Curitiba recebe primeira etapa do Fespa Brasil Fórum 2016

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/10/2016
Evento gratuito ocorrerá no dia 26 de outubro

Evento gratuito ocorrerá no dia 26 de outubro

Curitiba será a primeira cidade a receber o Fespa Brasil Fórum 2016. O evento gratuito, que ocorrerá no dia 26 de outubro e é organizado pela APS Feiras, contará com palestrantes que debaterão o mercado de impressão digital e comunicação visual. Sediado no Auditório do Sigep (rua Augusto Severo, 1050), o fórum ocorrerá pela manhã e o interessado deve se inscrever pelo site da empresa.

Alexandre Keese, diretor da Fespa no Brasil, ministrará, às 9h, a palestra “Soluções integradas são tendência do mercado de impressão”. O executivo apresentará uma análise dos estudos mais importantes do mercado mundial sobre impressão e traçará uma linha entre o presente e o futuro do mercado.

Já Luciana Andrade, especialista em impressão digital de grandes formatos, abordará, às 11h, o tema “A Comunicação Visual e o Mercado Novo”. A palestrante apresentará as transformações do cenário brasileiro e as estratégias assertivas de quem está tendo sucesso.

O Fespa Brasil Fórum faz parte da proposta “Lucro por um Propósito”, que consiste no compromisso da instituição em reinvestir na indústria de impressão digital ao compartilhar conhecimento para os profissionais.

A etapa de Curitiba do fórum tem patrocínio de empresas como Mimaki, Roland, Convertech, Aplike, Caldera e SAi.

Belo Horizonte receberá o evento no dia 9 de novembro, no Senai Cecoteg (rua Santo Agostinho, 1717). A última etapa será no Rio de Janeiro no dia 22 de novembro, no Senai Maracanã (rua São Francisco Xavier, 417).

Fonte: Fespa Brasil



Mimaki lançará impressoras ecossolvente JV300-130/160 na Fespa 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 15/05/2014

Mimaki JV300 pode trabalhar com alta velocidade de impressão

Mimaki JV300 pode trabalhar com alta velocidade de impressão

Na Fespa 2014, que acontece de 20 a 23 de maio, em Munique (Alemanha), a Mimaki apresentará uma nova linha de impressoras, a JV300-130/160. Trata-se de uma série composta por equipamentos com 1,3m ou 1,6m de largura de impressão e que podem trabalhar na velocidade máxima de 105m2/h.

De acordo com a empresa, as impressoras Mimaki JV300 empregam cabeças que imprimem tanto tinta sublimática quando ecossolvente.

Além do CMYK, as máquinas incluem tintas como o light cyan, light magenta ou branco. O usuário também pode adicionar o novo cartucho light black, que melhora principalmente a reprodução de áreas de cinza.

Para sublimação, as máquinas podem rodar com tintas SB53 e imprimir tecidos de poliéster, para vestuário, uniformes, roupas de banho e sinalização.

Para impressão ecossolvente, as máquinas rodam com o conjunto de tintas SS21, que inclui a laranja e permite que o usuário reproduza uma grande gama de tons da cartela Pantone.

Mike Horsten, gerente geral da Mimaki Europa, declarou: "Essas impressoras são extremamente flexíveis, pois podem usar tinta ecossolvente ou sublimática. Isso torna o retorno do investimento mais rápido e fácil".

Fonte: Large Format Review



Avery começa a produzir películas com liner de PET reciclado

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/08/2018
Material é introduzido nos mercados europeus

Material é introduzido nos mercados europeus

A Avery Dennison, fabricante de películas adesivas, passou a comercializar na Europa materiais com liner feito de PET reciclado (rPET), que usa resíduos de pós-consumo cuidadosamente selecionados.

Como a disponibilidade do liner de rPET é atualmente limitada, a oferta inicial do produto será pequena. No entanto, em breve, a empresa aumentará a produção do material, que poderá ser uma opção para todas as películas do portfólio da marca.

Jasper Zonnenberg, diretor global de filmes da Avery Dennison, declarou: “Estabelecemos oito metas ambiciosas de sustentabilidade, que estamos comprometidos a alcançar até 2025. Estamos focados na redução de desperdícios, não apenas em nossas operações, mas também em toda a cadeia. Estamos determinados a ser pioneiros no setor. Temos o prazer de introduzir em nosso portfólio o liner de rPET, que é mais fácil de reciclar e é feito de materiais reciclados”.

O executivo também explicou que há uma nova demanda por materiais com liner de PET, que oferece robustez e resistência. O rPET é uma evolução desse material, por aliar a performance de produtividade com a sustentabilidade.

Fonte: Avery Dennison