ITL lança dispositivo UV LED para impressoras inkjet de grande formato

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/10/2016
XT8 pode melhorar o desempenho de impressoras digitais

XT8 pode melhorar o desempenho de impressoras digitais

A ITL (Integration Technology Ltd), fabricante de dispositivos para cura de tintas digitais, anunciou no mercado internacional o XT8, dispositivo UV LED que proporciona aumento da potência UV em até 30% e diminui gastos de energia. A tecnologia poderá ser incorporada a sistemas UV LED usados para a cura de tintas em impressoras inkjet.

De acordo com a empresa, o emprego do XT8 está disponível para sistemas equipados com 365, 385, 395 ou 405nm ou para sistemas com matrizes de comprimento de onda mistos.

O XT8 possui garantia de cinco anos em cada módulo de LED e pode ser empregado na maioria dos produtos da ITL, o que oferece aos clientes a chance de atualizar o desempenho de suas máquinas sem ter de alterar totalmente seus sistemas.

A ITL é responsável pelo desenvolvimento de seus dispositivos UV LED desde o ano 2000. Trata-se de uma pioneira na criação de soluções de cura UV para tecnologias de impressão inkjet. A empresa localiza-se em Oxfordshire, no Reino Unido.

Fonte: ITL



GIS anuncia novos componentes de sistemas de tintas digitais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/09/2014

Peças são empregadas na montagem de sistemas de tintas inkjet

Peças são empregadas na montagem de sistemas de tintas inkjet

A GIS (Global Inkjet Systems), desenvolvedora de softwares, drivers, firmwares e eletrônicos para cabeças de impressão, anunciou o lançamento de novos componentes de sistemas de tintas inkjet. São peças indicadas para fabricantes de máquinas desenvolverem sistemas de abastecimento de tinta. Além disso, a empresa oferece  consultorias, projetos de sistemas e suporte a uma série de tanques de cabeças, controles de sistema de pressão, filtração e desgaseificação.

Nick Geddes, CEO da GIS, declarou: "Com o nosso portfólio, pretendemos ajudar os clientes a reduzir o tempo que gastam para desenvolver um produto. Os eletrônicos e softwares que vendemos têm conseguido auxiliar essas empresas. Descobrimos que os sistemas de tinta em desenvolvimento com prazos apertados estavam se tornando um desafio para alguns fabricantes de impressoras. Então, dois anos atrás, decidimos investir e desenvolver esta nova linha de produtos".

A GIS também vende placas de controle de tinta que suportam mais de seis tipos de fluidos e tintas e podem ser usadas com cabeças de impressão com diferentes modos de escoamento.

Fonte: What They Think



Kornit apresenta nova impressora têxtil industrial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/07/2016
Vulcan pode estampar 250 peças por hora

Vulcan pode estampar 250 peças por hora

A fabricante Kornit lançará oficialmente a Vulcan, impressora digital para estamparia têxtil, entre os dias 11 e 29 de julho, em sua fábrica nos EUA, durante um open house dedicado a clientes interessados em customizações em massa executadas por equipamentos direct-to-garment (DTG).

O protótipo da Vulcan foi apresentado aos visitantes da feira ITMA 2015. Depois de receber aperfeiçoamentos, a máquina passará a ser comercializada a partir do terceiro trimestre de 2016.

Segundo a empresa, a Vulcan é capaz de produzir 250 peças por hora (roupas claras ou escuras) e de rivalizar com a serigrafia em produções de médios e grandes volumes, pois opera em alta velocidade em função de suas 60 cabeças de impressão com sistema de recirculação de tinta.

Com configuração de seis cores e branco, a máquina emprega o processo patenteado NeoPigment e tintas originais à base d’água, que podem estampar em uma variedade de fibras naturais, sintéticas e mistas. Os insumos serão vendidos em garrafas de 4 litros. Após a impressão, as peças de vestuário são curadas com um secador de ar quente.

Também de acordo com a Kornit, a Vulcan, quando comparada a outros sistemas da própria Kornit, pode reduzir o custo por impressão em até 40%. Além disso, atende trabalhos com peças de várias dimensões, mas com tamanho máximo de 70cm x 100cm. Ela também possui um método novo de transporte de vestuário para o processo de impressão.

Rich Thompson, diretor de marketing da Kornit, declarou: “Trabalhamos continuamente para melhorar o ponto de equilíbrio entre os métodos de impressão analógicos e digitais. Com custo de consumo de tinta drasticamente reduzido, a Vulcan compete com carrosséis serigráficos, não apenas em pequenas tiragens, mas também para médias e grandes. Além disso, ela possibilita a confecção de peças de qualidade, com impressões fotorrealistas e dados variáveis. Em essência, a Vulcan é uma tecnologia inovadora na qual estamparias e serigrafias deveriam se interessar”.

Fonte: Kornit