Durst anuncia inkjet de rótulos e embalagens Tau 330 RSC

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2017
Tau 330 RSC possui sistema de tintas com oito canais de cores

Tau 330 RSC possui sistema de tintas com oito canais de cores

A fabricante Durst anunciou no mercado internacional a Tau 330 RSC, impressora inkjet UV industrial indicada para estampar embalagens, rótulos e etiquetas.

Com largura de impressão de 330mm, a máquina trabalha na velocidade de até 78 metros lineares e resolução de 1200dpi. Além disso, incorpora sistema de tintas pigmentadas com oito cores (CMYK, branco, laranja, verde e azul violeta), o que permite obter imagens com uma ampla gama de cores (cobrindo cerca de 98% do universo Pantone).

A Tau 330 RSC é vendida sob o programa “Configure Your Digital Future”, da Durst. Portanto, pode ser adquirida sozinha ou com o sistema digital de corte laser LFS 330. O equipamento também pode vir com a OMET Xflex (solução de acabamento) ou com opcionais de corte e rebobinamento, pré-tratamento corona em linha, limpeza de bordas ou aplicação de primer, verniz e laminação.

A Durst também lançou uma solução web-to-print para criação e impressão de embalagens, rótulos e etiquetas.

Fonte: Durst



Novas cabeças aumentam velocidade de impressoras swissQprint

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/10/2014

Produtividade das impressoras Impala aumentou

Produtividade das impressoras Impala aumentou

A swissQprint, fabricante europeia de impressoras digitais, anunciou que os modelos Impala serão equipados com novas cabeças que permitem a máquina trabalhar com velocidades entre 130m2/h e 180m2/h. As impressoras UV Nyala 2, com 3,2m x 2m, também fabricadas pela swissQprint, já eram vendidas com as novas cabeças.

A Impala é uma impressora UV plana que pode trabalhar materiais com formato máximo de 2,5m x 4m. Para a impressão de substratos flexíveis em bobinas, é possível acoplar um sistema rolo a rolo opcional na máquina.

A impressora possui nove canais de cores que podem ser configurados de acordo com as necessidades do cliente. Portanto, a paleta CMYK pode vir acompanhada de branco, verniz, cores light, laranja, verde ou violeta.

Segundo a empresa, as tintas originais da Impala aderem a muitas superfícies e substratos não convencionais, o que aumenta consideravelmente as opções produtivas da máquina.

Fonte: Large Format Review



Nova cabeça Epson PrecisionCore chegará ao Brasil em 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/12/2013

Chip da PrecisionCore

Chip da PrecisionCore, que tem previsão de chegada ao Brasil em 2014

A PrecisionCore, nova tecnologia de cabeças de impressão da Epson, vai chegar ao Brasil em 2014. A peça tem formato compacto e modular, o que possibilitou o desenvolvimento da SureColor F2000, impressora digital com estrutura fixa de cabeças em linha (linehead) totalmente voltada para o mercado têxtil. Com as novidades, a Epson Brasil espera crescer 30% no setor em 2014.

"Com a PrecisionCore, criamos sistemas de impressão de alto desempenho e sob medida para novos segmentos", declarou Paulo Ferraz, presidente da Epson Brasil. "A nova cabeça está entre as mais rápidas do mundo, dispara gotas de tamanho variável e tem controle de ponto mais preciso, garantindo excelentes resultados de impressão."

Para Simone de Camargo, diretora de marketing da Epson Brasil, a PrecisionCore pode ser aplicada em vários segmentos: "Estamos lançando uma nova geração de tecnologia de impressão em tecidos e rótulos e etiquetas. Mas ela poderá ser estendida a toda linha de produtos, inclusive de impressão doméstica".

As cabeças de impressão Epson

Em 1990, a Epson revolucionou o mercado de impressão ao lançar cabeças piezoelétricas. Em 2007, a fabricante introduziu a tecnologia MicroPiezo TFP (Thin Film Piezo), que aumentou a resolução e a velocidade das impressoras a jato de tinta.

PrecisionCore: nova geração de cabeças de impressão da Epson

PrecisionCore: nova geração de cabeças de impressão da Epson

Em 2013, a Epson apresentou uma nova geração de tecnologia de impressão, a PrecisionCore. Resultado de um investimento de 300 milhões de dólares e 10 anos de pesquisa, a novidade possui componentes com precisão micrométrica. Esses dispositivos dobram a potência de saída de tinta da peça.

Fonte: Epson Brasil