Durst Brasil cresce em 2016 e amplia estrutura no país

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/11/2016
A Durst Brasil divulgou informações sobre seu desempenho 2016

A Durst Brasil divulgou informações sobre seu desempenho 2016

A filial brasileira da Durst, fabricante de impressoras digitais, anunciou que suas vendas em 2016 cresceram 30% e que teve uma ampliação expressiva no segmento cerâmico ao comercializar quatro novas máquinas industriais de grande porte para empresas do ramo. E no segmento de comunicação visual, a fornecedora realizou novos negócios com clientes já consolidados.

O crescimento comercial veio atrelado à ampliação da estrutura da empresa no país, que atualmente conta com novos colaboradores e com o Centro de Reparos de Módulos de Impressão, o único do mundo em operação fora da Itália, onde localiza-se a matriz da companhia.

Em 2016, a empresa também ampliou a oferta de equipamentos, reforçando sua participação nos segmentos de comunicação visual, cerâmica, etiquetas, vidros e tecidos. Entre os lançamentos do ano, estiveram equipamentos das séries Rhotex (para impressão direta em tecidos), Vetrocer (para vidros) e Tau (para rótulos). Além disso, a empresa trouxe para o Brasil impressoras com a recém-desenvolvida tecnologia Durst Water Technology, que emprega tintas à base d’água.

Ricardo Pi, diretor geral da Durst Brasil, declarou: “Grande parte de nosso crescimento deveu-se à mudança de postura do mercado brasileiro, que está notando a necessidade de investir para manter a competitividade. De nosso lado, investimos para nos posicionarmos de modo mais próximo de nossos clientes locais, principalmente através da otimização dos serviços. Planejamentos manter o mesmo ritmo para 2017 e estamos trabalhando com uma projeção de crescimento de 30% para o ano que vem, por meio de novas máquinas e, também, novos serviços”.

Fonte: Durst Brasil



Fujifilm Dimatix anuncia impressora DMP-2850

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/07/2016
Equipamento é dedicado a imprimir eletrônicos e aplicações industriais

Equipamento é dedicado a imprimir eletrônicos e aplicações industriais

A fabricante Fujifilm Dimatix anunciou no mercado internacional a Dimatix DMP-2850, impressora desktop inkjet desenvolvida para impressão de eletrônicos e outras mídias e aplicações especiais empregadas em trabalhos de pesquisa e desenvolvimento na indústria.

Segundo a empresa, o equipamento é uma versão melhorada da DMP-2831, impressora que se tornou uma das principais ferramentas para o desenvolvimento de deposição de fluidos, com aproximadamente mil unidades instaladas no mundo.

A DMP-2850 inclui um PC configurado com Microsoft Windows 8.1 e Drop Manager. Além disso, emprega duas câmeras de alta velocidade com resolução óptica refinada para fornecer imagens de qualidade superior em funções de controle de impressão.

A máquina também permite o monitoramento remoto das câmeras e do status dos trabalhos. Um sistema permite analisar o desempenho dos disparos de gotas e uma câmara fiducial facilita a inspeção e o registro de impressão com precisão.

A DMP-2850 é alimentada por cartuchos, que estão disponíveis em dois tamanhos de gota (1 e 10 picolitros). A máquina estará disponível a partir de setembro de 2016.

Fonte: Fujifilm Dimatix



Zünd lança módulo de corte a laser para suas mesas de corte

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/09/2017
Dispositivo corta e sela as bordas de tecidos usados em sinalização

Dispositivo corta e sela as bordas de tecidos usados em sinalização

A fabricante Zünd anunciou no mercado internacional o LM 100W, módulo a laser para mesas de corte empregadas em trabalhos de sinalização.

Projetado para cortar tecidos de poliéster e, simultaneamente, selar as bordas das mídias, o dispositivo automatiza uma operação manual e, portanto, elimina a necessidade de costura.

Equipado com um laser de CO2, de 100W, refrigerado a ar, o dispositivo trabalha na velocidade de processamento de 44m por minuto. Além disso, o módulo laser é totalmente fechado, o que fornece proteção confiável ao operador, que não precisa usar equipamentos de segurança, como óculos de proteção.

De acordo com a empresa, é preciso apenas um operador, alguns passos simples e alguns minutos para converter uma mesa de corte da Zünd em um sistema de corte a laser. Depois de terminar os trabalhos com laser, é fácil reconfigurar o equipamento para a outra aplicação.

A sinalização de tecidos oferece um enorme potencial de novas aplicações de comunicação visual. Os tecidos de poliéster estão começando a substituir mídias de papel e PVC.

Fonte: Zünd