidade do vinil. Também são resistentes ao vinco e fáceis de manusear e instalar, além de ter propriedades antichamas. Entre os tecidos Bannyl estão o GF 7100 (para aplicações retroiluminadas em mercados e feiras), o GF 7200 (com excelente ponto branco) e o GF 7300 DS (para banners dupla face opacos).

Os demais tecidos recém-lançados pela Fisher Textiles são:

DD 4141 Paradise BOB: oferece alto nível de opacidade para aplicações em estandes de feiras. Além de antichamas, a parte de trás da mídia é preta;

DD 7170 Diverse: indicado para soft signage, a mídia oferece reprodução de cores de alta qualidade e é dimensionalmente estável. De poliéster (100%), esse tecido é retardador de chama;

DD 7180 Banner Lust: de poliéster branco brilhante, essa mídia é indicada para composição de displays de alto nível e aplicações de publicidade de varejo. Ele apresenta acabamento refinado para sinalizações de alto padrão. Também é antichamas.

Fonte: Fisher Textiles



Software Caldera 10 recebe atualização

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/07/2015
Versão 10.1 do Caldera conta com maior número de drivers para suportar impressoras e plotters de recorte recém-lançadas

Versão 10.1 do Caldera conta com maior número de drivers para suportar impressoras e plotters de recorte recém-lançadas

A Caldera, desenvolvedora francesa de softwares para impressão digital, anunciou a versão 10.1 do pacote homônimo de aplicativos.

A atualização permite que o usuário adicione marcas extras de corte e impressão inseridas por meio do VisualRIP ou do GrandRIP na fase final dos trabalhos. Segundo a empresa, essa ferramenta proporciona maior precisão, sobretudo na impressão digital têxtil. Também otimiza o espaço usado nas mídias, eliminando a necessidade de marcas de corte nas bordas. Equipamentos da Zünd, Protek e Summa dão suporte à ferramenta.

Entre as atualizações de desempenho da versão 10.1 está a incorporação do APPE 3.7, que diminui o tempo de processamento do RIP para arquivos PDF com conteúdo de dados variáveis ou transparências. Além disso, a velocidade de processamento de arquivos com cores especiais (spot colors) aumentou mais de quatro vezes (quando empregado computador com motor C4 ou similar), o que melhora a produtividade nas impressões com efeitos especiais.

Frédéric Soulier, diretor da Caldera, declarou: “Continuaremos a melhorar o software com incrementos e novas formas de aumentar a velocidade e ampliar o desempenho da produção”.

A versão 10.1 do Caldera está disponível para todos os usuários que já possuem a versão 10 do software.

Fonte: Caldera