Drupa prepara nova edição de relatório de tendências globais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/04/2018
Documento será lançado no fim de abril de 2018

Documento será lançado no fim de abril de 2018

A organizadora da Drupa, maior feira de impressão do mundo, lançará no fim de abril a quinta edição de seu relatório de tendências globais. A pesquisa, feita pelas consultorias Printfuture (da Grã-Bretanha) e Wissler & Partner (da Suíça), levou em conta dados de mais de 700 gráficas e quase 250 fornecedores internacionais.

O relatório completo em inglês poderá ser adquirido por meio do link www.drupa.com. O resumo grátis da pesquisa estará disponível em alemão, francês, português, espanhol, russo e chinês.

Sabine Geldermann, diretora da Drupa, declarou: “O relatório indica que a indústria de impressão está otimista. Após a recessão global de 2008, as gráficas e fornecedores estão aproveitando ao máximo a lenta, mas clara, recuperação econômica. Eles têm desenvolvido novos modelos de negócios e tecnologias inovadoras”.

Outro ponto levantado pelo documento é a transição da impressão analógica para a digital. Embora lenta no contexto geral, a mudança foi amplamente adotada entre as gráficas funcionais, como birôs de comunicação visual. E algumas gráficas de embalagens relatam vendas significativas de materiais estampados digitalmente.

A pesquisa mostra também que os planos de investimento para 2018 variam de acordo com o segmento. A flexografia é a opção mais popular entre as empresas do ramo de embalagens. Na impressão comercial, a tecnologia toner digital lidera, seguida de perto pela offset e pela inkjet de grande formato.

Fonte: Drupa



AEG entra para o mercado de grandes formatos com impressora Voyager Pro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/05/2014

Voyager Pro estreou na feira Sign & Digital 2014, realizada no Reino Unido

Voyager Pro estreou na feira Sign & Digital 2014, realizada no Reino Unido

A AEG, fornecedora alemã de tecnologia, lançou no mercado europeu a Voyager Pro, impressora UV de grande formato que emprega tinta metálica.

Com sistema de alimentação híbrido de substratos, o equipamento é indicado para birôs de sinalização e gráficas que elaboram protótipos e impressos com cores especiais.

Segundo a empresa, a paleta CMYK pode ser aumentada com a adição de tintas light cyan e light magenta, além de opcionais como branco e metálico. A fabricante frisa que também é possível integrar cores como laranja, verde, violeta e vermelho.

Disponível em duas larguras de impressão (2m e 3,2m), a impressora trabalha com mídias rígidas de até 5cm de espessura, na velocidade máxima de 70m2/h. Além disso, o equipamento emprega cabeças Xaar 1002, que disparam gotas com volumes variáveis (de até 18 picolitros).

Keith Pratt, diretor da Atlantic Tech Services, revendedora da AEG, declarou: "A impressora UV da AEG oferece muita versatilidade em função das opções de tinta. É uma máquina interessante tanto para quem está começando no mercado quanto para quem quer aumentar seu parque gráfico com uma impressora que emprega cores especiais".

Fonte: Large Format Review



Sinalização digital: BMW monta janela para o futuro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/12/2012

Entre a Rua 42 e a Sexta Avenida, em frente ao Bryant Park, na cidade de Nova York (EUA), a BMW montou uma janela inteligente, que "refletia" o futuro dos carros que passavam em frente a ela.

A "BMW i Window Into The Near Future" (algo como "A janela BMW do Futuro Próximo") transformava digitalmente os veículos que passavam pela rua em carros-conceito BMW i3 (elétrico) e BMW i8 (híbrido).

Chamando a atenção até mesmo dos incautos, a sinalização digital usou películas adesivas e vários dispositivos de alta tecnologia: três câmeras, um aplicativo de rastreamento de carros, aparelhos para detecção de movimento e projeções de 80.000 lumens.

A janela também contava e mostrava a quantidade de carros que passavam. Em uma semana, 248.368 veículos foram transformados digitalmente.

O objetivo da ação foi apresentar a visão da fabricante alemã sobre o futuro sustentável da mobilidade. No vídeo da campanha (ver abaixo), a BMW mostra que, se todos os carros que passaram pela janela fossem realmente os veículos-modelo  (e elétricos), seriam economizados 493.507.216 dólares de gasolina, e haveria a redução de 1.324.919 toneladas de CO2 por ano.

Fonte: Digital Signage Today. Texto: InfoSign