HP expande portfólio de impressoras látex para mídias rígidas

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/07/2018
Latex R1000 incrementou linha de impressoras

Latex R1000 incrementou linha de impressoras

A HP anunciou no mercado internacional a nova impressora Latex R1000. A máquina expande a linha de tecnologias látex para estampar mídias rígidas, que já incluía a Latex R2000, projetada para birôs de grande porte.

A estreante Latex R1000 é indicada para empresas em crescimento e com restrições de investimento e espaço. Ambas as máquinas da linha oferecem tecnologias para imprimir em grande variedade de mídias flexíveis e rígidas, para aplicações em varejo, sinalização externa, eventos, exposições e decorações.

De acordo com a empresa, a nova impressora é capaz de rodar a 57m²/h, vem com cartuchos de 3 litros de tinta e pode acomodar mídias com até 1,64m de largura e até 5cm de espessura.

A Latex R1000 emprega tinta branca capaz de estampar mídias transparentes e coloridas. Além disso, conta com cabeças térmicas removíveis que podem ser armazenadas em uma câmara off-line. A máquina também apresenta um sistema de manutenção automática que executa recirculação e verificações automáticas dos nozzles – funções operadas por meio do HP Smart Services, que maximizam o tempo de atividade e ajudam a evitar falhas na produção.

A HP também oferece um revestimento especial para acabamento superficial. À base d’água, o material proporciona alta aderência e resistência a riscos.

Fonte: HP



Avery Dennison lança nova geração de vinis adesivos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/09/2015
Linha MPI 1104 Cast é indicada para envelopamento de carros e aplicações arquitetônicas

Linha MPI 1104 Cast é indicada para envelopamento de carros e aplicações arquitetônicas

A Avery Dennison, fabricante de películas adesivas, adicionou ao seu portfólio a nova série MPI 1104 Cast, composta por vinis de alto desempenho para instalações em veículos e soluções arquitetônicas.

De acordo com a fabricante, quando comparados a produtos similares, os novos vinis podem reduzir em 10% o tempo de trabalho da aplicação. Isso porque a tecnologia do adesivo, uma versão especial da Easy Apply, facilita a instalação dos materiais sobre superfícies difíceis, como ondulações profundas.

Outra característica destacada pela empresa é a alta conformabilidade 3D de linha, que permite aos aplicadores cobrir diversos formatos tridimensionais e curvas complexas. Além disso, as películas permitem impressão digital UV, solvente, ecossolvente e látex, conferindo brilho e cores vibrantes às imagens reproduzidas.

Daniel Martinez van der Lem, aplicador profissional da Stick it, da Holanda, declarou: “A impressão neste novo material da Avery é ótima. O baixo tack inicial também é outro diferencial. Com ele, fomos capazes de levantar o vinil da superfície e, em seguida, aplicá-lo novamente e com facilidade. Isso poupou muito tempo, e não há dúvida de que a velocidade da aplicação aumenta ao usar o MPI 1104”.

Fonte: Avery Dennison



Características dos principais tipos de papéis transfer

Por João Leodonio em 05/12/2017
Saiba quais são os papéis transfer disponíveis atualmente

Saiba quais são os papéis transfer disponíveis atualmente

Os papéis transfer são conhecidos principalmente por serem boas alternativas para aplicação de imagens em tecidos de algodão e poliéster. Alguns deles apresentam um fundo branco, que permite imprimir peças coloridas sem prejudicar as estampas originais. Trata-se de sobreposição, ou seja, da adesão ao tecido por termocolagem.

Por questões de preço e disponibilidade, os papéis transfer mais utilizados são o OBM e o Dark, também encontrado no mercado com outros nomes. Além deles, listamos abaixo as caraterísticas do Ink Pro e do INNEO.

Para todos os casos, recomenda-se que as peças que receberam as aplicações fiquem em descanso por, pelo menos, 24 horas, antes de serem lavadas. Além disso, é importante que elas não sejam lavadas em tanques e não sejam torcidas à mão. Se utilizar água quente, a temperatura máxima deve ser de 40°C. A água não pode ter alvejante, e deve-se passar pelo avesso. Esses procedimentos são muito importantes para manter a integridade do transfer por mais tempo.

Papel Transfer OBM

Característica: o lado da impressão possui revestimento de poliéster (para sublimação). O outro lado é emborrachado termocolante (fundo branco).

Aplicações: em tecidos claros ou escuros de algodão ou poliéster. É indicado para estampas que não precisam de recorte, pois a plotter não suporta esse material, que é bem difícil de ser cortado à mão. Após aplicado, ele oferece um toque menos discreto, porém, confere relevo à peça.

Camiseta preta com aplicação em OBM

Papel Transfer INNEO

Característica: papel transfer importado.

Aplicações: em tecido branco de algodão. Esse papel é indicado para impressora laser colorida de alta velocidade, sem óleo e com temperatura interna de até 200°C.

Papel Transfer Ink Pro

Característica: papel transfer impresso por equipamentos a jato de tinta.

Aplicações: em algodão. Esse material exige que as tintas utilizadas na impressão devem ser originais, de preferência. Isso porque as tintas paralelas não oferecem um resultado de boa qualidade.

Papel Transfer Dark

Característica: o lado da impressão é de papel sulfite resistente a temperatura (impressão a laser). O outro lado é emborrachado termocolante (fundo branco).

Aplicações: em tecidos claros ou escuros de algodão ou poliéster. Esse papel não confere 100% de qualidade da definição, mesmo que sejam usados arquivos em alta resolução. Porém, ele oferece um toque mais discreto.

Camiseta preta com Dark Film com fundo branco

 

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático