Envelopamento de carros: com ou sem emendas

Por Eduardo Yamashita em 20/11/2014

Envelopamentos de veículos sem emenda exigem planejamento e são desafiadores. Muitos instaladores de vinil não possuem habilidades para colocar isso em prática corretamente. Muitos prometem envelopamento sem emendas, mas não conseguem entregá-lo. E uma coisa é certa: com um envelopamento autêntico, é possível se diferenciar da concorrência. E, sim, os melhores instaladores conseguem realizar instalações com poucas emendas.

Planejamento

O sucesso do envelopamento está diretamente ligado ao planejamento e a mãos firmes. Quanto mais bem planejado, mais fácil será a aplicação. É uma medida que serve para qualquer trabalho. No entanto, evitar emendas exige mais cuidado.

No envelopamento sem emendas, há algumas complicações. Você tem de entender os baixos-relevos e como eles afetam a aplicação. Antes de começar o trabalho, saiba como abordar o consumo de vinil e as condutas com eles.

Pergunte-se: Antes de aplicar o vinil no veículo, terei a cobertura que preciso? Depois de considerar cuidadosamente a resposta, faça outra pergunta: O que é necessário fazer para preparar esta área do veículo de modo que pareça uma peça única?

Instaladores que sabem aplicar vinis sem emendas conseguem se diferenciar no mercado

Instaladores que sabem aplicar vinis sem emendas conseguem se diferenciar no mercado

Combinação de cores

Por exemplo, se depois de aplicar um vinil vermelho e preto sobre um carro branco surgirem espaços brancos, vai parecer um trabalho desleixado. Para evitar isso, é preciso embutir componentes dentro de algumas das áreas de baixo-relevo (acabamentos) para que a cor original do carro não seja revelada. E não esqueça de considerar essas questões antes de projetar o envelopamento.

Pergunte-se: Os acabamentos (baixos-relevos) serão um problema? O que vou fazer com eles? Se essas áreas são pintadas de preto e a imagem é composta de preto e vermelho, então você não tem de se preocupar em combinar o gráfico.

Provavelmente, a melhor cor para trabalhar em cima em um veículo é a preta, porque ela "desaparece" e não chama atenção. Num mundo utópico, haveria apenas carros pretos, para facilitar o trabalho dos instaladores. E, nesse caso, o envelopamento sem emenda seria muito mais fácil, porque é possível transformar o preto em qualquer cor. Mas a realidade é diferente: há uma série de pinturas variadas.

Planejamento é fundamental para garantir uma aplicação profissional

Planejamento é fundamental para garantir uma aplicação profissional

Envelopamento parcial

Em alguns casos, a cor é tão diferente que, dependendo do projeto, deve-se usá-la em conjunto com o projeto e fazer um envelopamento parcial.

Envelopamento parcial pode ser a melhor solução em muitos casos, porque é possível que o instalador não possua as habilidades necessárias para obter uma cobertura completa e executar o trabalho corretamente.

Se você não tem as habilidades para fazer um envelopamento sem emendas, não hesite em realizar o parcial. Por exemplo, é muito mais fácil aplicar imagens de chamas nas laterais do veículo do que envolver todo o veículo.

Quando você não pode fazer um envelopamento total, às vezes, envelopamentos parciais funcionam bem.

Esse artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carros e comunicação visual



Roland DG lança impressora VersaUV LEF-20

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/02/2014

LEF-20 complementa a linha de impressoras UV desktop da Roland

LEF-20 amplia a linha de impressoras UV desktop da Roland

A Roland DG, fabricante de equipamentos digitais, lançou no Brasil a LEF-20, impressora UV de mesa indicada para empresas de brindes, como canetas, pen-drives, capas de celular, cases para tablets, componentes de equipamentos, artigos eletrônicos, entre outros materiais. A impressora faz parte da VersaUV LEF, linha de máquinas que imprime diretamente sobre uma ampla variedade de substratos e objetos 3D.

A máquina oferece uma área de impressão maior (quase o dobro do modelo anterior, LEF-12), o que permite o trabalho em objetos de até 508mm de largura, 330mm de comprimento e 100mm de altura.

