Epson investirá 16 bilhões de ienes em novo centro de inovação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2017
Um novo edifício abrigará departamentos de pesquisa, vendas e impressão digital

Um novo edifício abrigará departamentos de pesquisa, vendas e impressão digital

A Epson, fabricante de impressoras digitais, investirá 16 bilhões de ienes (aproximadamente 142 milhões de dólares) para construir um novo edifício na cidade de Shiojiri, no Japão. Trata-se de um centro de inovações que abrigará um laboratório de teste de estamparia têxtil e uma fábrica para prototipagem e sistemas comerciais e industriais de impressão de grandes volumes.

Com área total de 37.650m², o centro terá três andares: o primeiro conterá a fábrica e o laboratório de teste, o segundo e o terceiro abrigarão uma série de escritórios.

O trabalho de construção está programado para começar em 2018. Já as operações deverão começar em torno de março de 2020.

Parte de um plano que visa a expansão no mercado de impressão digital, o novo edifício reforça a capacidade da Epson em pesquisa, desenvolvimento e produção de equipamentos para impressão comercial e industrial. A empresa também espera obter maior eficiência operacional, unindo departamentos relevantes em um mesmo local.

Segundo a empresa, a impressão digital comercial e industrial é uma área muito importante nos planos de médio e longo prazo da Epson. Já nos mercados de sinalização e estamparia têxtil digital, a marca está expandindo e atualizando suas linhas de impressoras.

Fonte: Epson



HP desenvolve nova cabeça de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/06/2014

Futuro lançamento da HP usa cabeça de impressão de única passada

Futuro lançamento da HP usa cabeça de impressão única passada

A HP, fabricante de impressoras digitais, revelou planos para a sua linha de máquinas de grandes formatos. Futuramente, os equipamentos poderão empregar uma nova plataforma de cabeça de impressão modular a jato de tinta térmica.

Além disso, a empresa lançará impressoras técnicas, softwares de produção e drivers para toda a família DesignJet. Porém, a grande novidade será a impressora única passada que empregará a cabeça modular. Ainda sem nome, a máquina só deverá chegar ao mercado na segunda metade de 2015.

Segundo a empresa, a nova plataforma terá uma série de vantagens:

  • velocidade duas ou três vezes maior que os atuais equipamentos memjet, além de ser duas vezes mais rápida que as impressoras LED;
  • tintas pigmentadas para nitidez e durabilidade em reproduções monocromáticas e aplicações coloridas;
  • novo processador e hard drive que permitem o processamento mais rápido de arquivos.

A nova cabeça permitirá à HP projetar uma gama de aplicações e equipamentos, que produzirão maior quantidade em menos tempo.

Fonte: My Print Resource



Mutoh lançará equipamento de impressão direta em tecidos na ITMA 2015

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/11/2015
VJ-1938TX tem 1.9m de largura e imprime diretamente em tecidos

VJ-1938TX tem 1.9m de largura e imprime diretamente em tecidos

A Mutoh, fabricante de equipamentos para comunicação visual, estará presente na ITMA 2015, feira têxtil internacional que ocorre entre os dias 12 e 19 de novembro, em Milão, Itália. Para o evento, a empresa promete lançar a ValueJet (VJ) 1938TX, impressora de grande formato para estamparia têxtil digital.

Desenvolvida no Japão, a VJ-1938TX imprime diretamente em tecidos (algodão, seda, rayon, tecidos de fibras mistas), apresenta 1,9m de largura e emprega duas cabeças de impressão escalonadas. A máquina é indicada para produção de peças de vestuário, estofamento, moda, decoração, bandeiras, entre outras aplicações.

A VJ-1938TX pode trabalhar na velocidade máxima de 40m²/h (em qualidade de produção) ou na resolução máxima de 1440dpi, disparando gotas de tintas com volumes variáveis. O sistema de alimentação de substratos possibilita a impressão em ambos os lados das mídias.

O sistema de tensionamento frontal e traseiro e o take-up permitem o trabalho com rolos de até 100kg, adequado para tecidos fechados, abertos e elásticos.

Segundo a empresa, a VJ-1938TX pode empregar tintas pigmentadas à base d’água, tintas dispersas e até tintas sublimáticas da série Mutoh DS2. A fixação dos insumos é realizada por meio de calor e o pós-tratamento não utiliza água.

Fonte: Mutoh