Edição 2016 do Fespa Brasil Fórum ocorre entre outubro e novembro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/09/2016
Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro receberão o Fespa Brasil Fórum de 2016

Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro receberão o Fespa Brasil Fórum de 2016

A Fespa e a APS Feiras anunciaram para outubro e novembro a segunda edição do Fespa Brasil Fórum, evento gratuito dedicado a debater negócios, oportunidades e tecnologias de impressão digital e comunicação visual. Os interessados devem se inscrever por meio do site.

A primeira cidade a receber o fórum será Curitiba, em 26 de outubro, no Sigep (rua Augusto Severo, 1050 - Alto da Glória). O evento segue para Belo Horizonte, em 9 de novembro, no Senai Cecoteg (rua Santo Agostinho, 1717 - Horto Florestal). A última etapa será no Rio de Janeiro, no dia 22 de novembro, no Senai Maracanã (rua São Francisco Xavier, 417 - Maracanã).

O Fespa Brasil Fórum objetiva reunir empresários para debater tendências, estratégias e o futuro dos mercados brasileiro e global, discutindo novas oportunidades, processos e tecnologias.

Alexandre Keese, diretor da Fespa Brasil, será um dos palestrantes do evento. O executivo apresentará uma análise sobre o mercado mundial. Com base nela, traçará tendências de um mercado em constante mudança. Durante a apresentação, Keese apresentará também os principais dados coletados pela Fespa internacional e mostrará caminhos para que o empresário trabalhe com soluções integradas e agregue valor ao atender as necessidades dos clientes.

Outra palestrante do evento será Luciana Andrade, especialista em impressão digital de grandes formatos, que abordará o tema "A Comunicação Visual e o Mercado Novo". Luciana fala sobre as transformações do setor e as estratégias de quem está obtendo sucesso.

Com enorme aceitação em 2015, o Fespa Brasil Fórum fundamenta-se no o lema Profit for Purpose (Lucro por um Propósito) da Fespa, que se compromete a reinvestir na indústria de impressão digital ao compartilhar conhecimento de qualidade aos profissionais do ramo.

Fonte: Fespa Brasil



Trotec expande linha de produtos TroGlass

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/04/2019
Fornecodora adiciona chapas acrílicas TroGlass Glitter à sua linha de mídias

Fornecodora adiciona chapas acrílicas TroGlass Glitter à sua linha de mídias

A Trotec, fornecedora de materiais para corte e gravação a laser, expandiu sua linha de mídias e passou a vender a série TroGlass Glitter, composta por acrílicos fundidos de brilho uniforme.

Disponível em uma variedade de espessuras, as mídias TroGlass Glitter oferecem cores estáveis que não desbotam quando processadas à laser. Os substratos são indicados para a produção de sinalização, itens decorativos, displays de ponto de venda, entre outras aplicações.

Segundo a fornecedora, o TroGlass Glitter vem de fábrica com uma máscara plástica. É um recurso exclusivo que protege o acrílico contra arranhões, o que reduz o refugo e o retrabalho.

Ainda de acordo com a Trotec, os produtos da linha TroGlass produzem uma borda polida e suave, com pouco ou nenhum pós-processamento. Dependendo das configurações da máquina a laser, a gravação dos materiais resultam em imagens sutis ou proeminentes.

Warren Knipple, presidente da Trotec, declarou: “Nossa crescente linha de mídias nos permite oferecer novas oportunidades para que os clientes ampliem suas ofertas de produtos e atendam a uma ampla gama de aplicações”.

Fonte: Trotec



VP Máquinas lança dobradeira de acrílico adaptada a deficientes

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/05/2014

Dobradeira foi apresentada na feira Serigrafia Sign 2014

Dobradeira foi apresentada na feira Serigrafia Sign 2014

A VP Máquinas anunciou o lançamento da DVP 1000 Especial, dobradeira de acrílico adaptada para pessoas com deficiências ou que possuem impedimentos para ficar em pé. Cadeirantes, idosos e obesos podem se beneficiar da novidade.

Com 1m de comprimento, a máquina apresenta ajustes de altura, fio para efetuar dobras mais perto do operador e abertura central que permite ao operador trabalhar sentado.

Ana Paula Paschoalino, diretora comercial da VP Máquinas, comentou: "A dobradeira atende quem deseja começar seu próprio negócio e estimula o empresariado a contratar profissionais ávidos a produzir mas que, infelizmente, se mantêm à margem do mercado de trabalho".

A máquina dobra materiais termoplásticos como PSAI, poliestireno, acrílico, alveolar, PVC expandido, PETG e policarbonato, com espessuras de 0,5mm a 20mm. A partir da dobradeira podem ser criados produtos como displays, placas, porta-treco, luminárias, móveis, estantes, cadeiras, porta-guardanapo e brindes.

Segundo a empresa, a estrutura da máquina é de madeira cortada em serra eletrônica e não emprega cola. Os pedaços, 20 ao todo, são encaixados e parafusados. Depois é instalada a central de controle e o fio de metal.

Fonte: VP Máquinas