Ferramenta on-line oferecida pela Roland DG atualiza dezenas de técnicos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/11/2016
Cerca de 60% dos técnicos de manutenção usaram a plataforma

Cerca de 60% dos técnicos de manutenção usaram a plataforma

Desde julho de 2016, os técnicos de manutenção da rede autorizada da Roland DG Brasil podem se atualizar, sem custo, pela Roland DG Academy, plataforma on-line pela qual são ministrados treinamentos específicos sobre os equipamentos da fabricante. A empresa também disponibiliza treinamentos presenciais na unidade de Cotia-SP.

As aulas estão disponíveis em português para que o técnico possa explorar todo o potencial das máquinas e softwares. Os cursos e as respectivas avaliações permitem que a Roland DG faça uma análise constante do processo de treinamento e propicie ao técnico uma qualificação contínua. Como consequência, o cliente poderá contar com tempos de reparos mais breves e melhor atendimento.

Segundo Alan Pepe, gerente de assistência da Roland DG, cerca de 60% dos técnicos já utilizaram a plataforma e a expectativa é que no ano de 2017 mais de 80% deles façam os cursos. Hoje são 49 ATAs (Assistências Técnicas Autorizadas) espalhadas pelo Brasil e cerca de 96 técnicos.

Para a empresa, a educação corporativa é uma estrutura de processos organizacionais que permitem a criação e sistematização de uma cultura de aprendizagem constante, com a utilização de inúmeras ferramentas teóricas e práticas para promover o aprendizado.

Anderson Clayton, gerente de marketing da Roland DG do Brasil, declarou: “A Roland vai além de apenas treinar os técnicos para que eles adquiram mais qualificação. Buscamos desenvolver nesses profissionais uma maneira totalmente nova de pensar e agir, para que eles estejam permanentemente aptos a desempenharem suas funções e se adaptarem, ou melhor, ainda, se anteciparem às mudanças e à dinâmica do mercado e dos negócios”.

Fonte: Roland DG



Pré-requisitos para o serviço de envelopamento de frotas

Por Eduardo Yamashita em 23/02/2016
O envelopamento transforma o veículo em um outdoor em movimento

O envelopamento transforma o veículo em um outdoor em movimento

Está pensando em instalar imagens em veículos ou atualizar um projeto antigo? Aqui vão alguns conselhos: procure simplificar, trabalhe com marketing e planeje com antecedência.

Consideradas “painéis ambulantes”, as imagens em veículos ajudam a identificar frotas, construir marcas e podem até aumentar o valor de revenda dos veículos. No entanto, existem fatores a considerar antes de iniciar a produção das aplicações de imagens.

A primeira coisa a fazer é rever o valor de potenciais gráficos e tipos de veículos da frota. Isso pode ajudar a identificar as melhores opções para a frota antes de prosseguir. Os gestores devem avaliar os benefícios que as imagens poderão gerar para a empresa que elas representam. Deve-se considerar que as imagens depois de aplicadas tornam os veículos outdoors “em movimento”.

Tenha em mente que quando um veículo está em movimento as imagens e mensagens aplicadas nele devem ser absorvidas rapidamente. Entender isso é fundamental para a criação correta dos layouts. Além disso, leve em consideração o tempo de duração do envelopamento. Isso influenciará no tipo de vinil adesivo escolhido para o serviço. Há diferentes tipos de mídias para diferentes aplicações. Você pode precisar de um material removível ou um vinil que dure 12 anos.

Certifique-se de manter a marca da empresa e use palavras e imagens aprovadas também pelo pessoal de gestão e vendas. Muitos gestores de frota também são responsáveis pela contratação do serviço de criação e instalação dos layouts.

Saber o tempo de duração do envelopamento é fundamental na hora de escolher o vinil adesivo para o serviço

Sempre mantenha padrões em toda a frota, como a inserção dos logotipos em pontos específicos dos veículos. Os gestores devem ser responsáveis por garantir que as instalações beneficiem sua frota em termos de proteção de superfície. Além disso, devem garantir que as medidas apropriadas sejam tomadas para assegurar a qualidade do envelopamento e eventuais remoções.

A identificação de frota pode ser muito benéfica por diversas razões. No entanto, antes de a empresa começar a implementar imagens, o gestor da frota deve entrar em contato com fabricantes para especificar os vinis adesivos mais adequados aos projetos. Prestadores de serviço de sinalização podem não ser o caminho mais indicado para obter informações qualificadas sobre as características técnicas dos vinis. Eles podem pecar oferecendo materiais de desempenho inadequado ou podem não seguir a impressão correta para as necessidades da frota. Vale a pena consultar sempre as informações técnicas fornecidas pelos fabricantes.

Os veículos de uma frota podem ser diferentes em termos de tamanho, forma e marca. Portanto, sempre considere a variedade de tipos e estilos de carros. Saiba trabalhar bem com os modelos mais usuais, no entanto, esteja preparado para envelopar qualquer tipo de veículo.

Ao considerar envelopamentos totais ou parciais, não esqueça de levar em conta itens como maçanetas e para-choques, que aumentarão o custo do serviço. O envelopamento completo pode elevar o valor de revenda dos veículos da frota. Isso porque a pintura fica mais protegida, o que diminui danos na lataria.

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

 



Para a feira Serigrafia Sign 2013, Gramonn levará camisetas para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/06/2013

Camisetas para sublimação no estande da Gramonn

Camisetas para sublimação no estande da Gramonn

Se você trabalha com sublimação, vai poder contar com o estande da Gramonn Confecções na feira Serigrafia Sign 2013. A expositora promete apresentar diversas camisetas (brancas, amarelas e verdes) que podem ser estampadas por meio da impressão sublimática. A sugestão é que as camisetas sejam decoradas com motivos esportivos, como os relacionados à Copa de 2014.

Confira mais informações e novidades sobre a Serigrafia Sign e seus expositores.

Fonte: Gramonn