Impressora Screen Truepress Jet W3200UV é lançada na Europa

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/01/2014

Screen Truepress JetW3200UV é uma das primeiras impressoras digitais a serem lançadas em 2014

A Screen Truepress JetW3200UV é uma das primeiras impressoras digitais a serem lançadas em 2014

Depois de passar pelo beta testing, a Truepress JetW3200UV, impressora digital plana de grande formato, é lançada na Europa. Unidades da máquina serão produzidas e vendidas pela Inca Digital, uma subsidiária britânica da Screen, desenvolvedora do equipamento.

A Truepress Jet W3200UV é uma impressora de porte médio e faz parte da mais recente geração de equipamentos da fabricante japonesa. Conheça as principais características técnicas da novidade:

  • Área máxima de impressão: 3,2 x 1,6m;
  • Espessura máxima do substrato: 500mm;
  • Substratos: placas de materiais rígidos e folhas de papel (ou mídias flexíveis);
  • Tecnologias de cabeça de impressão: nozzle mapping e limpeza automática;
  • Volume da gota disparada pelas cabeças: 14 picolitros;
  • Modos de produção: 10, 14, 18 ou 22 passadas;
  • Velocidade máxima de impressão: 85m2/h;
  • Conjunto modular de cores: CMYKLcLm (light cyan e light magenta) ou CMYKWW (duplo branco) ou CMYKLcLmWW (light cyan, light magenta e duplo branco).

Recentemente, a Inca convidou empresários, clientes e revendedores europeus para conhecer tanto a nova impressora quanto a planta (na Inglaterra) onde ela será fabricada.

Fonte: Large Format Review



Substratos não tecidos usados para sublimação

Por João Leodonio em 10/04/2018
Com o processo sublimático, é possível estampar dezenas de mídias e objetos

Com o processo sublimático, é possível estampar dezenas de mídias e objetos

Além dos tecidos com poliéster, é possível sublimar muitos outros tipos de substratos, desde que sejam resistentes a temperaturas superiores a 200ºC. Outra característica fundamental dessas mídias é que elas apresentam uma camada superficial de resina à base de poliéster, cuja função é fixar a sublimação. Portanto, o substrato não é sublimado, mas sim a resina aplicada na superfície dele.

Além de substratos planos, o processo sublimático permite estampar materiais e objetos curvos e com formatos diversos, como canecas, copos, porta-retratos, relógios, chaveiros, squeezes, tapetes, placas, descansos de panelas, caixas de presente, quebra-cabeças, entre outros.

A despeito do surgimento contínuo de novos substratos passíveis de receber a sublimação, os materiais mais comumente utilizados no mercado são: cerâmica, metais, madeiras, pedras, EVA, borracha, vidros, cartões, PVC e alguns polímeros.

Cuidados

- Antes de sublimar, limpe os substratos com produtos indicados pelo fabricante. Elimine qualquer tipo de impureza oriunda do manuseio e da aplicação de resina;

- Obedeça o tempo e a temperatura indicados pelos fabricantes. Essa relação varia de acordo com o tipo de substrato;

- Faça uma inspeção visual no ato da compra do produto para detectar possíveis falhas provocadas na aplicação da resina;

- Para sublimar em prensas planas, recomenda-se o uso de um gabarito de altura para cada substrato. Há materiais, como azulejos e vidros, que são muito sensíveis à pressão da prensa. Com os gabaritos, é preciso fazer apenas o ajuste fino, o que evitará perdas desnecessárias;

- Para todos os casos, indica-se o uso de fita adesiva térmica específica para a fixação do papel ao substrato. Não utilizar outros adesivos, pois corre-se o risco de manchar o produto.

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático 

 



Lançamento: impressora Durst na Fespa Brasil 2015

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 31/01/2015

Rho P10 160 é impressora digital de entrada

Rho P10 160 é impressora digital de entrada

A filial brasileira da Durst, fabricante de equipamentos inkjet, marcará presença na feira Fespa Brasil 2015. Para o evento, a fornecedora promete apresentar pela primeira vez na América Latina a Rho P10 160, impressora de entrada para grandes formatos.

Segundo a empresa, a máquina conta com paleta de sete cores, dispara gotas de tinta de 10 picolitros e pode trabalhar com mídias flexíveis ou rígidas. Na resolução de 1000dpi, o equipamento imprime na velocidade de 100m2/h.

A empresa informa também que, na edição 2015 da Fespa Brasil, participará em parceria com a Vinilsul, distribuidora de equipamentos e serviços para o mercado de comunicação visual.

Ricardo Pi, diretor geral da Durst Brasil, declarou: "Mesmo diante de incertezas econômicas e mudanças na macroeconomia, o mercado brasileiro possui um alto potencial. Há um grande volume de processos para serem migrados do analógico para o digital. Também planejamos a expansão da empresa neste ano, objetivando maior suporte para as áreas de cerâmicas e tecidos".

Fonte: Durst