Como resolver problemas na sublimação – Parte 2: Impressão

Por João Leodonio em 17/11/2017
Saiba o que fazer para evitar e corrigir falhas encontradas na impressão offset e por sublimação digital

Saiba o que fazer para evitar e corrigir falhas encontradas na impressão offset e por sublimação digital

Além de conhecer e sanar eventuais problemas na pré-impressão e na prensagem, saiba como evitar falhas na impressão digital ou offset na produção de estampas sublimadas.

Problema: impressora digital inadequada

Muitas empresas compram impressoras adaptadas. Fazem isso para tentar reduzir seus investimentos ao adquirir um equipamento mais barato. Porém, os prejuízos gerados acabam superando a economia feita no investimento. Existem muitos fornecedores de impressoras originalmente sublimáticas e que também comercializam insumos para esses equipamentos.

Recomendação: prefira marcas conhecidas e pesquise muito antes da compra. Analise várias empresas e orçamentos. Deve-se consultar quem já utiliza equipamentos similares, além de coletar muitas opiniões antes de adquirir uma impressora sublimática. Na hora de investir, deve ser analisada a melhor relação custo x benefício. Se a empresa não tiver competência para essa análise, a recomendação é que ela contrate uma consultoria, ou de revendas ou de consultores independentes.

xx

Problemas: qualidade de impressão ruim e entupimento de cabeças, ambos causados por tinta digital ruim

Geralmente, os fabricantes de impressoras fornecem a tinta mais adequada para garantir o desempenho de qualidade e custo de produção e manutenção. No entanto, existem marcas de tintas compatíveis, algumas das quais prometem resultados de impressão ótimos a um custo inferior de produção. Porém, são comuns reclamações sobre os problemas causados por esses insumos, em função dos prejuízos gerados pela má qualidade de impressão e entupimento das cabeças de impressão.

Recomendação: utilizar tintas indicadas pelo fabricante da impressora. Muitas empresas oferecem a extensão do tempo da garantia do equipamento quando o cliente usa tintas originais. Caso opte por tintas compatíveis, recomenda-se realizar testes de produção e desempenho, para comprovar a qualidade dos insumos.

xx

Problemas: papel enruga e transferência inadequada

Na impressão digital, o ideal é utilizar papel revestido (resinado) e com gramatura adequada para cada tipo de produção. O papel resinado permite que a tinta ancore em sua superfície, o que gera economia no gasto do insumo, além de entregar melhores resultados de cor e definição da imagem na prensagem. Com o papel não revestido (offset comum e sulfite, por exemplo), isso não ocorre, porque a tinta ancora na massa mecânica do substrato. Para solucionar esse problema, muitas empresas utilizam um perfil de cor “mais generoso”, que emprega mais tinta, o que leva a desperdício do insumo e compromete as áreas de mínimas da imagem.

Recomendação: usar papel revestido e realizar testes de gramatura antes da compra. A gramatura ideal vai depender da carga de tinta e do tipo de prensagem (na calandra ou na prensa plana). Papéis com gramaturas muito baixas enrugam com cargas de tinta alta e podem gerar problemas de tração na calandra ou enrolar quando trabalhados em prensas planas. Papéis de gramatura muito altas e impressões com baixa quantidade de tinta poderão gerar manchas por conta da dureza do papel e por má acomodação na prensa.

xx

Problemas na produção sublimática causados na impressão offset

As falhas de impressão offset são, geralmente, causados pela falta de manutenção dos equipamentos e pelo desconhecimento dos operadores do processo. Entre os problemas mais comuns, estão as marcas de rolaria que formam uma espécie de degradê na imagem. Isso tem origem na falta de manutenção da rolaria das impressoras. Rolo gasto ou mal regulado ajuda a causar falhas. Outro caso bem comum é a falta de registro, causada por falta de habilidade do operador. No caso da manutenção, os pinos onde as chapas são encaixadas devem estar perfeitos, pois qualquer desgaste ajuda no erro de registro. Tome muito cuidado com os respingos (voagem da tinta no papel). Na maioria das vezes, essas falhas são sentidas, apenas, no momento da prensagem. Basicamente, os respingos acontecem quando a impressora roda em velocidade muito alta.

Recomendação: realizar manutenções periódicas dos equipamentos, utilizar tinta de qualidade reconhecida e utilizar o mesmo código de cor para a cromia inteira.

 

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático

 



Matan lança impressora UV Matan Quantum

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/10/2014

Matan Quantum será apresentada na feira SGIA 2014

Matan Quantum será apresentada na feira SGIA 2014

A Matan, fabricante de impressoras digitais, lançará a Matan Quantum na feira SGIA 2014, que acontece de 22 a 24 de outubro, em Las Vegas, EUA.

A máquina vem equipada com cabeças de impressão que disparam gotas de tinta com volumes variados, de 7, 14 e 21 picolitros, que permitem reprodução de imagens com resolução de até 1200dpi.

A Matan disponibilizará também sistemas opcionais de alimentação de substratos, como o Jumbo Roll Media Handling, usado para suportar rolos de mídias com 750kg. Esse dispositivo inclui carregador e coletor motorizados, ambos equipados com cilindros dançarinos que permitem produções contínuas.

Outra característica inovadora é o ID Backprint, um dispositivo que registra informações dos arquivos digitais na própria mídia impressa, para facilitar a identificação dos trabalhos e evitar erros de acabamento, transporte e instalação. Outro opcional para a máquina é a mesa com sistema de vácuo para suporte de mídias rígidas. O dispositivo apresenta formato de 1,50m x 3,05m ou de 2m x 3m.

Fonte: My Print Resource



EFI atualiza softwares de impressão de grandes formatos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/05/2018
Fabricante anunciou novas versões do Fiery XF e Fiery Command WorkStation

Fabricante anunciou novas versões do Fiery XF e Fiery Command WorkStation

A fabricante EFI apresentou novas versões de duas soluções para impressão de grandes formatos: a Fiery XF e a Fiery Command WorkStation.

Segundo a empresa, o Fiery Command WorkStation possui interface especial para gerenciamento, layout e edição de trabalhos de impressão digital. Com ele, é possível gerenciar, ao mesmo tempo, várias impressoras em vários os ambientes.

Já no Fiery XF 7 é um front end digital que permite velocidades de produção até cinco vezes mais rápidas do que as versões anteriores.

A Medienhaven GmbH, empresa de impressão digital com sede em Bremen, na Alemanha, usou uma versão beta de teste do Fiery XF 7, e colheu os benefícios. Peer Rüdiger, diretor Geral da empresa, declarou. “Com base em nossa experiência, estimamos economizar cerca de 10% no tempo de inatividade, por não precisar usar diferentes aplicativos para administrar diferentes tecnologias de impressoras”.

De acordo com um estudo da Keypoint Intelligence, consultoria norte-americana especializada na indústria de imagem digital, o volume das impressões de grandes formatos está aumentando, e muitos empresários do segmento planejam comprar uma nova impressora de grande formato nos próximos dois anos.

Fonte: EFI