GCC introduz novo módulo para gravadoras a laser

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/04/2014

Novo módulo otimiza qualidade do corte da gravadora

Novo módulo otimiza qualidade do corte da gravadora

A GCC, fabricante de equipamentos para comunicação visual, passa a oferecer um novo módulo AAS para os seguintes modelos de gravadoras a laser: GCC LaserPro Spirit, X380, Gaia e X500I. Segundo a empresa, o dispositivo aumenta a precisão do corte.

O módulo pode ser usado principalmente por empresas que fazem aplicações de impressão e corte, ou seja, gráficos com marcas de registro que serão cortados com máquinas a laser. O GCC AAS oferece também os seguintes recursos de autocorreção:

Auto-Tracking

Reconhece objetos desalinhados em até 10º. Quando os usuários colocam o material de trabalho sobre a mesa de gravação, o sistema AAS faz ajustes para compensar o desalinhamento.

Auto-Scaling

Ajusta a diferença de tamanho entre diferentes impressos, em variações de  +/-7,5mm.

Auto-Keystone Correction

Capaz de identificar distorções no impresso geradas durante o processo de impressão.

Fonte: GCC



Case: outdoor digital que se descabela

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/02/2014

Mídia digital foi instalada no metrô de Estocolmo, na Suécia

Mídia digital foi instalada no metrô de Estocolmo, na Suécia

Arthut C. Clarke, um dos escritores mais prolíficos e proféticos da ficção científica, certa vez cravou: "Qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível da magia". Hoje são incontáveis as novas e surpreendentes tecnologias que comprovam a assertiva do autor de 2001: Uma Odisseia no Espaço. E o mercado das propagandas digitais está apinhado de exemplos de instalações tecnomágicas. Uma delas causou grande comoção recentemente entre os passageiros do metrô de Estocolmo, capital da Suécia.

Para apresentar uma nova linha de produtos para cabelo, a Apotek, marca de produtos farmacêuticos, instalou uma peça de sinalização digital que interagia não apenas com o público, mas – principalmente – com o ambiente.

Na plataforma do metrô, foram colocadas telas digitais equipadas com sensores ultrassônicos que monitoravam as chegadas dos trens. Assim que o primeiro vagão surgia na estação, os sensores sinalizavam aos players que o vídeo exibido nas telas deveria mudar, mostrando a modelo com cabelos esvoaçando (em função do movimento do trem).

Assista ao vídeo que mostra a instalação em funcionamento:

Fonte: Mashable



Caldera apresenta nova solução de RIP

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/05/2014

Caldera C4 é quatro vezes mais rápido que seus antecessores

Caldera C4 é quatro vezes mais rápido que seus antecessores

A Caldera, desenvolvedora de aplicativos gráficos, apresentou a plataforma C4, solução que reúne hardwares e software RIP. Com um novo conjunto de algoritmos, a C4 foi desenvolvida para dar conta de demanda geradas pela recém-lançada série de engines de impressão inkjet, incluindo plataformas têxteis.

Com a novidade da Caldera, engines com vários PCs para a rasterização e que trabalham em alta velocidade de processamento poderão se beneficiar de uma única solução front-end.

Além disso, o hardware incorpora generoso suporte de RAM e várias CPUs, que otimizam o uso da arquitetura de 64-bit.

Fonte: Caldera