HP e Alltak unem-se a designers na criação de mobiliário personalizado

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/08/2018
Móveis serão expostos de 29 de agosto a 2 de setembro

Móveis serão expostos de 29 de agosto a 2 de setembro

Os designers Sergio e Jack Fahrer estão com uma nova coleção de móveis personalizados. É a Op+Memphis, que será exposta na Semana do DW-Design Weekend, de 29 de agosto a 2 de setembro, na Rua Wizard 157, São Paulo (SP).

A coleção é composta por 29 peças (poltronas, cadeiras, mesas, bancos, credenzas, luminárias e objetos) decoradas com motivos e imagens inspiradas nos movimentos Op Art e Memphis.

Para ajudar a concretizar os designs dos irmãos Fahrer, a Alltak, fabricante de películas adesivas, desenvolveu o novo Fusion, filme de alta performance exclusivo para decoração de mobiliário.

As películas receberam imagens impressas com equipamentos e tintas látex da HP, cujas características elásticas são recomendadas a mídias que serão moldadas a superfícies mais complexas.

A Acritec foi a responsável pela fabricação das estruturas das peças. A empresa usou um polímero moldável, que tem a facilidade de adquirir formas, pela sua leveza e alta resistência.

Op Art e Memphis

A Op Art, que atingiu seu auge na década de 60, e a Memphis, nascida na década de 80 em Milão, romperam com as estruturas, cores e linhas do design de suas épocas. As duas inspiraram os irmãos Sergio e Jack Fahrer a criar a coleção Op+Memphis.

A ideia da coleção é apresentar formas, peças e imagens que vão além dos padrões atuais da indústria. “O pressuposto de seguir somente o estilo daquilo que está em voga, de seguir tendência... Acho que precisamos mais do que isso, neste momento do mundo”, comenta Sergio.

A Memphis, como ficou conhecido o grupo liderado por Ettore Sottsass, começou na década de 80 e contrapunha-se ao movimento moderno, que priorizava a funcionalidade em detrimento da simbologia e da estética do objeto. A Op Art é a representação do movimento da imagem por meio de elementos gráficos, e simboliza um mundo que se modifica a cada instante.

Fonte: HP Brasil



Inx lançará tinta inkjet de cura por feixe de elétrons

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/09/2018
Prodigy EBGA será apresentada na feira SGIA 2018

Prodigy EBGA será apresentada na feira SGIA 2018

A fabricante Inx Digital estará presente na SGIA Expo 2018, feira que ocorre entre os dias 18 e 20 de outubro, em Las Vegas (EUA). Durante o evento, a empresa promete lançar a Prodigy EBGA, tinta inkjet de cura por feixe de elétrons (que prescinde de fotoiniciadores). O insumo foi desenvolvido para trabalhar com cabeças Xaar e oferecer forte adesão a uma variedade de mídias.

A Inx recomenda que a tinta seja empregada por impressoras do modelo Gaia, da Uteco, a primeira equipada com tecnologia de feixe de elétrons, que permite substituir a laminação por impressão de superfície. Com alta resistência a químicos e arranhões, a EBGA está disponível na paleta CMYK.

Além da nova tinta por cura de feixe de elétrons, a Inx lançará tintas à base d’água da marca Triangle, projetadas para estamparia direta em tecidos e transferência em poliéster ou tecidos sintéticos mistos. Esses novos insumos são aprovados para uso em impressoras com cabeças Epson DX4, DX5 e DX7.

Fonte: SGIA



Kyocera desenvolve nova cabeça de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/09/2015
KJ4C-0360 é indicada para impressora inkjet para a indústria de cêramica

KJ4C-0360 é indicada para impressora inkjet para a indústria de cêramica

A Kyocera, fabricante japonesa de peças eletrônicas, anunciou a KJ4C-0360, nova cabeça de impressão piezoelétrica de 360dpi, que produz na velocidade de 50 metros por minutos e dispara gotas de tinta com volumes variáveis (de 15 a 84 picolitros).

Com largura efetiva de impressão de 109mm, a KJ4C-0360 pode trabalhar com tintas à base de óleo ou água, para estampar substratos de cerâmica. Futuramente, a Kyocera expandirá as aplicações do produto, para que imprima em tecidos e materiais para a área médica.

Em suas cabeças de impressão, a Kyocera emprega uma tecnologia patenteada de recirculação que inibe a sedimentação e a secagem de tinta. A estrutura mantém a temperatura constante e ajuda a prevenir falhas nos disparos de tinta devido a bolhas de ar. Mesmo que isso ocorra, o sistema ejeta as bolhas e reduz a necessidade de purgas.

Fonte: Kyocera