Como escolher prensa térmica para sublimação

Por João Leodonio em 22/12/2017
Plana, cilíndrica e cônica: saiba qual é a mais adequada para o seu negócio

Plana, cilíndrica e cônica: saiba qual é a mais adequada para o seu negócio

Na hora de adquirir uma prensa para sublimação, pergunte-se: em qual mercado vou atuar e quais formatos e quantidades quero atender? Com base nas respostas, será muito mais fácil pensar no tipo de prensa mais adequado para o seu negócio.

A mídia (televisão e redes sociais) vende muitas “soluções mágicas” para ganhar dinheiro com prensa térmica. Mas atente-se a essas propostas. A decepção por um investimento ruim e sem orientação pode ser maior do que a empolgação no momento da compra. Portanto, gastar tempo com pesquisa é melhor que você pode fazer para não frustrar um negócio promissor.

Prensa térmica plana para pequenos formatos

Com formatos que variam entre 23cm x 35cm e 50cm x 70cm, essas prensas podem vir ou não suporte (na maioria sem, e o comprador deverá confeccionar uma bancada ou pé) com uma ou duas bandejas, nas voltagens 110v ou 220v (recomenda-se as de 220v, por serem mais econômicas). Elas podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas.

Recomenda-se adquirir um equipamento que atenda as medidas máximas dos produtos a serem prensados, além de escolher a voltagem mais econômica e preferir as marcas nacionais, por geralmente oferecerem uma assistência técnica mais ágil.

Prensas planas podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas

Prensa térmica plana para formatos grandes (sublimação total)

A partir do formato de 50cm x 70cm, há dezenas de opções de dimensões de prensas planas para grandes formato. Também são encontradas com ou sem suporte, com uma ou duas bandejas (laterais ou sobrepostas), nas voltagens 110v ou 220v. Podem ser manuais, pneumáticas ou elétricas.

Como trata-se de um investimento maior, recomenda-se pesquisar muito e levantar a relação custo x benefício antes de adquirir o equipamento. Indica-se evitar as marcas importadas, por conta da má ou ausência de assistência técnica.

Prensa térmica cilíndrica e cônica

Há uma grande oferta de prensas térmicas cilíndricas com adaptações para sublimar objetos cônicos, geralmente sem suporte e nas voltagens 110v e 220v.

Há muitas ofertas e fabricantes, porém é importante desconfiar. Como nos casos das prensas planas, recomenda-se fugir das prensas importadas por conta da assistência técnica falha ou inexistente. As nacionais são, normalmente, mais caras, porém são vendidas por empresas que oferecem reposição de peças e manutenção muito melhor do que as concorrentes importadas.

Recomenda-se evitar promoções de pacotes (8x1 e 5x1), pois nos kits oferecidos algum dos produtos vão servir apenas para desencalhar o estoque do fornecedor.

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático

 



Drytac lança sistema de aplicação de verniz à base d’água

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/04/2014

EliteCoater aplica verniz em mídias de grande formato

EliteCoater aplica verniz em mídias de grande formato

A Drytac, fabricante de mídias, anunciou o EliteCoater, sistema de aplicação de verniz líquido à base d’água em substratos como canvas e papéis de fine art.

Segundo a empresa, o dispositivo dispensa trabalho manual, garante acabamento uniforme e ressalta as imagens impressas em inkjet. Além disso, é fácil de instalar (sobre uma mesa) e trabalha em velocidade que ultrapassa 2 metros por minuto.

O EliteCoater apresenta bandeja de gotejamento que recolhe o excesso de verniz, e além disso o equipamento pode receber uma barra opcional Mayer, que possibilita ao usuário revestir outros tipos de mídias.

O procedimento de operação é simples: o usuário alimenta as folhas soltas através da cabeça, que distribui uniformemente o revestimento de verniz sobre as folhas impressas.

Nate Goodman, gerente de produto da Drytac, declarou: "O EliteCoater é uma alternativa aos processos manuais e de pulverização. Os pulverizadores podem aplicar verniz em excesso, reduzindo a consistência da impressão".

Fonte: Drytac



Serigrafia em Ação é novidade da Serigrafia Sign 2017

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/02/2017
Em espaço dedicado, haverá demonstração das diferentes etapas do processo serigráfico

Em espaço dedicado, haverá demonstração das diferentes etapas do processo serigráfico

A edição 2017 da feira Serigrafia Sign, que será realizada entre os dias 12 e 15 de julho, no Expo Center Norte, terá o Serigrafia em Ação, espaço dedicado às principais técnicas e aplicações serigráficas. No local, serão realizadas demonstrações em horários pré-determinados pelo professor Moacir Ferreira e pelas equipes técnicas da Gênesis Tintas e da Tucano Equipamentos, que mostrarão na prática as etapas de preparação da arte final e do fotolito, revelação, gravação de matrizes e impressão de diversos efeitos diferenciados em serigrafia têxtil e comunicação visual.

A duração estimada das apresentações é de 50 minutos. A primeira será de policromia simulada com corrosão e supermacio, direcionada ao mercado de moda casual, com impressão em camiseta preta. A segunda será com Hidrocryl Elastic, voltado para o mercado de moda fitness, com impressão em tecido de lycra, suplex ou similar. A terceira será com UV fosforescente, para o mercado de comunicação visual, com impressão em placa de sinalização.

Liliane Bortoluci, diretora da feira, declarou: “A organização está empenhada em levar aos visitantes iniciativas dinâmicas por meio de atividades paralelas que serão apresentadas na feira. O Serigrafia em Ação é uma delas e será um excelente espaço para empresários do setor e novos empreendedores conhecerem as inovações no processo de impressão serigráfica, com conteúdo relevante e troca de informações”.

Fonte: Serigrafia Sign 2017