Kiian Digital lançará solução de impressão em tecido

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/09/2017
Apresentação do sistema Impres será na feira SGIA 2017

Apresentação do sistema Impres será na feira SGIA 2017

O Grupo JK, fabricante de tintas digitais, estará presente na SGIA 2017, feira que ocorre entre os dias 10 e 12 de outubro, em Nova Orleans, EUA. No estande (número 2369), a empresa apresentará suas soluções para o mercado de estamparia têxtil, como o novo Impres, sistema integrado de impressão digital específico para a produção de soft signage (sinalização em tecidos). A solução combina dispositivos e materiais da MS Printing Solutions, Caldera e Kiian (marcas pertencentes ao mesmo grupo).

Além disso, a Kiian Digital, que faz parte do Grupo JK, anunciou a certificação Eco Passport para as suas tintas Digistar Hi-Pro. O selo garante que o insumo pode ser empregado em cadeias produtivas sustentáveis.

Marco Girola, especialista de marketing do Grupo JK, declarou: “Estamos entusiasmados por ter obtido o selo. O programa de certificação da Kiian Digital oferece uma vantagem competitiva a todos os nossos parceiros para atender a seus clientes”.

No estande da empresa na SGIA 20117, os visitantes poderão obter mais informações sobre o portfólio da Kiian, além de ser um ponto de encontro para os interessados nos produtos da marca Sawgrass Industrial.

Martin Swift, diretor de marketing do Grupo JK, declarou: “Desenvolvemos produtos que contribuem amigáveis ao meio ambiente, para agregar valor aos nossos clientes. Isso fica evidente pelo crescente programa de certificações da Kiian”.

Fonte: Kiian Digital



Roland DG lançará soluções para sublimação na Febratex 2016

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/08/2016
Febratex 2016 terá exibição de soluções para sublimação da Roland

Febratex 2016 terá exibição de soluções para sublimação da Roland

Entre os dias 9 a 12 de agosto, a Roland DG estará presente na Febratex, feira têxtil sediada em Blumenau (SC). Para os visitantes do evento, a empresa promete apresentar a linha Texart, composta por impressoras e tintas sublimáticas. 

Para atender as necessidades de diversificação de cores, a Roland DG desenvolveu uma linha de tintas exclusiva para as impressoras Textart, que incluem as cores fluorescentes pink (Fp) e amarela (Fy), as quais podem ser combinadas com as tintas atuais da série e produzir centenas de tonalidades.

Anderson Clayton, chief business development officer da Roland DG Brasil, declarou: “Há uma crescente demanda para produções personalizadas em pequenas quantidades no mercado. Acreditamos que, com a adição da tinta fluorescente, aumentaremos não somente a versatilidade das nossas impressoras, mas também as possibilidades de impressão para nossos clientes”.

A linha Texart conta com os equipamentos RT-640 e XT-640. O primeiro pode trabalhar na velocidade de 48m²/h, em quatro cores. Já o segundo produz em até 102m²/h, também em quatro cores. A empresa ainda conta com um grande portfólio de equipamentos para sublimação, como o RF-640S, que oferece rapidez e impressões de alta qualidade.

O Brasil é o quinto maior produtor têxtil do mundo, sendo referência internacional em design de moda praia, jeanswear e homewear. Além disso, vem crescendo nos segmentos de fitness e lingerie, conforme dados de 2016 da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção). 

Apesar de caminhar para um cenário desfavorável em função da crise econômica, a cadeia têxtil e de confecção teve no ano passado 36,2 bilhões de dólares de faturamento.

Fonte: Roland DG Brasil



Como escolher e armazenar papéis para sublimação

Por João Leodonio em 28/11/2017
Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

O mercado oferece muitos tipos de papéis para sublimação, vendidos em folhas ou rolos. Por isso, muitos compradores desses itens fundamentais acabam se confundindo diante de tantas opções e, consequentemente, adquirem materiais inadequados. A seguir, compilamos informações cruciais sobre tipos, gramaturas e armazenamento de papéis sublimáticos. Com o conhecimento delas, o usuário certamente poderá adquirir, utilizar e manipular de forma correta esses artigos básicos da sublimação.

Recomendação importante para todos os casos de papéis listados abaixo: após a impressão e até a prensagem, os materiais devem ser mantidos como antes da impressão, ou seja, sem contato com umidade, poeira e, principalmente, luz.

Papéis sublimáticos para impressão offset (folha a folha)

Para o processo de impressão offset, não há a necessidade de usar papel tratado, que pode ser offset ou jornal. No entanto, a carga de tinta (densidade) tem de ser controlada. Além disso, as pilhas de papel na saída da impressora têm de ser menores, para não ocorrer a transferência de imagem de uma folha para o verso da outra, o que compromete a qualidade da imagem, sobretudo no momento da prensagem.

Gramatura: varia de 54g/m² a 75g/m².

Armazenamento: recomendável manter em local sem umidade, pó e calor excessivo. Conservar os papéis empacotados até o momento da utilização, pois se a umidade relativa do ar estiver muito alta, eles podem ondular, o que dificulta a entrada em máquina. Já a umidade baixa pode provocar estática, que também dificulta a entrada da mídia na impressora. Recomenda-se o controle de temperatura (entre 20ºC e 25ºC) e umidade relativa (entre 45% e 60%).

Modo correto de armazenar papel offset em pacotes

Papéis sublimáticos para impressoras A3 e A4

Nas impressoras “caseiras” são utilizados, normalmente, os formatos A3 e A4. Nesses casos, os papéis sem tratamento não são recomendados, pois a tinta tende a ancorar na massa mecânica da mídia, o que dificulta a pssagem do insumo para o tecido. Para compensar esse problema, muitas empresas aumentam a carga de tinta impressa, o que, consequentemente, onera o processo. Além disso, é importante frisar que a maioria dos perfis de cor disponíveis no mercado não estão preparados para materiais não revestidos. Portanto, o recomendado é usar papéis tratados (resinados) e perfis adequados.

Gramatura: varia de 75g/m² a 125g/m², dependendo de tipo de serviço a ser executado. Muitas fornecedoras oferecem papéis com bom desempenho, e vale testar qual deles entrega a quantidade de tinta adequada para a prensagem correta.

Armazenamento: não expor a umidade, pó e calor excessivo. Manter em pacotes fechados até o momento da utilização. Recomenda-se usar estufas de armazenagem para manter a integridade física do substrato.

Estufa para papéis A3

Papéis sublimáticos para impressão de grande formato

Para impressões em grande formato, utiliza-se tanto papel tratado como papel offset sem tratamento. A largura e o comprimento das mídias variam de acordo com a capacidade de cada impressora digital.

Gramatura: varia entre 56g/m² e 90g/m², dependendo do tipo de serviço a ser executado (textos ou chapados).

Armazenamento: recomenda-se manter os rolos em ambiente controlado (temperatura e umidade relativa) e sem exposição a poeira e luz. Mantê-los empacotados até o momento da utilização.

Modo correto de armazenar papel em rolo

 

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático