Confira todas as atrações paralelas da Expoprint 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/02/2018
Sublimação, envelopamento e impressão digital são alguns dos temas abordados nos eventos

Sublimação, envelopamento e impressão digital são alguns dos temas abordados nos eventos

A organização da ExpoPrint 2018, feira de impressão que ocorrerá entre os dias 20 e 24 de março, divulgou a programação completa de eventos paralelos à exposição. Além do Cambea e da Ilha da Sublimação (mais detalhes abaixo), o visitante poderá participar gratuitamente de palestras no auditório no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo. Para isso, é necessário apenas fazer a inscrição pelo site.

Congresso de Impressão Digital

Contará com palestras sobre gestão, tecnologias disruptivas e empreendedorismo, indicadas para gestores que pretendem otimizar seus negócios e debater assuntos fundamentais para se destacar no mercado. Confira a programação.

Digital Textile Conference

Dedicada à impressão digital têxtil, apresenta no terceiro dia de ExpoPrint (22 de março) um panorama do segmento, com tendências, conceitos, produtos e novas ideias. O Digital Textile Conference tem patrocínio da Global Química & Moda. Confira a programação.

Ilha da Sublimação

A Ilha da Sublimação é uma parceria entre a ExpoPrint, Fespa Brasil e ComunidadeWEB, que traz em um mesmo espaço Showroom, Palestra e Workshop. No Showroom, será apresentada uma infinidade de produtos feitos com a sublimação, que se caracteriza por suas infinitas possibilidades. As palestras ocorrerão dentro da Ilha, com profissionais passando dicas e ensinando técnicas eficientes. Por fim, encerrando cada dia, acontece o Workshop: será o momento de conferir na prática como a tecnologia funciona e como se aproveitar dela. Confira a programação.

Cambea 8

O vencedor do Cambea Pro, campeonato de envelopamento automotivo, terá a oportunidade de disputar o World Wrap Masters Series, que em 2018 ocorre em Berlim, na Alemanha. O Cambea, que ocorre em todos os dias da ExpoPrint, é o momento que os aplicadores podem se reunir e festejar. O Cambea tem realização da Alltak.

Flexo Talk & Show Special Edition

Na sexta-feira (23 de março), profissionais renomados de importantes fornecedoras de flexografia debaterão sobre os avanços da tecnologia. Confira a programação.

Gráfica 4.0 - Senai

O Núcleo Gráfico do Senai e a ExpoPrint são parceiros na ação de promover o aprendizado na indústria gráfica. No sábado da ExpoPrint (24 de março), o auditório do Expo Center Norte contará com um dia de palestras programadas pelo Senai sobre os mais recentes conceitos de impressão e Indústria 4.0. Confira a programação.

Fonte: Expoprint



Ferramenta on-line oferecida pela Roland DG atualiza dezenas de técnicos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/11/2016
Cerca de 60% dos técnicos de manutenção usaram a plataforma

Cerca de 60% dos técnicos de manutenção usaram a plataforma

Desde julho de 2016, os técnicos de manutenção da rede autorizada da Roland DG Brasil podem se atualizar, sem custo, pela Roland DG Academy, plataforma on-line pela qual são ministrados treinamentos específicos sobre os equipamentos da fabricante. A empresa também disponibiliza treinamentos presenciais na unidade de Cotia-SP.

As aulas estão disponíveis em português para que o técnico possa explorar todo o potencial das máquinas e softwares. Os cursos e as respectivas avaliações permitem que a Roland DG faça uma análise constante do processo de treinamento e propicie ao técnico uma qualificação contínua. Como consequência, o cliente poderá contar com tempos de reparos mais breves e melhor atendimento.

Segundo Alan Pepe, gerente de assistência da Roland DG, cerca de 60% dos técnicos já utilizaram a plataforma e a expectativa é que no ano de 2017 mais de 80% deles façam os cursos. Hoje são 49 ATAs (Assistências Técnicas Autorizadas) espalhadas pelo Brasil e cerca de 96 técnicos.

Para a empresa, a educação corporativa é uma estrutura de processos organizacionais que permitem a criação e sistematização de uma cultura de aprendizagem constante, com a utilização de inúmeras ferramentas teóricas e práticas para promover o aprendizado.

Anderson Clayton, gerente de marketing da Roland DG do Brasil, declarou: “A Roland vai além de apenas treinar os técnicos para que eles adquiram mais qualificação. Buscamos desenvolver nesses profissionais uma maneira totalmente nova de pensar e agir, para que eles estejam permanentemente aptos a desempenharem suas funções e se adaptarem, ou melhor, ainda, se anteciparem às mudanças e à dinâmica do mercado e dos negócios”.

Fonte: Roland DG



Substratos não tecidos usados para sublimação

Por João Leodonio em 10/04/2018
Com o processo sublimático, é possível estampar dezenas de mídias e objetos

Com o processo sublimático, é possível estampar dezenas de mídias e objetos

Além dos tecidos com poliéster, é possível sublimar muitos outros tipos de substratos, desde que sejam resistentes a temperaturas superiores a 200ºC. Outra característica fundamental dessas mídias é que elas apresentam uma camada superficial de resina à base de poliéster, cuja função é fixar a sublimação. Portanto, o substrato não é sublimado, mas sim a resina aplicada na superfície dele.

Além de substratos planos, o processo sublimático permite estampar materiais e objetos curvos e com formatos diversos, como canecas, copos, porta-retratos, relógios, chaveiros, squeezes, tapetes, placas, descansos de panelas, caixas de presente, quebra-cabeças, entre outros.

A despeito do surgimento contínuo de novos substratos passíveis de receber a sublimação, os materiais mais comumente utilizados no mercado são: cerâmica, metais, madeiras, pedras, EVA, borracha, vidros, cartões, PVC e alguns polímeros.

Cuidados

- Antes de sublimar, limpe os substratos com produtos indicados pelo fabricante. Elimine qualquer tipo de impureza oriunda do manuseio e da aplicação de resina;

- Obedeça o tempo e a temperatura indicados pelos fabricantes. Essa relação varia de acordo com o tipo de substrato;

- Faça uma inspeção visual no ato da compra do produto para detectar possíveis falhas provocadas na aplicação da resina;

- Para sublimar em prensas planas, recomenda-se o uso de um gabarito de altura para cada substrato. Há materiais, como azulejos e vidros, que são muito sensíveis à pressão da prensa. Com os gabaritos, é preciso fazer apenas o ajuste fino, o que evitará perdas desnecessárias;

- Para todos os casos, indica-se o uso de fita adesiva térmica específica para a fixação do papel ao substrato. Não utilizar outros adesivos, pois corre-se o risco de manchar o produto.

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático