Comunicação visual da Samsung reproduziu imagem de Deus

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/11/2012

Comunicação visual de grande formato reproduziu a famosa obra do pintor Michelangelo

Foi em Auckland, Nova Zelândia. O birô Osmand Signs, que desde 1954 trabalha com comunicação visual e envelopamento de carros, recebeu um pedido inusitado da Samsung. A fabricante de aparelhos eletrônicos solicitou a reprodução (no formato: 6 x 13,5m) da famosa obra "Criação de Adão", pintada por Michelangelo, para que fosse instalada no centro comercial da cidade — uma espécie de adesivo de parede tamanho família.

Não obstante a dificuldade em reproduzir a obra de arte, a Samsung impôs mais um desafio ao birô: dar a impressão de que a imagem havia sido pintada diretamente no muro (de tijolos). Pois a Osmand conseguiu o feito.

A imagem foi reproduzida com uma impressora HP látex. O vinil utilizado foi o Arlon 6000XRP, com laminação fosca. O acabamento da peça levou tinta acrílica lavável.

Uma das dificuldades do serviço foi reproduzir a imagem de tal maneira que ela parecesse ter sido pintada diretamente na parede de tijolos

Michelangelo levou quarto anos para concluir a obra-prima, pintada na Capela Sistina. A Osmand, no entanto, imprimiu a "Criação de Adão" em apenas oito horas. A instalação ocorreu no dia seguinte ao da reprodução da imagem. "Poderíamos ter impresso e instalada no mesmo dia, mas não sabíamos ao certo quanto tempo levaria para estampar todos os adesivos", disse Keith Ellis, um dos diretores da empresa, que acompanhou de perto o trabalho.

A comunicação visual foi tão bem-sucedida que o dono do prédio achou melhor manter a adesivação, mesmo depois do término da campanha. Isso porque a "reprodução de Deus" enalteceu e valorizou o edifício, que fica localizado numa região bastante movimentada da cidade.

Fonte:  HP. Texto: InfoSign



HP lança série de impressoras e máquinas de corte

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/05/2017
Série HP Latex 300 Print and Cut agiliza o fluxo de produção de peças de sinalização

Série HP Latex 300 Print and Cut agiliza o fluxo de produção de peças de sinalização

A fabricante HP anunciou no mercado internacional a HP Latex 300 Print and Cut, série de impressoras látex de grande formato com dispositivo de corte.

Desenvolvida para birôs e gráficas digitais, a linha é composta pelos modelos HP Latex 315 e HP Latex 335, indicados para a produção de peças de sinalização em pisos e janelas, etiquetas e vestuário customizado.

Os equipamentos foram projetados para trabalhar com a HP Signage Suite, solução de software baseada em nuvem que interage com operações web-to-print, o que possibilita receber pedidos 24/7.

Xavier Garcia, gerente da divisão de grandes formatos da HP, declarou: “Esta nova série reduz o custo total e melhora o fluxo de trabalho, e possibilita que as tintas látex substituam a tecnologia solvente em aplicações internas e externas”.

A HP também anunciou uma ampla oferta de mídias para impressoras de látex. Trata-se de uma nova série de tecidos para sinalização que pode receber impressão sem a necessidade pós-tratamentos. As mídias estão em conformidade com a norma ISO 105-X 12 e, segundo a empresa, possibilitam aplicações inovadoras e benefícios ambientais.

Fonte: HP



InfoTrends lança estudo sobre o mercado de estamparia digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/01/2013

Infotrends faz estudo sobre estamparia digital

A InfoTrends, empresa de consultoria para a indústria de impressão, concluiu um novo estudo voltado ao segmento de estamparia digital. Chamado "Transforming Textile Printing" (Transformando a Impressão Têxtil), a análise explora questões sobre demanda e tendências, além de enfatizar as características das empresas envolvidas na cadeia produtiva desse mercado.

Segundo o estudo, o potencial da impressão digital no mercado têxtil é bastante promissor. Isso se deve à introdução de equipamentos de altíssima velocidade e que também permitem trabalhar com diversos tipos de tintas.

A indústria têxtil global está avaliada em aproximadamente um trilhão de dólares. Desse todo, o InfoTrends estima que a parcela que utilizada a estamparia digital (para vestuário, decoração e produtos industriais) é de 10,3 bilhões (em 2012), ou menos que 1,5% de todo o mercado têxtil.

Apesar do segmento de estamparia digital ainda ser pequeno — se comparado com a indústria têxtil como um todo —, ele vem crescendo expressivamente e, de acordo com o InfoTrends, as receitas de vendas de tintas e equipamentos voltados para esta finalidade deve ter um crescimento anual de cerca de 30%.

Segundo a consultoria, as principais tendências que estão impulsionando este crescimento incluem a tecnologia de impressão de alta qualidade, a disponibilidade de soluções com preços mais baixos (que permite a entrada de novas empresas no mercado) e sistema aberto de cabeças de jato impressão, que permite o uso de tintas de vários fornecedores diferentes.

O estudo cobre os seguintes itens:

  • Fornecedores de sistemas de impressão digital e fabricantes de cabeças de impressão;
  • Fornecedores de tintas digitais e os tipos de tintas;
  • As fibras e os tecidos utilizados na impressão têxtil;
  • Sustentabilidade na impressão digital têxtil.

O estudo é baseado em entrevistas com empresas de toda a cadeia produtiva da estamparia digital. Ao todo, o InfoTrends realizou 67 entrevistas com empresas na China, Índia, Estados Unidos e Itália.

O documento, porém, custa 16,995.00 dólares. O interessado pode acessar mais informações na página especialmente criada para o estudo.

Fonte: InfoTrends. Texto: InfoSign