InfoTrends lança estudo sobre o mercado de estamparia digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/01/2013

Infotrends faz estudo sobre estamparia digital

A InfoTrends, empresa de consultoria para a indústria de impressão, concluiu um novo estudo voltado ao segmento de estamparia digital. Chamado "Transforming Textile Printing" (Transformando a Impressão Têxtil), a análise explora questões sobre demanda e tendências, além de enfatizar as características das empresas envolvidas na cadeia produtiva desse mercado.

Segundo o estudo, o potencial da impressão digital no mercado têxtil é bastante promissor. Isso se deve à introdução de equipamentos de altíssima velocidade e que também permitem trabalhar com diversos tipos de tintas.

A indústria têxtil global está avaliada em aproximadamente um trilhão de dólares. Desse todo, o InfoTrends estima que a parcela que utilizada a estamparia digital (para vestuário, decoração e produtos industriais) é de 10,3 bilhões (em 2012), ou menos que 1,5% de todo o mercado têxtil.

Apesar do segmento de estamparia digital ainda ser pequeno — se comparado com a indústria têxtil como um todo —, ele vem crescendo expressivamente e, de acordo com o InfoTrends, as receitas de vendas de tintas e equipamentos voltados para esta finalidade deve ter um crescimento anual de cerca de 30%.

Segundo a consultoria, as principais tendências que estão impulsionando este crescimento incluem a tecnologia de impressão de alta qualidade, a disponibilidade de soluções com preços mais baixos (que permite a entrada de novas empresas no mercado) e sistema aberto de cabeças de jato impressão, que permite o uso de tintas de vários fornecedores diferentes.

O estudo cobre os seguintes itens:

  • Fornecedores de sistemas de impressão digital e fabricantes de cabeças de impressão;
  • Fornecedores de tintas digitais e os tipos de tintas;
  • As fibras e os tecidos utilizados na impressão têxtil;
  • Sustentabilidade na impressão digital têxtil.

O estudo é baseado em entrevistas com empresas de toda a cadeia produtiva da estamparia digital. Ao todo, o InfoTrends realizou 67 entrevistas com empresas na China, Índia, Estados Unidos e Itália.

O documento, porém, custa 16,995.00 dólares. O interessado pode acessar mais informações na página especialmente criada para o estudo.

Fonte: InfoTrends. Texto: InfoSign



Películas adesivas 3M Envision recebem selo GreenGuard Gold

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/12/2016
Filmes para impressão, laminação e envelopamento são livres de PVC

Filmes para impressão, laminação e envelopamento são livres de PVC

Dez produtos da linha Envision, da 3M, receberam recentemente a certificação Gold do selo GreenGuard. Isso significa que os materiais atendem padrões de baixa emissão de compostos orgânicos voláteis em ambientes internos.

A certificação Gold inclui ainda fatores adicionais que levam em consideração a saúde e o bem-estar de pessoas sensíveis (como crianças e idosos), para garantir que os produtos possam ser aplicados em ambientes como escolas e instalações de saúde. Recertificações e testes periódicos são necessários para demonstrar conformidade contínua.

Os produtos da 3M que receberam o selo Gold da GreenGuard são as películas de impressão Envision LX480Cv3 e SV480Cv3, os laminados para envelopamento Envision 8548G e 8549L, os filmes de impressão Envision 48-20, 48-20R, 48C-20 e 48C-20R e as películas para laminação Envision 8048G e 8050M.

A linha 3M Envision é composta por películas adesivas sustentáveis e de alto desempenho, com uma ampla gama de acabamentos e texturas para aplicações em veículos, paredes, janelas e superfícies lisas e texturizadas.

Segundo a 3M, a empresa tem pesquisado e desenvolvido produtos de ponta, mais sustentáveis e que causem impactos positivos entre as empresas que procuram ser mais sustentáveis.

Fonte: 3M



CEO da EFI visita São Paulo e fala sobre o futuro da impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/08/2013

Guy Gecht, CEO da EFI, palestra em São Paulo

Guy Gecht, CEO da EFI, palestra em São Paulo

Em visita ao Brasil, Guy Gecht, CEO da EFI, encontrou-se com empresários e parceiros em evento realizado no dia 31 de julho, em São Paulo. Perante uma plateia cheia, o executivo apresentou suas ideias sobre as tendências do mercado gráfico.

Gecht mostrou previsões para os próximos dez anos, como o aumento em 90% das publicações digitais (quando comparadas às impressas). Também falou sobre os estudos sobre impressão UV. "É preciso ficar atento às oportunidades, pois elas estão se transformando rapidamente. A indústria gráfica, em particular, está vivendo um destes momentos de transformação", ressaltou.

Bacharel em Ciências com habilitação em matemática e ciência da computação pela Universidade de Israel Ben Gurion, Guy Gecht, faz parte do time da EFI há 18 anos.

Fonte: EFI