EFI vende um milhão de litros de tinta em menos de um ano

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/01/2013

Recentemente, a EFI, fabricante de impressoras digitais, anunciou que, entre janeiro e novembro de 2012, vendeu um milhão de litros de tinta UV (em todo o mundo). Segundo os representantes da companhia, isso é um reflexo do aumento contínuo dos clientes que empregam impressão de grande formato.

"Atingirmos a marca de um milhão de litros de tinta UV vendidos em um período de 11 meses confirma a posição da EFI como líder no mercado, e mostra o quanto nosso produto é de confiança", afirmou Scott Schinlever, vice-presidente sênior e gerente geral de soluções de jato de tinta da EFI.

Segundo Schinlever, a ideia da empresa é inovar levando em conta o que almejam seus clientes. "Atingir este marco é uma indicação de que a EFI formula tintas de alta qualidade, combinadas com as nossas tecnologias de impressão de grande formato. Essas soluções atendem as demandas de pequenas tiragens, com qualidade e velocidade de produção", disse.

Em seu portfólio, a EFI conta com diversos produtos voltados para a impressão digital. Além das tintas ultravioletas, ela também trabalha com sistemas de cura LED.

Impressoras EFI consumiram mais de um milhão de litros de tinta UV em 2012

Impressoras EFI consumiram mais de um milhão de litros de tinta UV em 2012

Fonte: EFI. Texto: InfoSign



Adesivação: o que acontece quando o clima está muito frio ou quente

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/12/2012

Quando o tempo esfria, os envelopadores devem tomar alguns cuidados para que a adesivação saia como esperado. É sempre muito importante que o veículo esteja limpo. Antes de chegar ao local de adesivação, ele deve ser lavado (apenas com detergente) e desengraxado. Depois, recomenda-se esperar para que o carro seque e esquente. Além disso, procure fazer a instalação em locais fechados onde as temperaturas são mais elevadas.

Veja o que pode acontecer se o vinil for aplicado em locais com temperatura (muito) baixa:

  • A película pode não alongar, já que, logo após aquecê-la, ela vai esfriar;
  • O tack inicial do adesivo pode ser insuficiente para garantir a adesão da película;
  • A umidade pode condensar-se na superfície do veículo, complicando a adesivação;
  • A película pode ficar dura e frágil, e não vai aderir. Se isso acontecer, o adesivador vai, naturalmente, forçar a espátula, para promover a adesão do filme, e isso pode causar danos ao vinil;
  • Em condições muito úmidas, pode ser difícil manter o substrato seco.

Promover um pós-aquecimento também é fundamental para reduzir a tensão do vinil, manter a sua memória e mantê-lo no lugar correto.

ferramenta para adesivação

Para moldar a película, use ferramentas

Dicas para a adesivação em climas quentes

Atente-se quando o clima esquentar demais. Com o calor, o vinil fica mais maleável, o que dificulta o seu reposicionamento. Além disso, ele tende a distorcer e criar rugas.

A temperatura da superfície jamais deve exceder os 40ºC. Verifique as informações sobre temperaturas mínima e máxima dadas nos manuais dos produtos (se o veículo de cor escura estiver submetido a um calor de 32ºC, então a sua superfície pode estar acima dos 70ºC — tome cuidado).

Se a aplicação tiver de ser feita em ambiente externo, tente começar o trabalho o mais cedo possível. Faça o que puder para não deixar o carro sob o sol.

Em um clima quente e úmido, ocorre a condensação pela manhã. A aplicação nessa condição também deve ser evitada.

Artigo técnico originalmente publicado pela 3M dos EUA. Tradução e adaptação: InfoSign



Mimaki é patrocinadora máster do Cambea 4

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/04/2014

Vinis usados na competição serão impressos em equipamentos Mimaki CJV30-160BS

Vinis usados na competição serão impressos em equipamentos Mimaki CJV30-160BS

A Mimaki, fabricante de impressoras digitais, é a nova patrocinadora máster da quarta edição do Cambea (Campeonato Brasileiro de Envelopamento Automotivo). A competição será realizada durante a feira Serigrafia Sign 2014, que acontece entre os dias 6 e 9 de maio, em São Paulo.

Os vinis utilizados no campeonato serão impressos na Mimaki CJV130-160BS, máquina que será exposta durante o evento. Trata-se de uma impressora solvente com recorte integrado, que trabalha na velocidade de até 17,5m2/h. Segundo a fabricante, o equipamento é ideal para empresas de envelopamento de carro, adesivos, banners, fachadas, brindes, fotoprodutos, rótulos, etiquetas, entre outras aplicações.

Bruno Santos, supervisor de SG da Mimaki Brasil, declarou: "Este é o primeiro ano que participamos como patrocinador do Cambea em parceria com a Alko. Estamos esperando uma competição de alto nível, que a cada ano torna o mercado mais profissional. A possibilidade de estarmos próximos dos competidores, trocando informações e experiências, é muito valiosa para nós, da Mimaki".

Fontes: Mimaki e Alko