Enquete: as dificuldades técnicas em birôs e gráficas digitais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/11/2014

Leitores do portal enfrentam mais dificuldades na reprodução de cores

Leitores do portal enfrentam mais dificuldades na reprodução de cores

No dia 24 de novembro de 2013, o InfoSign lançou uma enquete que permaneceu aberta ao longo de mais de 12 meses. Nela, perguntamos sobre as principais dificuldades técnicas que os leitores mais enfrentam dentro de birôs e gráficas digitais. Com 1.400 participações, a pesquisa obteve o seguinte resultado:

  1. Gerenciamento de cores: 33% dos votos;
  2. Falhas de impressão: 30% dos votos;
  3. Adesivação de vinis: 22% dos votos;
  4. Problemas de acabamento: 15% dos votos.

A principal dificuldade dos leitores (gerenciamento de cores) tem relação direta com a reprodução de imagens e a repetibilidade dos padrões de cores. Acompanhe as novidades sobre o assunto em nossa página especialmente criada para ele.

Sobre o gerenciamento de cores, o InfoSign também já publicou diversos artigos técnicos. Veja abaixo:

Na próxima pesquisa, perguntamos qual tipo de impressora de grande formato sua empresa pretende adquirir em 2015. Basta clicar na sua opção no quadro da enquete, que fica na lateral direita do site.

Não deixe de votar. Participe!



SAi cria associação internacional para signmakers

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/01/2013

ISPG_Logo_Blue

A SA International (SAi), desenvolvedora de softwares e soluções para comunicação visual, lançou uma organização internacional a fim de ajudar birôs, gráficas digitais e signmakers a expandirem seus negócios.

Intitulado "INTERNATIONAL SIGN & PRINTMAKERS GUILD", o projeto vai oferecer uma série de benefícios para seus membros, incluindo o envio de novos clientes e oportunidades de garantir novas relações comerciais de longo prazo.

"A organização possibilitará uma ampla expansão do universo de sinalização e de impressão de grande formato", afirmou Mark Blundell, CEO e presidente da SAi. "Muitos de nossos clientes continuam enfrentando o desafio de manter seus lucros em ambientes muito concorridos. Com as possibilidades de patrocínios para esta indústria, a associação pode até mesmo reduzir as despesas dos membros", revelou.

A SAi pretende investir três milhões de dólares em publicidade online nos próximos anos. A ideia é atrair um público voltado para o mercado de sinalização digital e impressão em grande formato. Por meio da associação, esses clientes serão encaminhados diretamente para seus membros mediante o pagamento de uma taxa baixa.

Acesse o site da INTERNATIONAL SIGN & PRINTMAKERS GUILD para obter mais informações sobre essa nova agremiação.

Fonte: SAi. Texto: InfoSign



swissQprint apresenta nova impressora UV Oryx LED

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/10/2017
Oryx LED possui mesa de impressão de 2,5m x 2m

Oryx LED possui mesa de impressão de 2,5m x 2m

A fabricante swissQprint anunciou no mercado internacional a Oryx LED, impressora UV que estará disponível a partir de novembro de 2017.

Com novos refinamentos mecânicos, a impressora pode imprimir mídias diversas a uma velocidade de até 65m2/h, em uma mesa 2,5m x 2m.

As impressoras swissQprint são adaptáveis e expansíveis. Cada máquina é construída de acordo com os requisitos do cliente e pode ter opcionais acrescentados posteriormente, como uma nova configuração de tinta (até nove canais de cores) ou uma nova configuração de sistema de alimentação de substratos (opção rolo a rolo, opção de mídias rígidas com até 4m de comprimento e até um robô de carregamento de materiais).

A empresa tem outros dois modelos de impressoras LED: a Impala tem as mesmas dimensões da Oryx, mas produz a 180m2/h. Já a Nyala roda a 206m2/h e tem mesa de 3,2m x 2m.

Segundo a empresa, a tecnologia LED amplia o alcance das aplicações, é altamente econômica e deixa uma pequena pegada ambiental. Portanto, a cura LED prevalecerá sobre as demais.

Maurus Zeller, gerente de produto da swissQprint, declarou: “Desde o lançamento da Impala LED e da Nyala LED, percebemos que a maioria dos clientes prefere a solução LED em vez das lâmpadas de vapor de mercúrio”.

Fonte: swissQprint