Epson lança papel transfer para sublimação em mídias rígidas

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/08/2018
Papel DS Transfer Photo é solução para estampar painéis fotográficos e outros substratos rígidos

Papel DS Transfer Photo é solução para estampar painéis fotográficos e outros substratos rígidos

A fabricante Epson anunciou nos Estados Unidos uma nova solução indicada para sublimação de imagens em painéis fotográficos e outras mídias rígidas. Trata-se do DS Transfer Photo, papel transfer especialmente desenvolvido para ser usado em conjunto com impressoras sublimáticas SureColor F-Series e com o Wasatch 7.6, software RIP que suporta a mídia e oferece recursos de gerenciamento de cores e estimativa de custo de produção.

De acordo com a Epson, o novo papel transfer oferece alto desempenho na reprodução de tons e densidade de preto, além de menor granulação em tons de pele e cores claras. A mídia também oferece excelente manuseio por praticamente não ondular ou deformar sob o efeito do calor da prensa.

A Image Wizards, especializada em impressões em mídias de alumínio, passou a utilizar recentemente a nova solução transfer da Epson. Roger K. Laudy, fundador e presidente da empresa, declarou: “É o melhor papel de sublimação em aplicações rígidas que utilizei. A transferência é praticamente sem granulação, e com alta transferência de tinta”.

Tim Check, gerente de produto sênior da Epson America, declarou: “Esse novo papel transfer é especialmente benéfico para o usuário da SureColor F6200 que produz impressões fotográficas de alta qualidade em placas ChromaLuxe. Esse papel é um dos primeiros especificamente projetado para qualidade de impressão fotográfica em rígidos, e ele é capaz de reduzi a granulação, para fornecer uma gama de cores mais dinâmica”.

Fonte: Epson USA



Wasatch SoftRIP chega à versão 7.5

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/09/2017
Confira as novidades da nova edição do RIP da Wasatch

Confira as novidades da nova edição do RIP da Wasatch

A desenvolvedora Wasatch anunciou a versão 7.5 do software RIP homônimo. Com um novo navegador, o aplicativo oferece novas ferramentas de controle das filas de impressão, além de melhorias de automação e recursos mais interessantes que agilizam o fluxo de trabalho. Conheça as principais novidades do SoftRIP 7.5:

Novo Navegador Thumbnail

Segundo a empresa, com o novo navegador do aplicativo, ficou mais fácil gerenciar filas de impressão. A pesquisa visual exibe todas as entradas por meio de miniatura, para que o usuário encontre instantaneamente o trabalho ou layout desejado. A seleção de um trabalho exibirá uma variedade de opções, como “RIP”, “Print”, “Add to Layout” e “Properties”.

Base de dados de cores

É possível importar bancos de dados para o Wasatch a fim de obter o controle de cores completo no longo de seu fluxo de trabalho. O SoftRIP pode importar cores CIE Lab a partir do software Color Exchange Format (CxF). Além disso, os bancos de dados de cores podem ser compartilhados entre as configurações de imagem. Também é possível gerenciar bases de dados de cores especiais.

Produção expandida

Aumenta a produtividade ao gerenciar, com uma única licença de SoftRIP, até oito impressoras. O aplicativo ainda inclui duas filas de impressão com a opção de adicionar até oito filas, o que pode tornar a produção mais flexível.

Automação

O SoftRIP 7.5 oferece relatórios de status, impressão sob demanda com códigos de barras e automação de pedidos realizado pela web.

Ferramentas adicionais e suporte para impressoras

Os ajustes de curvas na janela “Color Correction” permitem alterações nos dados de entrada da imagem. Os ajustes da curva são capazes de uma precisão de 0,2%. A versão 7,5 do SoftRIP também inclui melhorias nas opções de mesas de corte. Além disso, a Wasatch adicionou drivers de impressora, como as pson SureColor F9370, d.gen Artix H8, Robustelli MonnaLisa Evo3, Mimaki Tx300P, Dilli H1600, Locor Ultra 1601, Neuralabel 300X, Roland Texart RT-640 e XT-640 e Epson SureColor P5000.

Fonte: Wasatch



HP desenvolve nova geração de cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/02/2015

Tecnologia High Definition Nozzle Architecture (HDNA) está em fase de teste

Tecnologia High Definition Nozzle Architecture (HDNA) está em fase de teste

A HP, desenvolvedora de tecnologias, anunciou a nova cabeça de impressão High Definition Nozzle Architecture (HDNA). Térmico, o dispositivo possui sistema de duplo canal e trabalha em resolução de 2400dpi e velocidade 33% maior que as cabeças térmicas antecessoras da HP.

As cabeças HP HDNA são capazes de disparar pontos pequenos e grandes, o que melhora a impressão de detalhes finos e transições suaves de cor.

Trata-se da quarta geração de cabeças que empregam tecnologia MEMS (Micro-Electro-Mechanical Systems), a qual permite o aumento da densidade de nozzles (maior resolução de impressão) e a criação de circuitos integrados.

A arquitetura modular da cabeça permite que donos de impressoras inkjet rotativa (web press) façam upgrade em seus sistemas de impressão. Isso quer dizer que eles podem aumentar a qualidade e a velocidade à medida que novas tecnologias são lançadas. Portanto, além de melhorar resolução e velocidade, a HP HDNA pode receber upgrades.

A tecnologia causará impacto em diversas áreas, como na impressão de grande formato e escritório e no mercado consumidor.

Fonte: Info Trends