Epson anuncia nova geração de cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/09/2013

Novas cabeças de impressão PrecisonCore empregam chips MEMS (Micro Electro Mechanical System)

Novas cabeças de impressão PrecisonCore empregam chips MEMS (Micro Electro Mechanical System)

O presidente mundial da Epson, Minoru Usui, anunciou hoje (25 de setembro) a nova tecnologia de cabeças de impressão a jato de tinta da empresa, a PrecisionCore.

Segundo o executivo, a novidade vai revolucionar os negócios do mercado, pois tem a capacidade de aumentar o desempenho de todos os tipos de impressoras digitais, das industriais às desktop, usadas nos mais diversos segmentos, como os de tecidos, embalagens, sinalização, fotografia e documentação.

A SureColor F2000, para impressão direta em camisetas, emprega a nova cabeça da Epson

A SureColor F2000, equipamento para impressão direta em camisetas, emprega a nova cabeça da Epson

Usui explicou que a tecnologia é o resultado de anos de pesquisa da Epson unidos aos recém-desenvolvidos materiais piezo TFP (Thin-Film Piezo), o que permitiu a criação dos chips MEMS (Micro Electro Mechanical System), base das cabeças PrecisionCore.

A Epson já lançou, no mercado internacional, impressoras que empregam a PrecisonCore, como a SurePress L-6034V e a SurePress L-6034VW (ambas para impressão UV de embalagens flexíveis) e a SureColor F2000 (que estampa tecidos).

Assista ao vídeo que mostra os mecanismos da nova cabeça:

 

Conheça as especificações técnicas das novas cabeças de impressão:

TFP          MicroTFP
Tecnologia a jato de tinta TFP (Thin-Film Piezo: Película Fina de Piezo)
Tipo de chip MEMS (Micro Electro Mechanical System: Micro Sistema Eletromecânico). Os canais de tinta e a placa de nozzle são feitos de silício
Tintas compatíveis À base d’água, solvente, resina e UV
Frequência de operação Acima de 50kHz
Volume da gota De 1,5 a 32,5 picolitros (tecnologia de pontos variáveis)
Dimensões 29,7 x 8mm 38,5 x 6,8mm
Comprimento da fileira de nozzles 25,4mm 33,8mm
Fileiras por chip de impressão 2 2
Nozzles por fileira 360 400
Nozzles por chip de impressão 720 800
Nozzles por polegada 720 600
Passo de nozzle por chip (2 fileiras de nozzle) 35,2µm (720dpi) 42,3µm (600dpi)

Fonte: Epson



Epson cria laboratório e centro de pesquisa de impressão digital têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/12/2016
Espaços foram criados em colaboração com a For.Tex e a F.lli Robustelli

Espaços foram criados em colaboração com a For.Tex e a F.lli Robustelli

A Epson, fabricante de impressoras digitais, anunciou a criação de dois departamentos específicos para pesquisa e desenvolvimento de tecnologia de estamparia digital têxtil. São um centro de pesquisa de impressão e um laboratório de pesquisa de inovação, ambos com base na Itália.

Criado junto com For.Tex, o laboratório de pesquisa de inovação objetiva desenvolver novas tintas para impressão digital para diversos substratos. Segundo a empresa, o ambiente está equipado com tecnologias de ponta e conta com uma equipe de tecnólogos e pesquisadores.

Sediado na planta da F.lli Robustelli, empresa adquirida pela Epson, o centro de pesquisas de impressão tem como objetivo auxiliar o desenvolvimento de dispositivos inkjet, para garantir o desenvolvimento contínuo das impressoras têxteis da Epson.

A Epson, a F.lli Robustelli e a For.Tex agem em colaboração desde 2003, quando lançaram a impressora digital Monna Lisa. Em 2014, criaram o Textile Solution Center (TSC), centro para desenvolvimento e promoção da estamparia digital têxtil no mundo. Para estabelecê-lo, foram gastos 2 milhões de euros, investimento empregado para a construção de uma instalação de 3 mil metros quadrados que oferece oportunidades de reproduzir todo o processo industrial de impressão digital em tecidos, incluindo etapas como pré-tratamento, vaporização, lavagem, secagem e acabamento.

De acordo com a empresa, tecnologias digitais para imprimir imagens, padrões e efeitos visuais em tecidos crescem rapidamente e substituem tecnologias analógicas em diversas áreas. Em 2014, aproximadamente 31 bilhões de metros quadrados de tecido foram impressos no mundo, dos quais aproximadamente 3% foram produzidos usando tecnologias digitais, segundo a Provost Ink Jet Consulting Ltd. De 2015 a 2019, espera-se que o volume de impressão digital têxtil aumente cerca de 17% ao ano, de acordo com a World Textile Market Outlook.

Fonte: Epson



Wasatch lança versão 7.4 do SoftRIP

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/11/2016
SoftRIP 7.4 vem com novas ferramentas e funções para fluxo de trabalho e garment printing

SoftRIP 7.4 vem com novas ferramentas e funções para fluxo de trabalho e garment printing

A Wasatch, desenvolvedora de softwares, anunciou a versão 7.4 do SoftRIP, aplicativo dedicado a impressão de grandes formatos. Uma das principais ferramentas do novo RIP é a Automation Option, que permite configurar a escala de produção em uma ou várias impressoras em uma pequena rede local ou pela internet.

A nova versão do SoftRIP também possui uma interface simplificada projetada para imprimir etiquetas. Funções dedicadas são encontradas na tela principal juntamente com as ferramentas de gerenciamento de cores.

Na nova edição do aplicativo, filas de impressão podem ser excluídas automaticamente. Todas as entradas podem ser limpas rotineiramente ao iniciar o SoftRIP através da configuração Management Tools. Além disso, as filas podem ser bloqueadas e protegidas por senha. Isso significa que os gerentes de produção podem manter de forma segura as filas do SoftRIP e manter ou excluir entradas conforme necessidade.

A Wasatch também adicionou ferramentas para gerenciar a impressão de tinta branca em roupas escuras. Trata-se de uma função especialmente desenvolvida para empresas que trabalham com equipamentos de impressão inkjet direta em vestuário. Com ela, os operadores podem gerar automaticamente tinta branca em arquivos que contêm transparência. Isso pode reduzir o tempo de preparação de arquivos e aumentar a confiabilidade da impressão.

A Wasatch afirma ainda que adicionou diversos novos drivers para impressoras como Mutoh 1938TX, Mimaki TS300P, MS JP3, Epson P10000 e P20000.

Fonte: Wasatch