ITI apresenta nova impressora têxtil com 3,2m de largura

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/11/2016
ITI3200-TXK emprega cabeças de impressão Kyocera KJ4B

ITI3200-TXK emprega cabeças de impressão Kyocera KJ4B

A ITI (Inkjet Technology Inc), fabricante norte-americana de equipamentos inkjet, anunciou no mercado internacional a ITI3200-TXK, impressora têxtil com 3,2m de largura que emprega duas ou quatro cabeças Kyocera KJ4B.

As cabeças são aptas a trabalhar com uma tinta especialmente desenvolvida para a produção em tecnologia Dual Production (Produção Dupla), que possibilita tanto a impressão direta em tecidos quanto a impressão em papéis sublimáticos.

A ITI3200-TXK incorpora sistema avançado de manuseio de mídia na parte traseira, para acomodar papéis transfer ou tecidos. Além disso, um aquecedor interno opcional está disponível para aplicações de impressão direta.

A impressora também vem com um sistema de vácuo interno para fixar o papel transfer e evitar que ele enrugue. Outro diferencial é a calha de coleta de tinta, para lidar com impressão direta em tecidos de poliéster ou malhas.

Paul McGovern, gerente geral da ITI, declarou: “No mercado de impressoras têxteis de 3,2m, a ITI está fabricando equipamentos com produção dupla para empresas que exigem um fluxo de trabalho confiável e de alta capacidade. Essas impressoras da ITI são indicadas para estampar banners, papéis transfer e tecidos para decoração”.

Fonte: ITI



Impressora digital (grande formato): dicas para escolher a ideal

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/11/2012

Não, escolher uma impressora digital não é fácil. O empresário, além de correr inúmeros riscos ao investir num equipamento, depara com centenas de modelos, entre novos e usados, na hora de adquirir a máquina. O assédio dos fornecedores é grande. A concorrência é acirrada. Então, o que fazer para acertar — ou diminuir as incertezas — na hora de escolher a impressora? O InfoSign mostra algumas dicas rápidas, mas não rasteiras, principalmente para os empresários iniciantes.

Conheça a sua clientela

Comprar uma nova impressora para quê? Fazer e responder a essa questão é o primeiro passo. A sua empresa tem essa necessidade para atender quais clientes e demandas? Se você não souber, corra imediatamente atrás dessas informações. Quanto mais foco e clareza você tiver, melhor. Há muitas possibilidades de aplicações. E saiba que não existe uma impressora que dê conta de todas elas.

Qual é o tipo de serviço que o seu cliente demanda? PDV é opção

A verba que você dispõe para o investimento

Ok, você já conhece o seu foco. Por exemplo: estamparia e personalização de tecidos. Ao saber disso, você naturalmente vai restringir as suas possibilidades de investimento (o que aumenta as suas chances de acerto). Porém, há outras limitações, como o montante que a sua empresa dispõe para o investimento.

E mais: não pondere apenas o preço da máquina. O investimento vai além: há gastos com periféricos (no-break e computador, por exemplo) e instalação (aterramento, ar condicionado, sala de impressão, entre outros). Se você dispõe de 50 mil reais, por exemplo, gastará aproximadamente 20 mil reais para a correta acomodação do equipamento. O restante do valor fica para a impressora (esse é apenas um exemplo; há muitos outros).

Conheça as impressoras e as tecnologias agregadas

Aprenda o máximo possível sobre impressoras digitais e suas aplicações. Aos olhos do leigo, parece não haver muita diferença entre as tecnologias UV e látex. Mas quem as conhece a fundo sabe que ambas têm características bem particulares.

É fundamental dominar informações sobre dispositivos, auxiliares, periféricos, softwares, tipos de tintas, sistemas de alimentação de substratos, entre outros elementos essenciais de uma impressora. Saiba, também, que a tecnologia digital está em evolução constante e que as máquinas entram em rápida defasagem. Portanto, use mídias, como o InfoSign, para conhecer mais a tecnologia e se manter atualizado.

Conheça o mercado: fabricantes, distribuidores, concorrentes e parceiros

Procure empresas com as quais você possa fechar uma parceria. Tenha em vista que a compra de uma impressora não envolve apenas a negociação, mas também toda uma série de atividades pós-venda, como entrega, instalação, assistência técnica entre outros serviços.

Busque conhecer empresas que tenham credibilidade e solidez. Para tanto, consulte empresários que já adquiriram impressoras digitais. Colha informações. Não hesite em ir aos show rooms das fornecedoras. Converse com os vendedores e técnicos. Visite feiras de negócios e eventos nos quais você possa ter contato com profissionais da área, além de poder ver as impressoras em ação.

Feiras oferecem ótimas oportunidades para pesquisar e comprar impressoras



GMG celebra aniversário de 30 anos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/08/2014

Empresa desenvolve softwares para gerenciamento de cores

Empresa desenvolve softwares para gerenciamento de cores

A GMG, desenvolvedora de softwares, completou 30 anos. Segundo Robert Weihing, dono da empresa, são três décadas de "conversão, padronização, reprodução, otimização, controle, compartilhamento e evolução de cores".

Em 1984, os irmãos Robert e Joerg ingressaram na empresa fundada pelo pai, Ewald Weihing. O trabalho inicial dos rapazes era operar plotters de corte. Em 1989, a empresa expandiu-se e comprou uma Iris 3047, impressora a jato de tinta de formato A0. De acordo com Robert, fazer sinalização na época era muito trabalhoso, mas a impressora recém-adquirida facilitava bastante a produção, embora reproduzisse diversas cores erroneamente. Por esse motivo os irmãos Weihing passaram a estudar gerenciamento de cores, o que resultou na criação do primeiro software da GMG, o ColorProof. De lá para cá, a empresa desenvolveu uma série de aplicativos gráficos e tornou-se referência no mercado.

Atualmente, a GMG oferece 15 produtos para gerenciamento de cores e já instalou mais de 11 mil soluções mundo afora, em diversas empresas de pré-impressão, offset, flexografia, rotogravura, impressão digital e de grande formato.

Fonte: GMG