Epson apresenta papel transfer UltraPrint 90 para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/02/2014

A Epson Brasil apresentou o papel transfer UltraPrint 90, que possui resina especialmente desenvolvida para receber a Epson UltraPrint DS, tinta sublimática original da empresa.

Criado para trabalhar em conjunto com as soluções da fabricante japonesa, o UltraPrint 90 influi diretamente na impressão e no consumo de tinta. Evelin Wanke, especialista de produtos Epson, declarou: "É possível notar a melhor relação custo-benefício do UltraPrint 90 quando comparado a outras soluções do mercado, como papéis offset e monolúcido de outras marcas".

Papéis transfer originais poupam tinta e aumentam a qualidade de impressão

Papéis transfer originais poupam tinta e aumentam a qualidade de impressão

A importância de utilizar o papel transfer correto

O papel transfer interfere em todo o processo de sublimação. Atualmente, há muitas ofertas no mercado, e grande parte das empresas, especialmente as menos experientes, escolhe o papel em função do preço (custo do metro quadrado). Todavia, essa não é a forma correta de adquirir o material.

Considere que, para cada mililitro de tinta absorvido e não transferido, deve ser acrescentado de R$0,20 a R$0,35 ao custo final do metro quadrado impresso.

Para conhecer o desempenho do material, a recomendação é realizar testes para avaliar a quantidade de tinta que o papel absorve. Evelin Wanke, especialista de produtos Epson, ressalta: "Ao utilizar um papel que custa R$0,60/m2 e absorve 4ml de tinta, haverá desperdício de R$0,80 a R$1,40 de tinta por metro quadrado".

Testes e custos

Para mostrar a economia de tinta gerada ao utilizar o papel UltraPrint 90, a Epson realizou testes comparativos.

Na primeira etapa do procedimento, foi impressa uma imagem em um papel monolúcido que custa R$0,70/m². Para obter o resultado de impressão desejado, o papel utilizou 8ml de tinta (R$2,64). O custo total dessa produção, considerando tinta e papel, foi de R$3,34/m2.

O outro teste foi realizado com papel UltraPrint 90, que custa R$1,10/m². Para a impressão da mesma imagem da etapa anterior, foram gastos 4ml de tinta (R$1,32). O custo total, considerando tinta e papel, foi de R$2,42/m2.

No teste, o papel monolúcido apresentou um custo de impressão 38% maior do que a solução da Epson.

Além do papel UltraPrint 90, a fabricante oferece o programa de fidelidade Epson Rewards. A cada rolo de papel transfer utilizado, o cliente acumula pontos. Depois de um ano, pode-se trocá-los por garantia estendida ou descontos em novos equipamentos.

Tipos de papéis usados na transferência térmica

Confira abaixo uma relação dos materiais mais utilizados no mercado de impressão por sublimação:

Sulfite ou offset: não foi desenvolvido para a transferência de tinta sublimática. As empresas utilizam-no por ser uma opção barata. Porém, ele absorve volume muito grande de tinta. Isso aumenta o custo final de impressão, pois é alta a quantidade desperdiçada do insumo.

Monolúcido ou calandrado: muito utilizado no processo de sublimação. Possui superfície menos porosa que o offset. Em função da calandragem, o papel torna-se mais liso, o que diminui a absorção de tinta e aumenta a transferência do insumo para o substrato a ser sublimado. O desperdício de tinta nesse tipo de papel é grande, pois ele não possui uma cobertura para bloquear a absorção de tinta.

Papel tratado: possui tratamento para evitar a absorção de tinta. Ele contém uma resina adequada para o processo de sublimação. O papel tratado é mais caro, porém, utiliza quantidade menor de tinta. Na maioria das vezes, diminui o custo final do metro quadrado impresso.

Fonte: Epson



Imprimax divulga datas de treinamentos de vinil e envelopamento

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/04/2017
Eventos são gratuitos e indicados para quem usa vinis adesivos

Eventos são gratuitos e indicados para quem usa vinis adesivos

A Imprimax, fabricante nacional de películas autoadesivas, anunciou as datas e os locais dos treinamentos gratuitos que realizará durante o ano de 2017. Distribuidores e parceiros sediarão os eventos, que também serão ministrados durante as feiras Serigrafia Sign e Signs Nordeste.

Além dos treinamentos sobre aplicação de vinil adesivo, a Imprimax promoverá workshops regionais, nos quais tratará dos seguintes tópicos: escolha do vinil adesivo, como identificar oportunidades de negócios, a importância do PDV, Concurso Dividindo Ideias, tendências de mercado, dicas de aplicação e principais problemas da aplicação.

Acompanhe a agenda dos treinamentos pela página do Facebook da Imprimax, ou pelo InfoSign, que divulgará mais detalhes dos eventos listados abaixo:

Abril (dia, empresa, local):

  • 25: ATM, em Piracicaba (SP);
  • 26: Vinilsul, São Paulo (SP);
  • 26: São Luís (AM) - Workshop Regional;
  • 27 e 28: Empesol, em Feira de Santana (BA);
  • 29: Tecnomold, em Curitiba (PR).

Maio (dia, empresa, local):

  • 03: Convem, em Pouso Alegre (MG);
  • 04: Manaus (AM) - Workshop Regional;
  • 09: Ultra, em Blumenau (SC);
  • 10: Profix, em Lavras (MG);
  • 18: Porto alegre (RS) - Workshop Regional.

Julho (dia, empresa, local):

  • 12 a 15: Feira Serigrafia Sign, em São Paulo (SP).

Agosto (dia, empresa, local):

  • 03: Joiville (SC) - Workshop Regional;
  • 16: New Control, em Recife (PE) - Workshop Regional;
  • 17: Recife (PE) - Workshop Regional.

Setembro (dia, empresa, local):

  • 14: Salvador (BA);
  • 21: Natal (RN) - Workshop Regional.

Outubro (dia, empresa, local):

  • 03 a 06: Feira Signs Nordeste, em Fortaleza (CE);
  • 19: Belo Horizonte (MG) - Workshop Regional.

Novembro (dia, empresa, local):

  • 09: Curitiba (PR) - Workshop Regional.

Fonte: Imprimax



Fujifilm anuncia nova impressora Inca SpyderX

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2017
SpyderX inclui dois canais de tinta branca

SpyderX inclui dois canais de tinta branca

A filial norte-americana da Fujifilm anunciou a Inca SpyderX, impressora UV de médio porte com sistema plano de alimentação de substratos.

Com rolo a rolo integrado, o equipamento imprime mídias rígidas e flexíveis, como vinis, foam, papelão ondulado, poliestireno, papéis de parede e lonas, para aplicações como placas, faixas, letreiros e displays, entre outras.

A máquina emprega sistema de tintas que inclui seis cores (CMYK, light cyan e light magenta) e dois canais de branco. A tinta branca permite a impressão em substratos claros e escuros e em camadas sobre ou sob uma imagem. Ela também pode ser usada como cor especial.

Com cabeças Dimatix e tintas Fujifilm Uvijet XS, a Inca SpyderX oferece produção em velocidade de até 230m2/h. Além de incluir tecnologia de mapeamento dos nozzles, tecnologia Print-a-Shim (que garante a qualidade uniforme em todas as áreas dos impressos) e software de diagnóstico remoto com IncaVision.

Fonte: Fujifilm