Epson apresenta papel transfer UltraPrint 90 para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/02/2014

A Epson Brasil apresentou o papel transfer UltraPrint 90, que possui resina especialmente desenvolvida para receber a Epson UltraPrint DS, tinta sublimática original da empresa.

Criado para trabalhar em conjunto com as soluções da fabricante japonesa, o UltraPrint 90 influi diretamente na impressão e no consumo de tinta. Evelin Wanke, especialista de produtos Epson, declarou: "É possível notar a melhor relação custo-benefício do UltraPrint 90 quando comparado a outras soluções do mercado, como papéis offset e monolúcido de outras marcas".

Papéis transfer originais poupam tinta e aumentam a qualidade de impressão

Papéis transfer originais poupam tinta e aumentam a qualidade de impressão

A importância de utilizar o papel transfer correto

O papel transfer interfere em todo o processo de sublimação. Atualmente, há muitas ofertas no mercado, e grande parte das empresas, especialmente as menos experientes, escolhe o papel em função do preço (custo do metro quadrado). Todavia, essa não é a forma correta de adquirir o material.

Considere que, para cada mililitro de tinta absorvido e não transferido, deve ser acrescentado de R$0,20 a R$0,35 ao custo final do metro quadrado impresso.

Para conhecer o desempenho do material, a recomendação é realizar testes para avaliar a quantidade de tinta que o papel absorve. Evelin Wanke, especialista de produtos Epson, ressalta: "Ao utilizar um papel que custa R$0,60/m2 e absorve 4ml de tinta, haverá desperdício de R$0,80 a R$1,40 de tinta por metro quadrado".

Testes e custos

Para mostrar a economia de tinta gerada ao utilizar o papel UltraPrint 90, a Epson realizou testes comparativos.

Na primeira etapa do procedimento, foi impressa uma imagem em um papel monolúcido que custa R$0,70/m². Para obter o resultado de impressão desejado, o papel utilizou 8ml de tinta (R$2,64). O custo total dessa produção, considerando tinta e papel, foi de R$3,34/m2.

O outro teste foi realizado com papel UltraPrint 90, que custa R$1,10/m². Para a impressão da mesma imagem da etapa anterior, foram gastos 4ml de tinta (R$1,32). O custo total, considerando tinta e papel, foi de R$2,42/m2.

No teste, o papel monolúcido apresentou um custo de impressão 38% maior do que a solução da Epson.

Além do papel UltraPrint 90, a fabricante oferece o programa de fidelidade Epson Rewards. A cada rolo de papel transfer utilizado, o cliente acumula pontos. Depois de um ano, pode-se trocá-los por garantia estendida ou descontos em novos equipamentos.

Tipos de papéis usados na transferência térmica

Confira abaixo uma relação dos materiais mais utilizados no mercado de impressão por sublimação:

Sulfite ou offset: não foi desenvolvido para a transferência de tinta sublimática. As empresas utilizam-no por ser uma opção barata. Porém, ele absorve volume muito grande de tinta. Isso aumenta o custo final de impressão, pois é alta a quantidade desperdiçada do insumo.

Monolúcido ou calandrado: muito utilizado no processo de sublimação. Possui superfície menos porosa que o offset. Em função da calandragem, o papel torna-se mais liso, o que diminui a absorção de tinta e aumenta a transferência do insumo para o substrato a ser sublimado. O desperdício de tinta nesse tipo de papel é grande, pois ele não possui uma cobertura para bloquear a absorção de tinta.

Papel tratado: possui tratamento para evitar a absorção de tinta. Ele contém uma resina adequada para o processo de sublimação. O papel tratado é mais caro, porém, utiliza quantidade menor de tinta. Na maioria das vezes, diminui o custo final do metro quadrado impresso.

Fonte: Epson



Avery Dennison lança vinil cromo vermelho

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/09/2014

Vinil vermelho com acabamento cromado é a nova opção da Avery Dennison

Vinil vermelho com acabamento cromado é a nova opção da Avery Dennison

A Avery Dennison, fabricante de películas adesivas, anunciou o lançamento internacional do vinil vermelho da série Conform Chrome, composta por materiais com acabamento cromado para envelopamento de carros.

A fabricante também vende vinis adesivos cromados nas versões preta, azul, prateada e dourada. Nenhum exige laminação.

Com a nova película, o portfólio da Avery Dennison passa a ter 87 opções, que incluem filmes cast brilhantes, foscos, metálicos escovados, perolados, de fibra de carbono, acetinados e cromados.

Segundo a empresa, os filmes são extremamente maleáveis e permitem aplicações complexas. Além disso, apresentam a Easy Apply RS, tecnologia que possibilita o reposicionamento das películas e reduz bolhas e o tempo de aplicação.

O vinil vermelho cromo é vendido em rolos com largura de 48 polegadas.

Fonte: Avery Dennison



GMG apresenta ProductionSuite com exclusividade para a Fespa Brasil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/02/2013

Production Suite: pacote de softwares da GMG

Production Suite: pacote de softwares da GMG

A GMG, desenvolvedora de aplicativos gráficos, vai exibir na Fespa Brasil 2013, em primeira mão para o público latino-americano, o ProductionSuite, pacote de softwares de pré-impressão e gerenciamento de cores. O produto é voltado para empresas de sign que trabalham com impressoras inkjet de grande formato, e produzem banners, PDV, displays, envelopamento de carro, entre outros produtos e serviços de comunicação visual. O ProductionSuite suporta 800 marcas e modelos de impressoras e equipamentos de corte (veja lista aqui).

O pacote inclui as seguintes soluções:

  • Editor: é a unidade centralizadora dos aplicativos. Toda a produção é controlada a partir desse programa.
  • RIP: aplicativo responsável por realizar a rasterização dos arquivos.
  • SmartProfiler: programa de gerenciamento de cores para impressão de grande formato.
  • PrintStation: oferece uma interface que permite mapear a imposição das mídias de maneira independente.

De acordo com a empresa, os benefícios do ProductionSuite são:

  • Color rendering consistente, usando diferentes máquinas, materiais e modos de impressão;
  • Manipulação de cores especiais (spot);
  • Calibração e criação de perfis com uma única solução de software;
  • Opções para correções de última hora em arquivos PDF;
  • Ferramentas intuitivas para preparar a impressão em questão de segundos;
  • Simples adição e edição de canais de branco e prata;
  • Templates para trabalhos já realizados;
  • Fluxo de trabalho padronizado e otimizado, que economiza até 50% do tempo de produção;

O estande da GMG é o E22, que fica entre a Rua 3 e Avenida E.

A Fespa Brasil ocorre de 13 a 16 de março, das 13h às 20h (sábado, das 10h às 17h), no Expo Center Norte (Pavilhão Azul), em São Paulo (SP).

Fonte: GMG. Texto: InfoSign