Inscrições abertas para o Cambea 8

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/12/2017
Oitava edição do campeonato tem novidades

Oitava edição do campeonato tem novidades

Os organizadores do Cambea (Campeonato Brasileiro de Envelopamento Automotivo) abriram as inscrições para a oitava edição da competição, que será na ExpoPrint Latin America, feira que ocorrerá no Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 20 e 24 de março de 2018. O vencedor terá a oportunidade de disputar o World Wrap Masters Series, em Berlim, na Alemanha.

Entre as novidades do Cambea 8 está a Modalidade Pro, em que 18 equipes disputam o acesso e devem envelopar a lateral de um carro em apenas uma hora (não mais uma hora e meia, como nas edições passadas). Além disso, haverá uma semifinal no quarto dia (sexta-feira), entre seis equipes. Dessas, apenas três a final no sábado, dia 24 de março, com a missão de envelopar o carro inteiro, em cinco horas.

Outra atração do evento é o Cambea Fast. Nela, qualquer pessoa pode envelopar o capô de um carro. A ideia é fazer o trabalho no menor tempo possível, e quebrar o atual recorde, que é de 4min35s. 

A ExpoPrint também contará com o Cambea Lab, espaço onde será possível aprender técnicas únicas de envelopamento. Justin Pate, considerado um dos maiores especialistas em envelopamento automotivo do mundo, marcará presença e apresentará seus macetes, adquiridos ao longo de 20 anos de experiência.

Outras atrações também poderão ser vistas no estande da Alltak, idealizadora do Cambea. O holandês Joffrey Van Der Jagt, da ProWrap, especialista no estilo livre, estará no Brasil para transformar carros em obras de arte.

As inscrições para o Cambea Pro estão abertas no site do Cambea (www.cambea.com.br). Para as demais provas, o participante pode fazer suas inscrições gratuitas durante o próprio evento.

O Cambea conta com a idealização e patrocínio da Alltak, APS Marketing de Eventos e ExpoPrint Latin America. 

Marcelo Souss, idealizador do evento, declarou: “Queremos fazer o melhor CAMBEA de todos os tempos, promovendo o maior encontro do envelopamento do país, reunindo o que há de melhor no cenário nacional”.

Fonte: Expoprint



Graphics One lançará impressora GO F-24 UV LED

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/10/2013

GO F-24 UV é impressora UV LED da Graphics One

GO F-24 é impressora UV LED da Graphics One

A Graphics One, fabricante de equipamentos para comunicação visual, anunciou o lançamento (para o mercado norte-americano) da GO F-24 LED, impressora UV de mesa com 60 x 40cm de área de trabalho.

De acordo com a empresa, a máquina pode imprimir em vários substratos, como acrílico, plástico, cerâmica, madeira, entre outros. Ideal para empresas dos mercados industrial e promocional, o equipamento imprime em resolução máxima de 1.440dpi e produz com oito tintas, incluindo a branca. Possui sistema de circulação e bombas pressurizadas, que diminuem o entupimento das cabeças, evitando paradas de manutenção.

A impressora apresenta outras tecnologias, como a One Pass (que possibilita a impressão de todas as tintas, inclusive a branca, em uma passada), a InterWave Dot (reduz bandings) e a Laser Printhead Protection (reduz avarias nas cabeças, por meio de sensores de luz que detectam obstruções dentro delas).

O equipamento será apresentado na feira SGIA 2013.

Fonte: Graphics One



Influência da temperatura na instalação de vinis adesivos

Por Eduardo Yamashita em 28/07/2015
Artigo técnico aborda a influência da temperatura na aplicação de vinis adesivos

Artigo técnico aborda a influência da temperatura na aplicação de vinis adesivos

Todo vinil adesivo sofre influência de temperatura. O frio extremo pode afetar o desempenho do filme de PVC e dificultar a instalação. Por outro lado, o calor extremo pode tornar o adesivo muito agressivo. Portanto, ao instalar imagens de vinil no Pará ou Rio Grande do Sul, em janeiro ou junho, é preciso enfrentar alguns desafios ambientais. Quais são os riscos? E como saber quando está muito frio para a instalação planejada?

Em ambientes muito frios

A baixa temperatura do ambiente ou da superfície reduz a plasticidade do filme de PVC, o que pode roubar sua capacidade de se conformar a uma superfície curva ou ligeiramente texturizada. No entanto, não haverá problema se a superfície de aplicação for lisa e plana. Em outras palavras, a elongação do filme de PVC diminui, deixando-o mais quebradiço.

Mas conformação é apenas parte do problema. O vinil mais conformável do mundo só vai ficar parado (adesivado) se o adesivo trabalhar. Em temperaturas abaixo da mínima, o adesivo torna-se tão frágil que não se molda à superfície. Se estiver perto da temperatura mínima da superfície, o filme pode aderir, mas não vai se relacionar bem o suficiente para tornar-se permanente. Isso poderia causar falha adesiva após a entrega ao cliente.

Qual a temperatura ideal para evitar o fracasso das aplicações? Depende. Cada vinil é diferente, mas em geral a temperatura mínima varia entre 4ºC e 7ºC para vinis cast e entre 8ºC e 10ºC para calandrados. Para ter certeza dos valores ideais, consulte sempre os dados publicados pelos fabricantes.

Falhas de aplicação podem acontecer caso não seja levada em consideração a temperatura como fator de influência durante a instalação de vinis adesivos
Falhas de aplicação podem acontecer caso não seja levada em consideração a temperatura como fator de influência durante a instalação de vinis adesivos

Intemperismo e armazenamento

Ao armazenar vinis em local separado do espaço de trabalho, é preciso adaptá-los à temperatura do ambiente antes da aplicação. Se estiver 22ºC em sua mesa e 3ºC na área de armazenamento, o vinil pode não estar pronto para o trabalho. Logo, será necessário aquecer a mídia para que fique entre 20ºC e 25ºC. Esse procedimento também é válido para fitas adesivas, filmes de laminação e outros materiais autoadesivos.

Entretanto, se o seu vinil está quente e será instalado em um veículo em uma garagem com a temperatura mais baixa, será necessário aquecer a superfície antes da instalação. A temperatura da superfície é tão importante quanto a do próprio vinil.

Lembre-se que, geralmente, leva alguns dias para o adesivo curar na superfície. Então, se você tem de instalar vinis em clima frio, faça-o em local climatizado. Além disso, tente organizar o ambiente para manter a superfície recém-decorada ou o veículo por alguns dias (mínimo de dois dias) descansando antes de liberá-lo para o cliente.

Agora você sabe que “depende” é a resposta para a questão “é quente o suficiente para instalar o vinil?”.

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos
Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos