Estamparia digital têxtil na Mimaki Week

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/08/2015
Mimaki Week contou com palestras sobre o mercado de impressão digital

Mimaki Week contou com palestras sobre o mercado de impressão digital

Entre os dias 3 e 7 de agosto, na filial recifense da Mimaki Brasil, foi realizado o Mimaki Week, evento que reuniu clientes, empresários e técnicos para discutir a impressão digital em tecidos. Na ocasião, Marcelo Ribeiro, da Mimaki, ministrou a palestra “Estamparia Digital”, na qual foram apresentados processos de impressão em poliéster, algodão e poliamida, além de novas tecnologias para o ramo.

Além disso, foram apresentados equipamentos Mimaki (CJV150 e JV300) e atuações da impressão sublimática. Outro ponto frisado durante o evento foi a impressão em banners de tecidos, que estão substituindo banners de lonas.

Segundo Ribeiro, para a preparação da palestra, “foi necessário colocar em pauta dados da indústria têxtil nacional, compilando informações do setor em 2012, 2013 e 2014 e projeções para 2015. Mostramos também os polos têxteis brasileiros e mensuramos a capacidade produtiva de cada um”.

Tecnologias de impressão digital em tecidos

Na palestra apresentada na Mimaki Week, foram discriminadas as tecnologias de estamparia têxtil digital, que podem ser divididas em impressão direta (para bases naturais) e sublimação (normalmente utilizada para poliéster).

As bases naturais são estampadas com pastas (tintas) reativas ou ácidas. Para tanto, são necessários tratamentos prévios e posteriores realizados por meio de equipamentos como rama, lavadora, vaporizador, entre outros. São máquinas consolidadas que se encontram instaladas em muitas empresas do país.

A estamparia em tecidos com base sintética poliamida é realizada com impressão direta e pasta (tinta) ácida. Por reter calor, a poliamida exige processos mais complexos de estamparia. Porém, há empresas que adaptaram a sublimação para obter resultados aceitáveis nesse tipo de substrato.

Para o caso das bases sintéticas (PES), o processo é definitivamente mais simples e demanda impressão em papel e termotransferência (calandra ou prensa térmica). Trata-se de uma solução popular entre as estamparias brasileiras, que contam com uma grande variedade de bases PES, como PV, PA e bases mistas.

Fonte: Mimaki Brasil



Epson promove novo encontro de moda em Nova Iorque

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/02/2016
Aquecimento para o NYFW, evento reuniu diferentes profissionais do mundo da moda

Aquecimento para o NYFW, evento reuniu diferentes profissionais do mundo da moda

A Epson, fabricante de soluções de impressão digital, promoveu em fevereiro, pelo segundo ano consecutivo, o Digital Couture Project – EPSON NYFW 2016, evento de moda que antecipa tendências da temporada de inverno da conceituada New York Fashion Week (NYFW).

No encontro, a Epson apresentou estilistas e marcas que incorporam o processo de sublimação em suas coleções. Também foi uma oportunidade para disseminar tecnologias de impressão digital ao mercado da moda e apresentar os produtos Epson SureColor Série F a críticos, estilistas, editores, jornalistas e outros profissionais do ramo.

Para essa edição, a Epson definiu o tema “Harmonia & Paz, através da Moda”, que permeou todas as coleções apresentadas. A representante do Brasil foi a Tigresse, marca de Renata Figueiredo, reconhecida pela identidade forte de suas estampas exclusivas.

Fábio Yukio, estilista da Tigresse, declarou: “A inspiração para a coleção teve como base a ideia da harmonia e da paz através do lado lúdico dos sonhos”.

Ao todo, onze estilistas e marcas apresentaram suas coleções de sublimação no Digital Couture Project. Segundo a empresa, a Epson aposta nesses artistas e na tecnologia de sublimação digital para imprimir criações com detalhes finos, cores vivas e perduráveis, oferecendo uma versatilidade criativa e funcional reconhecida por estilistas do mundo inteiro.

Fonte: Epson Brasil



RIP Colorgate chega à versão 8

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/01/2014

Nova versão do RIP Colorgate tem compatibilidade com diversas impressoras de grande formato

Nova versão do RIP Colorgate tem compatibilidade com diversas impressoras de grande formato

A Colorgate, desenvolvedora de softwares gráficos, anunciou o lançamento da oitava versão de seu software RIP homônimo. A solução é indicada para quem trabalha com pré-impressão e impressão comercial, de grande formato ou de embalagens.

Os destaques do RIP são a ferramenta Output Management Sets (que realiza os ajustes de saída da impressora), a Ink Saver Module (que pode reduzir a quantidade de tinta consumida) e a nova Container+ (que melhora o nesting, com funções de centralização e margens).

Para o gerenciamento de cores, o RIP tem a Linearization Assistant e a Profiler Module PFM, que realizam respectivamente a linearização e a criação de perfis (o Colorgate 8 suporta ainda a linearização de cores especiais).

Ao pagar uma taxa anual, o cliente tem acesso a todas as atualizações do software Colorgate, além de contar com um tratamento especial do suporte técnico e descontos exclusivos.

Entre as impressoras que o Colorgate 8 suporta, estão:

  • Canon iPF6400;
  • Canon iPF8400;
  • Gongzheng Thunderjet A2502S;
  • Gongzheng Thunderjet A2602S;
  • HP Latex 3000;
  • Inca Onset S70;
  • Mimaki JFX 500;
  • Roland VS 300i;
  • Roland VS 540i;
  • Roland VS 640i;
  • Seiko ColorPainter M-64S;
  • Vutek QS2 Pro;
  • Vutek QS3 Pro;
  • Vutek GS2000 Pro;
  • Vutek GS2000Lx Pro;
  • Vutek GS3250 Pro;
  • Vutek Gs3250Lx Pro;
  • Vutek GS3250R.

Fonte: Colorgate