Epson aumenta produção de equipamentos com cabeças PrecisionCore

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2014

A Epson, fabricante japonesa de impressoras digitais, anunciou que aumentará a produção das cabeças de impressão PrecisionCore, empregadas atualmente em equipamentos inkjet industriais e de escritório.

Segundo a empresa, serão investidos aproximadamente 10 bilhões de ienes entre abril de 2014 e março de 2015 na linha de produção sediada no Japão.

PrecisionCore começou a ser produzida em junhode 2013 no Japão

PrecisionCore começou a ser produzida em junho de 2013 no Japão

A PrecisionCore tem controles individuais para cada nozzle, que pode disparar com precisão 50 mil gotas de tinta por segundo. Esse nível de desempenho só é possível em função da fabricação robotizada. Além disso, a empresa domina uma tecnologia inkjet refinada há mais de duas décadas e processos de microfabricação com precisão de milésimo de milímetro.

Ao produzir as cabeças PrecisionCore inteiramente no Japão, a Epson pretende acumular experiência para desenvolver a próxima geração da tecnologia, construir uma base sólida de produção e aumentar a vantagem competitiva da empresa.

A Epson promoverá o uso das novas cabeças em outras plataformas, de modo a aumentar ainda mais a competitividade e o crescimento do negócio da unidade inkjet.

Fonte: My Print Resource



Océ apresenta quatro novas impressoras ao mercado internacional

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/12/2012

Océ Arizona 440GT

Océ Arizona 440GT: novidade da série de impressoras UV planas da fabricante

Se depender da Océ, fabricante de equipamentos, o ano de 2013 vai ter muitas opções para os interessados em impressão digital. Logo após o lançamento dos modelos 480 GT e 480 XT, da já consolidada linha Océ Arizona®, a empresa acaba de anunciar, no mercado internacional, mais quatro membros da mesma série de equipamentos UV:

As novidades

Ao passo que a 440 GT e a 440 XT operam apenas com canais de tinta CMYK, os modelos 460 GT e 460 XT contam com seis canais (os quatro primeiros para o conjunto CMYK; os demais podem ser configurados para trabalhar com verniz e branco ou duas vezes a tinta branca, de acordo com a escolha do proprietário da máquina).

As impressoras com o sufixo "GT" possuem área de impressão de 1,25 x 2,5m. Já as "XT" têm uma área maior: 2,5 x 3,05m. Ambas as séries podem imprimir substratos de 50,8mm de espessura. Também podem receber um sistema rolo a rolo opcional, para impressão de mídias em bobinas (para rolos com até 2,2m de largura).

Essa nova família de impressora Arizona também foi projetada para oferecer upgrades — mas apenas para as configurações de tinta, e não para os formatos das mesas, que não podem receber upgrades.

A Océ Arizona 460XT

A Océ Arizona 460XT conta com seis canais independentes de tinta

Mais sobre a tecnologia Océ Arizona

As impressoras Océ Arizona contam com a VariaDot® (tecnologia que proporciona a impressão de pontos com dimensões variadas). Segundo a fabricante, as máquinas trabalham com resolução máxima de 1440dpi e têm capacidade para a reprodução de textos de 2 pontos — mesmo em impressões de letras brancas em fundo preto, por exemplo.

A mesa que suporta os substratos vem com um sistema de fixação dedicado. Nos modelos da série "GT", há seis zonas de vácuos. Já as impressoras "XT" possuem sete zonas. Os equipamentos oferecem configurações que diminuem a necessidade de intervenção do operador, reduzindo o carregamento manual e aumentando a produtividade.

Os modelos da série são recomendados para birôs que fazem aplicações diversas: desde peças promocionais para o varejo até produtos especiais, como protótipos de embalagem e papéis de parede para decoração e arquitetura.

Fonte: Océ. Texto: InfoSign

 



Fespa revela vencedor de campeonato internacional de envelopamento de carros

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/06/2014

Húngaro venceu o World Wrap Master de 2014

Húngaro venceu o World Wrap Master de 2014

Durante os dias 20 e 23 de maio, os melhores instaladores do mundo competiram no World Wrap Master, campeonato internacional de envelopamento promovido pela Fespa, cuja edição 2014 ocorreu em Munique, Alemanha. Em primeiro lugar ficou Kiss Lajos (da Hungria). O segundo e o terceiro colocados foram Colin Sciberras (de Malta) e Robert Davidson (da Irlanda), respectivamente.

Segundo a organização, neste ano a disputa entrou em um novo patamar de dificuldade e qualidade, pois exigiu que os participantes demonstrassem suas habilidades não apenas em envelopar carros, mas também objetos como manequins e alto-falantes.

Duncan MacOwan, da Fespa, comentou: "Os novos itens certamente deram uma nova dimensão para a competição. O envelopamento é uma parte cada vez maior da indústria de grande formato. E é possível envelopar vários itens, além de carros. Reconhecer isso é essencial para ajudar a indústria a crescer".

Fonte: Large Format Review