Fogra comprova que impressoras UV LED da EFI consomem menos energia

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/06/2014

Vutek GS3250LX foi a impressora da EFI testada pela Fogra

Vutek GS3250LX foi a impressora da EFI testada pela Fogra

A Fogra, associação alemã de tecnologia gráfica, realizou avaliações de consumo de energia em impressoras UV LED da EFI Vutek. Os teste mostraram que os equipamentos empregam 82% menos energia que máquinas de lâmpadas com arco de mercúrio (para cura de tinta).

Os testes da entidade concluíram que o modelo Vutek GS3250LX Pro consome 0,22 kW/m2, ao passo que uma impressora similar que usa lâmpadas convencionais consome 1,18 kW/m2.

No comparativo, os cálculos da Fogra, realizados por meio do método Energy Efficiency Project (Projeto de Uso Eficiente de Energia), demonstram que é possível economizar cerca de 16 mil euros por ano.

Scott Schinlever, gerente geral de soluções inkjet da EFI, comentou: "Embora tenhamos avaliado o consumo de energia durante o processo de desenvolvimento das nossas impressoras, os resultados da Fogra confirmam com imparcialidade essa característica dos equipamentos".

Fonte: EFI



Software Onyx chega à versão 11.1.2

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/03/2015

Aplicativo integra a solução HP WallArt

Aplicativo integra a solução HP WallArt

O Onyx, software dedicado a impressão digital, chegou à versão 11.1.2. A nova atualização integra a interface HP WallArt ao fluxo de trabalho Onyx, o que possibilita aos seus usuários expandir negócios e criar novas aplicações, como papéis de parede e decoração de ambientes.

Segundo a empresa, a combinação entre o HP WallArt e ferramentas como Colorways e Step & Repeat formam uma solução ideal para a criação de materiais para personalização de ambientes.

Os birôs que utilizam impressoras látex da HP podem simplificar fluxos de trabalho ao empregar a interface WallArt comandada pela Onyx Connect JDF, tecnologia de sistema aberto que oferece interface de desenvolvimento simples para conectar os negócios dos birôs ao software Onyx.

O Onyx Connect permite que gerentes obtenham maior conhecimento sobre a produção por meio de informações como consumo de tinta e mídia e tempos de produção. Ele também automatiza o envio de trabalhos por meio de JDF, o que proporciona controle de configurações e reduz erros manuais durante a produção.

A versão 11.1.2 do Onyx é uma atualização complementar para os usuários atuais do Onyx 11.1.

Fonte: My Print Resource



Como escolher e armazenar papéis para sublimação

Por João Leodonio em 28/11/2017
Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

O mercado oferece muitos tipos de papéis para sublimação, vendidos em folhas ou rolos. Por isso, muitos compradores desses itens fundamentais acabam se confundindo diante de tantas opções e, consequentemente, adquirem materiais inadequados. A seguir, compilamos informações cruciais sobre tipos, gramaturas e armazenamento de papéis sublimáticos. Com o conhecimento delas, o usuário certamente poderá adquirir, utilizar e manipular de forma correta esses artigos básicos da sublimação.

Recomendação importante para todos os casos de papéis listados abaixo: após a impressão e até a prensagem, os materiais devem ser mantidos como antes da impressão, ou seja, sem contato com umidade, poeira e, principalmente, luz.

Papéis sublimáticos para impressão offset (folha a folha)

Para o processo de impressão offset, não há a necessidade de usar papel tratado, que pode ser offset ou jornal. No entanto, a carga de tinta (densidade) tem de ser controlada. Além disso, as pilhas de papel na saída da impressora têm de ser menores, para não ocorrer a transferência de imagem de uma folha para o verso da outra, o que compromete a qualidade da imagem, sobretudo no momento da prensagem.

Gramatura: varia de 54g/m² a 75g/m².

Armazenamento: recomendável manter em local sem umidade, pó e calor excessivo. Conservar os papéis empacotados até o momento da utilização, pois se a umidade relativa do ar estiver muito alta, eles podem ondular, o que dificulta a entrada em máquina. Já a umidade baixa pode provocar estática, que também dificulta a entrada da mídia na impressora. Recomenda-se o controle de temperatura (entre 20ºC e 25ºC) e umidade relativa (entre 45% e 60%).

Modo correto de armazenar papel offset em pacotes

Papéis sublimáticos para impressoras A3 e A4

Nas impressoras “caseiras” são utilizados, normalmente, os formatos A3 e A4. Nesses casos, os papéis sem tratamento não são recomendados, pois a tinta tende a ancorar na massa mecânica da mídia, o que dificulta a pssagem do insumo para o tecido. Para compensar esse problema, muitas empresas aumentam a carga de tinta impressa, o que, consequentemente, onera o processo. Além disso, é importante frisar que a maioria dos perfis de cor disponíveis no mercado não estão preparados para materiais não revestidos. Portanto, o recomendado é usar papéis tratados (resinados) e perfis adequados.

Gramatura: varia de 75g/m² a 125g/m², dependendo de tipo de serviço a ser executado. Muitas fornecedoras oferecem papéis com bom desempenho, e vale testar qual deles entrega a quantidade de tinta adequada para a prensagem correta.

Armazenamento: não expor a umidade, pó e calor excessivo. Manter em pacotes fechados até o momento da utilização. Recomenda-se usar estufas de armazenagem para manter a integridade física do substrato.

Estufa para papéis A3

Papéis sublimáticos para impressão de grande formato

Para impressões em grande formato, utiliza-se tanto papel tratado como papel offset sem tratamento. A largura e o comprimento das mídias variam de acordo com a capacidade de cada impressora digital.

Gramatura: varia entre 56g/m² e 90g/m², dependendo do tipo de serviço a ser executado (textos ou chapados).

Armazenamento: recomenda-se manter os rolos em ambiente controlado (temperatura e umidade relativa) e sem exposição a poeira e luz. Mantê-los empacotados até o momento da utilização.

Modo correto de armazenar papel em rolo

 

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático