Dicas para produção de sublimação por calandra

Por João Leodonio em 04/03/2018
Calandra pode aumentar a produtividade, desde que bem utilizada

Calandra pode aumentar a produtividade, desde que bem utilizada

A sublimação por calandra é o processo de transferência de imagens realizada por equipamentos cilíndricos que produzem de forma ininterrupta. Pode ser direta ou realizada por meio de rolos de papel impresso.

Há duas formas de estampagem na sublimação por calandra: imagem localizada ou imagem corrida cobrindo toda a área do papel (posterior do tecido). Nos dois casos, pode-se utilizar o rolo de tecido ou o tecido já cortado.

A sublimação por calandra é uma excelente opção para quem quer sublimar tecidos em rolos e estampas corridas exclusivas, pois trata-se de um processo que oferece velocidade de produção rápida. É também uma boa opção para estampas localizadas e com o corte já feito. Antes de adquirir uma calandra, recomenda-se analisar a relação custo x benefício e compará-la com o processo folha a folha de prensa plana.

Cuidado: papéis e tecidos já cortados podem enrugar durante o processamento na calandra

Limites de largura

As larguras são estipuladas de acordo com o tecido e a estampa (dimensionada com a produção). As mais comuns são 1,20m; 1,50m; 1,60m e 1,80m, mas há exceções.

Tipo de tecido

Quanto à composição do tecido, o ideal é 100% poliéster ou composto com outro tipo de fio com alta quantidade de poliéster. O tecido tubolar não pode ser utilizado em função de seu tipo de fabricação.

Problemas

Papéis ou tecidos já cortados podem enrugar no processo e causar problemas de estrias. Eles também podem sair do lugar, e a estampa será transferida erroneamente. Portanto, é prudente evitar passar na calandra papel e tecido já cortados.

Quando se utiliza rolo de tecido e papel impresso, um dos problemas mais comuns é a falta de tensão por igual nos lados da calandra. Neste caso, a habilidade do operador faz toda a diferença. Além do acerto inicial, é preciso atentar-se durante todo o processo, para evitar que não aconteçam falhas na sublimação.

Quando o serviço colocado em máquina não está no rolo ou as imagens estão para fora do tecido (sangria), a manta de apoio da calandra pode manchar. O ideal é passar, entre o tecido e a manta, um papel kraft de 100g/m2, para ele absorver o excesso de tinta e proteger a manta.

Regule corretamente as varáives do processo, para evitar falhas e retrabalhos

Temperatura e velocidade

São as variáveis que limitam o processo e o tipo de tecido utilizado. Para sublimar alguns tipos de tecido, é preciso mudar as regulagens de temperatura e velocidade porque elas podem alterar a estrutura do fio.

Com a necessidade de maior produtividade, algumas empresas aumentam a velocidade da passada. Porém, se ela for superior ao mínimo para um serviço de qualidade, poderá acontecer falhas causadas pela pouca transferência e pouca exposição, como manchas mais claras. O ideal de velocidade é de 1 a 3 m/min.

Quanto à temperatura, a média é de 200ºC. O ideal é variar entre 195ºC e 220ºC. O recomendado é ajustar essa variável de acordo com o tipo de tecido, pois há materiais que não suportam temperaturas muito altas. Porém, deve-se observar a qualidade do serviço em temperaturas mais baixas.

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático 

 



Febratex chega à 16ª edição em 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/01/2018
Além de dezenas de expositores, a feira contará com eventos paralelos

Além de dezenas de expositores, a feira contará com eventos paralelos

Entre os dias 21 e 24 de agosto de 2018, a Febratex (Feira Brasileira para a Indústria Têxtil) será realizada no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC). Segundo a organização, a FCEM, o evento reunirá expositores nacionais e internacionais que apresentarão lançamentos e informações sobre moda, tendências e tecnologias de corte e costura, estamparia, fiação primária e secundária, tinturaria, enfesto, corte automático, entre outras atrações.

Na edição de 2016, a feira contou com as principais indústrias nacionais e expositores de cerca de 60 países, totalizando 2,4 mil marcas.

Hélvio Roberto Pompeo Madeira, diretor-presidente do FCEM | Febratex Group, declarou: “AFebratex, além de ser a feira mais tradicional do setor, é sempre um divisor de águas para a indústria têxtil nacional, pelo volume de lançamentos e pela inovação que proporciona para a cadeia produtiva têxtil. Mesmo em momentos difíceis, o evento surpreende positivamente com muitos negócios fechados durante a feira e negociações em andamento para o pós-feira”.

Atrações paralelas

Além da exposição, os visitantes da feira poderão acompanhar duas ações paralelas: o Fórum Febratex de Informação e a Febratex Week Tour.

O Fórum Febratex de Informação foi planejado para receber as ações dos expositores da Febratex 2018. O ambiente é ideal para realizar palestras comerciais e workshops, com o objetivo de ampliar a presença das empresas no evento e proporcionar suporte para soluções que os clientes buscam.

A Febratex Week Tour é um evento institucional do FCEM|Febratex realizado nas feiras de negócios do grupo, com o objetivo de ser uma plataforma de atualização profissional para expositores, compradores e visitantes dos eventos. O espaço contará com uma grade de atrações que serão direcionadas pelas principais entidades do setor, universidades e profissionais de moda. Uma das atrações já confirmadas na programação da Febratex Week Tour é o Seminário Tecnológico que será organizado pela ABTT (Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda), no dia 22 de agosto de 2018.

Fonte: Febratex



Imprimax será uma das atrações da Fespa Brasil 2019

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/12/2018
Estande da fabricante mostrará novidades e terá atividades de envelopamento

Estande da fabricante mostrará novidades e terá atividades de envelopamento

Quem visitar a Fespa Brasil 2019, feira que ocorrerá entre os dias 20 e 23 de março, no Expo Center Norte, São Paulo, terá a grata oportunidade de conhecer lançamentos de produtos da Imprimax, fabricante nacional de vinis adesivos. Além das novidades, o visitante poderá ver de perto o trabalho de profissionais envelopando carros e objetos decorativos.

Em seu estande de 112m², a Imprimax promete apresentar novas mídias para comunicação visual, decoração (tendências para os próximos anos) e envelopamento de veículos.

Além apresentar lançamentos e exibir seu vasto portfólio de vinis, a fabricante promoverá as classificatórias da Decor Wrapping Brazil, competição de decoração adesiva de ambientes indoor. Além de prêmios, o vencedor da etapa, com melhor tempo e pontuação, garante uma vaga para o campeonato, que ocorre em julho de 2019.

A Imprimax também promoverá diversas sessões de envelopamento ao vivo de um carro. Materiais da linha Gold Tuning 2019 serão usadas nas demonstrações.

Fonte: Imprimax