Kernow lança películas para reprodução de cores especiais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/04/2018
TrueMatch deve ser empregada na reprodução de cores difícies

TrueMatch deve ser empregada na reprodução de cores difícies

A Kernow, fornecedora norte-americana de mídias para comunicação visual, anunciou no mercado internacional a TrueMatch Custom Colored Films, série de mídias sintéticas duráveis indicadas para banners exteriores e internos, peças de sinalização, gráficos de janela e etiquetas.

De acordo com a empresa, os substratos foram desenvolvidos para oferecer o máximo de repetibilidade e consistência de cores especiais e personalizadas, que não podem ser reproduzidas apenas por meio das tintas CMYK.

Com revestimentos especiais, as mídias oferecem condições superiores de impressão.

Fonte: Kernow



Mimaki lança impressora têxtil Tx300P-1800B

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/10/2016
Tx300P-1800B vem com sistema de transporte de mídias que emprega cinta

Tx300P-1800B vem com sistema de transporte de mídias que emprega cinta

A fabricante Mimaki anunciou no mercado internacional a Tx300P-1800B, impressora com 1,8m de largura indicada especialmente para indústrias têxteis que produzem pequenas tiragens e amostras. O diferencial da máquina, que não tem previsão de lançamento no Brasil, é o sistema de transporte de mídia que emprega cinta para a movimentação do tecido pela máquina.

Capaz de trabalhar na velocidade de 50m2/h ou resolução máxima de 1.440dpi, o equipamento permite a impressão de tecidos mais espessos, devido às opções de distância entre a cabeça e a mídia. Ele também vem equipado com cilindros dedicados a reduzir dobras e amassos das mídias no sistema de transporte.

Entre as tecnologias incorporadas na máquina estão a Nozzle Control Unit (que detecta e recupera automaticamente os nozzles entupidos), os packs de dois litros de tinta (para dar suporte a impressão contínua) e o controle waveform (para disparar cada tinta de acordo com sua gravidade e viscosidade e oferecer o posicionamento preciso das gotas de tinta sobre os tecidos).

A Mimaki oferecerá diferentes linhas de tintas para Tx300P-1800B:

- Sb420 (sublimática): para tecidos de poliéster, para sublimação direta ou sublimação por transfer em papel. Oferece um preto mais profundo e maior durabilidade;

- Dd400 (dispersa): oferece alta resistência à luz e excelente desempenho em tecidos de poliéster para sportswear, cortinas, tecidos aplicados ao ar livre e tecidos usados na indústria automobilística;

- TP400 (pigmentada): provavelmente a série de tintas mais flexível da Mimaki, pois imprime diversos tipos de tecidos. Essas tintas não exigem a lavagem, o que reduz gastos de tempo e água. No entanto, recomenda-se a aplicação de um ligante ou iniciador;

- Rc400 (reativa): indicada para impressão de fibras naturais, como algodão, seda e lã. O sistema de cinta da Tx300P-1800B achata o tecido e torna possível impressão de materiais que esticam;

- Ac400 (ácida): são similares às tintas reativas em que pré e pós-tratamentos são necessários. Produzem cores brilhantes exigidas nas aplicações de moda e vestuário.

Fonte: Mimaki



Esko lança mesa de corte Kongsberg C66

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/11/2017
Equipamento conta com área de produção de 210mm × 4.800mm

Equipamento conta com área de produção de 210mm × 4.800mm

A Esko, fabricante de equipamentos para produção digital, anunciou a Kongsberg C66, mesa de corte e acabamento de mídias corrugadas para sinalização e embalagens.

Com área de trabalho de 3.210mm × 4.800mm, a máquina pode rodar na velocidade de 100m/min e, segundo a empresa, oferece desempenho até 40% maior que outros equipamentos similares com 3m de largura.

A Kongsberg C66 suporta a produções de múltiplas zonas, que asseguram o processamento ininterrupto dos materiais. Isso porque enquanto uma zona da mesa está em ação, o operador pode configurar a outra zona, limpando a peça acabada e carregando uma nova peça. Assim, a máquina pode trabalhar com mídias de 2,2m × 3,2m ou chapas de 2,5m × 4,8m.

O equipamento roda com o software i-cut Production Console (iPC), que controla as funcionalidades da máquina e inclui recursos como controle de câmera, configuração de produção e reconhecimento, calibração e ajustes de ferramentas. Projetado para orientar o operador, o aplicativo incorpora uma série de recursos lógicos e de fácil utilização, como a interface gráfica baseada em ícones. Combinado com o Device Manager, ele oferece o gerenciamento remoto de produção e fornece estimativas do tempo de corte com base nas características dos trabalhos.

A Esko também fornece uma grande variedade de ferramentas opcionais, que podem ser montadas rapidamente e preparadas para cortar e terminar um trabalho específico.

Tom Naess Esko, gerente de produto da Esko, declarou: “A Kongsberg C66 foi projetada para atender a demanda materiais rígidos de grande formato. Ela aumenta a produtividade e, quando combinada a recursos robóticos, garante produção ininterrupta, o que permite a realização rápida e eficiente de embalagens em tiragens mais curtas, sem comprometer a qualidade”.

Fonte: Esko