Como remover vinil autoadesivo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/04/2017
Confira neste guia básico como executar a retirada de películas adesivas de veículos

Confira neste guia básico como executar a retirada de películas adesivas de veículos

A remoção das películas autoadesivas tende a ser simples. No entanto, é importante levar em conta alguns procedimentos, como, por exemplo, começar a retirada dos vinis pelos cantos, sempre puxando com cuidado, aos poucos e próximo à superfície.

Os resíduos de adesivo (cola) podem ser removidos com um pano embebido em álcool isopropílico (encontrado em farmácias) ou removedor de adesivos.

Observe nas fotos a seguir como devem ser retiradas as películas adesivas (da linha Gold Tuning, da Imprimax) de diferentes de partes do veículo.

Fonte: Imprimax



Akad passa a vender impressoras digitais para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/12/2012

A família de equipamentos Novajet cresceu. Comercializada pela Akad, fornecedora de máquinas e insumos para comunicação visual, a linha de impressoras digitais recebeu o incremento dos seguintes modelos: 1602S (com 1,54m de largura de impressão), 2202S (2,14m) e 3302S (3,2m). As três máquinas são do tipo "flex", podendo trabalhar com tinta ecossolvente ou com insumos para sublimação (dependendo da escolha e demanda do próprio usuário).

Empregando cabeças de impressão Epson Micro PiezoTM DX5, as impressoras produzem em velocidade máxima de 42m²/h (na resolução 720x1080dpi, com três passadas) e podem imprimir na resolução máxima de 1400dpi. As Novajet também possuem sistema de alimentação rolo a rolo (com take up).

impressora para sublimação

As novidades da Akad podem trabalhar com tintas ecossolvente e sublimática

Para quem escolher usar as novidades para sublimação, a Akad indica trabalhar com tecido com, no mínimo, 50% de poliéster em sua composição. Existe também a possibilidade de imprimir materiais como plástico, madeira, vidro e etiquetas (desde que estejam devidamente tratados).

Com as Novajet sublimáticas, a marca amplia sua gama de aplicações para atender empresas de setores como os da estamparia digital, roupas esportivas e abadas, por exemplo.

No processo de sublimação, a impressora reproduz as imagens em um papel transfer, que posteriormente é colocado em contato com o material (tecido, por exemplo) a ser estampado. Juntos, eles são aquecidos por uma prensa ou calandra e, em função da alta temperatura, a tinta sublima e fica impregnada no substrato.

Fonte: Akad. Texto: InfoSign



Durst apresenta nova geração de impressoras inkjet para papelão ondulado

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/06/2017
Durst Delta WT 250 estampa, em alta produtividade, embalagens e displays

Durst Delta WT 250 estampa, em alta produtividade, embalagens e displays

A fabricante Durst anunciou o Delta WT 250, equipamento inkjet que representa a nova geração de impressoras que incorporam tecnologia à base d’água.

Indicada para impressão em papelão ondulado para embalagens e displays, a Delta WT 250 estampa com tinta sem odor e qualidade similar aos sistemas convencionais (flexográfico e offset).

De acordo com a empresa, as tintas originais, Durst WT, cumprem os mais rigorosos regulamentos de saúde e segurança.

Indicada para produção industrial, a impressora emprega cabeças Durst Quadro Array (com sistema de recirculação de tinta e oferece vários níveis de automação.

Fonte: Durst