Além de apresentar área expandida de impressão, a máquina emprega lâmpada UV LED. Isso aumenta a produtividade e melhora o desempenho do equipamento e da cura. Graças a esse sistema, que seca instantaneamente a tinta durante a impressão, é possível imprimir materiais rígidos (PET, ABS, policarbonato e PS) e flexíveis (couro e tecido).

A lâmpada LED UV (de baixo calor) e as tintas ECO-UV permitem a impressão em vários substratos tratados e não tratados, incluindo dispositivos eletrônicos e plásticos sensíveis a calor, sem o risco de causar danos a eles.

Impressão

A LEF-20 apresenta a tecnologia Roland Intelligent Pass Control, que permite a impressão de gradações tonais suaves e cores sólidas em reproduções de imagens e textos nítidos.

A impressora oferece dois modos de impressão: Generic (para detalhes em superfícies planas) e Distance (para objetos em que a superfície não é nivelada).

Além disso, a LEF-20 apresenta uma configuração especial de tintas ECO-UV, que inclui branco e verniz, permitindo a produção de materiais com acabamento (brilhante ou fosco) e impressões em relevo com várias camadas.

O equipamento também conta com 72 padrões de texturas prontos e facilmente incorporados a qualquer design. Com ele, é possível criar efeitos de alto valor, atraentes e exclusivos.

Desempenho

Equipada com lâmpadas LED UV de longa vida útil (até 10 mil horas), a máquina não precisa aquecer, o que a torna mais eficiente e fria ao toque. A impressora ainda dispõe de uma tampa hermeticamente fechada, que protege o operador contra a luz UV e evita que sujeira caia sobre a superfície do substrato durante a impressão.

Próximo à cabeça de impressão da LEF-20, há um ventilador cuja função é soprar a névoa de tinta para um filtro. Trata-se de um sistema que coleta resquícios de tinta e evita embaçamento de cores e impressão fora das bordas. O filtro pode ser facilmente substituído pelo usuário.

Com o objeto 3D inserido na máquina e com a função de ajuste automático selecionada, a LEF-20 começa a mover a mesa (para frente e para trás) até que sua superfície atinja a altura adequada para a operação. Essa função ajuda a manter a produção de cópias de qualidade por conta do ajuste automático da distância entre a cabeça de impressão e a superfície do material.

Fonte: Roland DG Brasil



HP anuncia impressora de grande formato para produção de médios volumes

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/03/2016
HP Scitex 9000 chegará ao mercado internacional em meados de 2016

HP Scitex 9000 chegará ao mercado internacional em meados de 2016

A HP, fabricante de eletrônicos, anunciou que em junho de 2016 lançará a HP Scitex 9000, impressora inkjet de grande formato desenvolvida para atender a demandas por produções de médias tiragens de sinalização e comunicação visual. O equipamento expande o portfólio HP Scitex High Dynamic Range (HDR), cujas instalações já foram realizadas em mais de 30 países.

Segundo a empresa, a HP Scitex 9000 pode imprimir até 90 peças por hora. Na opção de carregamento manual de mídias, a produtividade do equipamento cai para 60 peças por hora, pois dependerá da habilidade do operador. Por ano, a máquina pode imprimir 500 mil metros quadrados de materiais, como displays de PDV. Além disso, pode receber upgrades, que aumentam a produtividade de acordo com o crescimento das demandas de qualidade e produtividade do birô.

Para a Scitex 9000, a HP desenvolveu a tinta original HDR245 Scitex, compatível com diversas mídias rígidas e flexíveis. Com pouco odor, o insumo pode eliminar a necessidade de aplicação de películas e vernizes de proteção superficial nas mídias, o que reduz custos de produção. Segundo a empresa, a tinta HDR245 Scitex oferece maior gama de cores e cobre mais de 86% da escala Pantone, além de ter durabilidade de mais de dois anos em ambientes externos.

Xavier Garcia, vice-presidente de grande formato da HP, declarou: “Os birôs estão constantemente sendo desafiados a ter soluções de impressão mais produtivas e menos custosas. A nova HP Scitex 9000 permite que mais clientes tirem vantagem da qualidade e da produtividade da tecnologia HP Scitex HDR”.

Fonte: HP