Fujifilm lança sistema inkjet para impressoras flexográficas

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2017
Samba 42000 permite que empresas de embalagens complementem sua capacidade produtiva

Samba 42000 permite que empresas de embalagens complementem sua capacidade produtiva

A fabricante Fujifilm anunciou o Samba 42000, sistema de impressão inkjet UV LED que pode ser acoplado a máquinas de flexografia ou pode ser usado como dispositivo off-line para customização de rótulos e etiquetas.

Capaz de reproduzir imagens com 600dpi ou 1200dpi de resolução e trabalhar na velocidade de 90m/min, o sistema é composto por 8 ou 10 cabeças Dimatix Samba alinhadas para imprimir imagens com larguras que variam de 33cm a 43cm.

Segundo a empresa, o Samba 42000 pode rastrear e segmentar as zonas de impressão. Uma vez estampado, o substrato é colocado novamente em linha, para pós-processamento. Além disso, o sistema possui ferramentas para facilitar o gerenciamento de fluxos de trabalho, interface para RIP (com dados variáveis), interface de câmera de controle de qualidade e manutenção automática dos nozzles (opcional).

Já as cabeças Dimatix Samba têm as seguintes características: design modular, disparos com frequências de jato de 100kHz, volumes de gotas variáveis (de 1 a 5 picolitros), sistema de recirculação contínua de tinta, revestimentos não molhantes (RediJet), capacidade de trabalhar com tintas aquosas, UV, látex e solventes e 2048 nozzles (1200 nozzles por polegada).

Fonte: Fujifilm



O que você precisa saber para comprar uma impressora de grande formato

Por Evelin Wanke em 08/11/2013

Está pensando em adquirir uma impressora digital de grande formato? Pois saiba que essa é uma decisão que tem várias implicações técnicas e financeiras. A seguir, conheça algumas delas, que certamente serão de grande valia antes, durante e depois de você ter comprado um equipamento inkjet.

Cliente

Qual é o perfil dos clientes que você deseja atingir? Responder a essa questão é fundamental para definir a categoria da impressora a ser escolhida, considerando as características de produtividade e de qualidade de impressão.

Custos

Leve em consideração o preço do equipamento e dos consumíveis (tinta, cabeça e insumos). Porém, tome o cuidado de também analisar o custo total de impressão. Geralmente, os interessados em impressoras fazem apenas o levantamento do custo da tinta ou do metro quadrado da mídia impressa.

Importante: considere o custo total de impressão

Importante: considere o custo total de impressão

Consumo real de tinta por metro quadrado

Antes de adquirir a impressora, visite o showroom do fornecedor e meça o consumo de tinta – usando o software do equipamento. A diferença de consumo entre diferentes equipamentos é facilmente notada. Além disso, verifique o tipo de cabeça de impessão usada na máquina. Existem tecnologias mais avançadas que otimizam o formato e o volume (picolitro) das gotas disparadas, também definem o local certo no qual elas serão posicionadas.

Cabeça de impressão

É necessário trocar as cabeças de impressão periodicamente, e dois fatores influenciam sua durabilidade: tecnologia e tipo de tinta. Para saber o custo delas para que você acrescente ao custo de impressão, pergunte ao fornecedor o preço de uma cabeça nova e quantos metros ela é capaz de imprimir. Divida um valor pelo outro e multiplique o resultado pelo número de cabeças do equipamento.

Consumo de energia

Veja quanto o equipamento consome em operação e em modo stand-by. Existem impressoras que consomem 650W, ao passo que há máquinas que gastam sete vezes mais. Analise também a manutenção de seu equipamento. Ele precisa ficar ligado nos momentos de descanso (finais de semana, feriados, férias)? Lembre-se de que nesse modo, a impressora consome energia.

Itens opcionais

Não se deixe enganar pelo preço de uma proposta. Questione se estão inclusos itens como instalação, nobreak e rebobinador. Muitos fornecedores costumam apresentar orçamentos básicos para chamar a atenção dos clientes, que depois descobrem que precisam comprar uma série de itens opcionais para ter uma impressora completa.

Compre o equipamento de um fornecedor sólido e idôneo

Compre o equipamento de um fornecedor sólido e idôneo

Sistema de tintas

Se considerar as tintas à base de solvente livres de metais pesados, é possível eliminar o investimento em sistemas de exaustão. Porém, tome cuidado com o termo "eco", que pode significar "econômico", em vez de "ecológico".

Suporte técnico

Avalie o suporte técnico do fornecedor no Brasil. É importante pesquisar a qualidade e a localização dos centros técnicos. Compre produtos com garantia. Muitas empresas tiveram experiências negativas com equipamentos importados, porque não analisaram o posterior fornecimento de peças.

Dica: procure um empresário que já use o equipamento que você quer comprar e pergunte-lhe sobre o atendimento pós-venda do fabricante.

Muitas vezes, vale a pena gastar um pouco mais no equipamento com mais tecnologia, pois o investimento pode ser recuperado em pouco tempo. Além disso, a economia do processo pode ajudar a aumentar a rentabilidade e possibilitar futuros investimentos em outras máquinas.

Evelin Wanke é especialista de produtos Epson para a linha de Grandes Formatos.  



Marca de luxo usa sinalização digital para melhorar experiência de clientes

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/01/2019
A sueca Nordiska Kompaniet instalou mais de 70 displays em sua loja

A sueca Nordiska Kompaniet instalou mais de 70 displays em sua loja

A varejista de luxo Nordiska Kompaniet (NK), com sede em Estocolmo, na Suécia, descobriu como a sinalização digital pode melhorar a experiência de consumo de seus clientes, sem prejudicar a sobriedade da marca.

Fornecedora de vários artigos de luxo (roupas, móveis, produtos de beleza, livros, entre outros), a NK abriu sua primeira loja em 1915, em uma casa com paredes e pisos de mármore. O ambiente é tão importante que governo sueco indicou o prédio como um local histórico.

A NK se uniu à Visual Art, fornecedora sueca de sinalização digital, para implantar mais de 70 displays em sua principal loja. Hanna Blom, diretora de relações públicas da NK, declarou: “Com a sinalização digital, por ser um canal de conteúdo dinâmico e rápido, podemos comercializar nossos produtos de maneira criativa, ágil e inspiradora".

A varejista, no entanto, precisava de sinalização digital que se misturasse bem com seu ambiente de mármore e latão, mesmo ao fornecer conteúdo brilhante para orientação e marketing. Stefan Noble, fundador da Visual Art, declarou: “Tivemos de garantir que as telas se misturassem perfeitamente ao ambiente. Cada colocação e furo tinha de ser aprovado por um curador”.

Para que os displays se misturassem ao ambiente, a Visual Art instalou as telas na parede por gabinetes tradicionais. Além disso, prendeu tiras de couro curtido na parte superior das vitrines, pendurando-as em torno de pinos de mármore na parede, para parecer que as alças estavam segurando a tela.

A NK tem usado a sinalização digital para comercializar seus produtos com mais rapidez e eficiência. Segundo a porta-voz da empresa, “as instalações adicionaram movimento e sentimento a ambientes estáticos, aumentando a experiência dos clientes na loja”.

Fonte: DigitalSignageToday