Fujifilm apresenta novos equipamentos da linha Acuity Advance Select

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/12/2012

impressoras UV da Fujifilm

Impressoras trabalham com tintas Fujifilm UVjet

A Fujifilm, fabricante de equipamentos e tintas digitais, incluiu quatro modelos de impressoras planas UV ao seu portfólio. Realizado no mercado internacional, o lançamento das máquinas visa ampliar o leque de opções técnicas e produtivas aos clientes da linha Acuity Advance Select.

Apresentados em diferentes tamanhos, os novos modelos trabalham com as tintas Fujifilm UVjet, as quais contam com a "Micro-V", tecnologia de dispersão usada na fabricação dos insumos. Segundo a empresa, ela melhora a adesão e a durabilidade dos materiais.

Com quatro canais de tinta, a Acuity Advance Select HD4004 é a opção ideal para as impressões mais simples — apenas com o padrão CMYK.

Já o modelo Acuity Advance Select HD4006 possui seis canais: quatro para o CMYK e os demais adaptáveis para o disparo de verniz e/ou tinta branca.

Para todos os modelos da linha Advance Select, há um sistema rolo a rolo opcional, que trabalha com substratos em bobina. Essa opção permite ao operador ir preparando a mesa de mídias rígidas enquanto a máquina imprime os rolos.

Os equipamentos também possuem mesa com zonas de vácuos que ajudam o operador no carregamento e fixação dos substratos.

Fonte: Fujifilm USA. Texto: InfoSign



Fujifilm adquire controle da Xerox

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/02/2018
Acordo movimentou cerca de 6,1 bilhões de dólares

Acordo movimentou cerca de 6,1 bilhões de dólares

A Fujifilm anunciou um acordo para adquirir a participação majoritária (50,1%) da Xerox Corporation. Será usada dívida bancária para o investimento de cerca de 6,1 bilhões de dólares.

A relação entre as empresas é de longa data. Em 1962, ambas criaram a Fuji Xerox, uma joint venture que atualmente tem sedes nos Estados Unidos e no Japão. Ela manterá a Xerox na Bolsa de Valores de Nova York e será liderada por Jeff Jacobson (atual CEO da Xerox) e Shigetaka Komori (presidente da Fujifilm).

A Xerox tem registrado queda em suas receitas nos últimos quatro anos. Por isso, o acionista Carl Icahn, que possui cerca de 9,7% das ações da companhia, esteve por trás da desagregação recente dos negócios de processos outsourcing, para que a empresa se concentrasse em seus produtos principais. Além disso, Icahn tem sido o motivador de mudanças no conselho de administração da Xerox.

O negócio abrirá oportunidades para a redução de custos e alavancagem de tecnologia básica. Em seu anúncio de ganhos trimestrais, a Xerox prevê a economia de 1,7 bilhão de dólares nos próximos quatro anos. Os relatórios também sugerem que, em função da consolidação das funções de fabricação e administrativas, cerca de 10 mil empregos serão eliminados da Fuji Xerox.

Em anúncio oficial, a Xerox declarou: “A Fuji Xerox estará bem posicionada para liderar em áreas como impressão inkjet de alta velocidade, embalagens, impressão industrial e automação, bem como abrirá oportunidades de desenvolvimento em inteligência artificial, internet das coisas e realidade aumentada”.

Fonte: InfoTrends



Fotoprodutos e brindes com impressão por sublimação (Parte 2)

Por Jimmy Lamb em 28/05/2013

Exemplos de celulares e tablets personalizados com sublimação

Exemplos de celulares e tablets personalizados com sublimação

Para se ter uma ideia dos mercados, materiais e custos dos fotoprodutos, vamos dar uma olhada em alguns exemplos interessantes, começando com capas de celular.

Fotoprodutos e brindes com impressão por sublimação (Parte 1)

Algumas capas de celular possuem placas removíveis de metal que podem receber imagens fotográficas com sublimação. Lembre-se que, em muitos casos, este é um produto personalizado que pode ser vendido a preço de varejo. Portanto, atente-se ao valor percebido pelo usuário final. E isso serve não apenas para capas de celulares, mas também para capas de tablets.

Produza fotoprodutos com imagens de bebês

Produza fotoprodutos com imagens de bebês

Você também pode fazer produtos com fotos de bebês. Nesse caso, basta criar um modelo gráfico com áreas editáveis ​​(para adicionar detalhes sobre o recém-nascido). Esse modelo é combinado com uma imagem para criar a arte final. Pense no valor desse presente especial. Não é apenas um produto, mas sim uma lembrança — e uma memória que vale a pena acalentar por muitos anos.

Há todos os tipos de oportunidades com os fotoprodutos. Por exemplo, pense em esportes: clubes, jogadores e campeonatos. A chave é fazer um produto de apelo emocional, como nos exemplos abaixo:

Esporte é um tema que pode ser explorado nos fotoprodutos

Esporte é um tema que pode ser explorado nos fotoprodutos

Precisa de mais ideias? A lista é longa quando se trata de produtos sublimados. Abaixo, estão alguns materiais a serem considerados:

  • Bandejas;
  • Caixas de joias;
  • Canecas;
  • Capas de interruptor de parede;
  • Chaveiros;
  • Enfeites de Natal;
  • Ímãs;
  • Jogos americanos;
  • Molduras;
  • Placas de porta;
  • Quebra-cabeças;
  • Relógios;
  • Suportes de guardanapo;
  • Tábuas de corte;
  • Teclados.

Saiba, entretanto, que os fotoprodutos não se limitam a materiais rígidos. Você também pode usar a sublimação para personalizar tecidos. Porém, ela só funciona com fibras de poliéster, o que limita o estilo de vestuário, mas isso não é problema, já que esse mercado vêm abrindo dezenas de possibilidades.

Com a sublimação, você pode reproduzir imagens com detalhes, clareza e alta resolução. Trata-se de um processo que emprega tintas com corantes, que se fundem às fibras do tecido, o que significa que você não sente a tinta na superfície da peça. Isso também significa que ela não vai rachar, descascar ou desaparecer quando as peças forem lavadas.

Com sublimação, você também pode personalizar camisetas

Com sublimação, você também pode personalizar camisetas

Potenciais consumidores de camisetas sublimadas são clubes e organizações esportivas, cujos membros têm a necessidade de fazer declarações personalizadas. E isso é apenas a ponta do iceberg, já que há muitas outras possibilidades que não se limitam ao vestuário. Ou seja, se você pode vender uma camiseta, pode vender várias outros produtos sublimados.

Para concluir, saiba que fotoproduto é muito mais do que uma foto na carteira ou uma bugiganga barata. Você vai descobrir que ele é um bom complemento para os seus negócios. Mais importante: o custo de sublimar fotoprodutos é baixo, tornando o retorno algo atraente. Você não precisa gastar muito. Você só precisa encontrar maneiras criativas para gerar altas margens a custos baixos — e o fotoproduto é a ferramenta perfeita para realizar esse objetivo.

 

Sobre o autor: Jimmy Lamb escreve e palestra sobre sublimação e impressão em tecidos mundo afora. Tem mais de 20 anos de experiência no negócio de vestuário e decoração. Atualmente, é o gerente de comunicação na Sawgrass Technologies.

Esse artigo técnico foi cedido, com exclusividade, pela Sawgrass ao portal InfoSign, que traduziu e adaptou o texto.