Kiian lançará tintas sublimáticas na Fespa China

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/10/2015
Digistar Evo é compatível com cabeças de impressão Epson

Digistar Evo é compatível com cabeças de impressão Epson

A Kiian, fabricante de insumos para impressão digital, promete lançar na feira Fespa China, que ocorre entre os dias 21 e 23 de outubro, a Digistar Evo, linha de tintas digitais para sublimação desenvolvidas para equipamentos com duas cabeças de impressão Epson DX7.

Durante a Fespa China, a Kiian apresentará também toda a linha de insumos indicadas para impressoras têxteis que empregam cabeças Ricoh, como a nova série Digistar Gen-R e as seguintes linhas:

- Digistar Tex-R: tinta para impressão digital direta em tecidos naturais ou sintéticos, para equipamentos de médio formato. Apresenta grande resistência a lavagem;

- Digistar Air: tinta sublimática para papéis com pouco revestimento. Indicada especialmente para produções de alta tiragem e diminuição de custos;

- Digistar WR-500: tinta sublimática compatível com cabeças Ricoh Gen-5, para papéis com pouco revestimento. É indicada para impressão em tecidos de poliéster e fibras misturadas (com no mínimo 80% de poliéster);

- Digistar Tune: tinta sublimática indicada para impressão direta em tecidos de poliéster. Apresenta solidez e resistência a luz em aplicações ao ar livre.

Fonte: Kiian Digital



Mactac apresenta novo vinil estático para janelas e vidros

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/10/2016
Vinil estático da Mactac é oferecido nas versões branca ou transparente

Vinil estático da Mactac é oferecido nas versões branca ou transparente

A Mactac, fabricante de mídias para comunicação visual, anunciou no mercado internacional um novo vinil estático para aplicações em vidros e janelas. Disponível nas versões branco (VCL0034) e transparente (VAL0034), a mídia apresenta um revestimento superficial que pode receber impressão flexográfica, serigráfica e offset.

Com um liner que também pode ser impresso, o filme é indicado para aplicações como decalques promocionais e de ponto de venda, etiquetas de indicação de mudança de óleo em automóveis, etiquetas de preço, gráficos licenciados, decalques sazonais reutilizáveis, entre outras.

Flexível, a mídia autoadesiva pode ser rapidamente aplicada e removida dos vidros e outras superfícies lisas e polidas. Além disso, é protegida por um liner que proporciona estabilidade e facilidade de manuseio.

Segundo a empresa, a mídia tem excelente resistência a produtos químicos, como limpadores de janelas. Além disso, oferece durabilidade de dois anos (em aplicações internas) ou de seis meses (em instalações externas).

Kim Hensley, gerente de marketing da Mactac, declarou: “Nosso novo vinil estático oferece aos nossos clientes uma solução de excelente qualidade, especialmente atraente para aplicações no setor automotivo e em sinalização nos segmentos promocional e de varejo”.

Fonte: Mactac



Ricoh lança tinta digital látex à base d’água e resina

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/09/2016
Tintas recém-desenvolvidas pela Ricoh curam com mais rapidez

Tintas recém-desenvolvidas pela Ricoh curam com mais rapidez

A Ricoh, fabricante de impressoras digitais, anunciou no mercado internacional uma nova tinta látex à base d’água e resina, desenvolvida principalmente para oferecer tempo de cura reduzido. Depois de setembro, os atuais usuários de tecnologia Ricoh passarão a usar a tinta látex resinada, que, segundo a empresa, também custará menos e terá maior vida útil.

Além de curarem mais rapidamente, o que reduz o tempo de acabamento e entrega, as tintas látex permitem a impressão em diversas mídias de grande formato, como tecidos, papéis, backlits e vinis.

Ainda de acordo com a empresa, como a qualidade de cor das tintas látex tem melhorado nos últimos anos, muitos birôs começaram a empregá-la, estimulados também pelas vantagens ambientais que elas oferecem.

John Fulena, vice-presidente da divisão Production Printing Business da Ricoh USA, declarou: “Estas novas tintas aquosas de resina possibilitam curas mais rápidas e oferecem excelente saída de impressão, e fazem tudo isso a um preço menor do que as tintas antecessoras. Os birôs poderão usar esse dinheiro economizado para reinvestir em novas capacidades, ajustar preços para aumentar a competitividade ou simplesmente obter maiores lucros”.

Fonte: Ricoh