Como escolher e armazenar papéis para sublimação

Por João Leodonio em 28/11/2017
Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

Em rolos ou folhas, os papéis sublimáticos são essenciais no processo

O mercado oferece muitos tipos de papéis para sublimação, vendidos em folhas ou rolos. Por isso, muitos compradores desses itens fundamentais acabam se confundindo diante de tantas opções e, consequentemente, adquirem materiais inadequados. A seguir, compilamos informações cruciais sobre tipos, gramaturas e armazenamento de papéis sublimáticos. Com o conhecimento delas, o usuário certamente poderá adquirir, utilizar e manipular de forma correta esses artigos básicos da sublimação.

Recomendação importante para todos os casos de papéis listados abaixo: após a impressão e até a prensagem, os materiais devem ser mantidos como antes da impressão, ou seja, sem contato com umidade, poeira e, principalmente, luz.

Papéis sublimáticos para impressão offset (folha a folha)

Para o processo de impressão offset, não há a necessidade de usar papel tratado, que pode ser offset ou jornal. No entanto, a carga de tinta (densidade) tem de ser controlada. Além disso, as pilhas de papel na saída da impressora têm de ser menores, para não ocorrer a transferência de imagem de uma folha para o verso da outra, o que compromete a qualidade da imagem, sobretudo no momento da prensagem.

Gramatura: varia de 54g/m² a 75g/m².

Armazenamento: recomendável manter em local sem umidade, pó e calor excessivo. Conservar os papéis empacotados até o momento da utilização, pois se a umidade relativa do ar estiver muito alta, eles podem ondular, o que dificulta a entrada em máquina. Já a umidade baixa pode provocar estática, que também dificulta a entrada da mídia na impressora. Recomenda-se o controle de temperatura (entre 20ºC e 25ºC) e umidade relativa (entre 45% e 60%).

Modo correto de armazenar papel offset em pacotes

Papéis sublimáticos para impressoras A3 e A4

Nas impressoras “caseiras” são utilizados, normalmente, os formatos A3 e A4. Nesses casos, os papéis sem tratamento não são recomendados, pois a tinta tende a ancorar na massa mecânica da mídia, o que dificulta a pssagem do insumo para o tecido. Para compensar esse problema, muitas empresas aumentam a carga de tinta impressa, o que, consequentemente, onera o processo. Além disso, é importante frisar que a maioria dos perfis de cor disponíveis no mercado não estão preparados para materiais não revestidos. Portanto, o recomendado é usar papéis tratados (resinados) e perfis adequados.

Gramatura: varia de 75g/m² a 125g/m², dependendo de tipo de serviço a ser executado. Muitas fornecedoras oferecem papéis com bom desempenho, e vale testar qual deles entrega a quantidade de tinta adequada para a prensagem correta.

Armazenamento: não expor a umidade, pó e calor excessivo. Manter em pacotes fechados até o momento da utilização. Recomenda-se usar estufas de armazenagem para manter a integridade física do substrato.

Estufa para papéis A3

Papéis sublimáticos para impressão de grande formato

Para impressões em grande formato, utiliza-se tanto papel tratado como papel offset sem tratamento. A largura e o comprimento das mídias variam de acordo com a capacidade de cada impressora digital.

Gramatura: varia entre 56g/m² e 90g/m², dependendo do tipo de serviço a ser executado (textos ou chapados).

Armazenamento: recomenda-se manter os rolos em ambiente controlado (temperatura e umidade relativa) e sem exposição a poeira e luz. Mantê-los empacotados até o momento da utilização.

Modo correto de armazenar papel em rolo

 

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático  

 



SAi lança biblioteca de elementos de design para sinalização

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/02/2019
Sign Design Elements oferece mais de seis milhões e meio de imagens, gráficos e modelos

Sign Design Elements oferece mais de seis milhões e meio de imagens, gráficos e modelos

A desenvolvedora SAi anunciou o lançamento da Sign Elements Design, biblioteca com mais de 6 milhões e meio de ativos que podem ser baixados pelos clientes da marca.

Disponível para assinantes, a biblioteca compreende uma vasta coleção de imagens de alta resolução, logos, fontes, ilustrações vetoriais, contornos, envelopamentos de veículos e arquivos prontos para impressão. Com quase 23 mil modelos de marcas e modelos globais de automóveis e caminhões, espera-se que o novo portal seja especialmente benéfico para as empresas que trabalham com personalização de frotas.

Os assinantes do software SAi Flexi podem fazer cinco downloads gratuitos por mês, com a oportunidade de obter mais cem imagens ou modelos por apenas 15 dólares mensais. O serviço está incluso nos planos anual e mensal e pode ser acessado pela janela SAi Cloud.

Annette Plummer, vice-presidente da SAi, declarou: “A Sign Elements Design responde às necessidades específicas das empresas de sinalização, que exigem cada vez mais imagens e elementos gráficos de alta qualidade. O download dos elementos pode ser feito diretamente do software SAi, o que economiza um tempo precioso”.

Fonte: SAi



Promoção: impressora Mimaki JV33-160BS por 45 mil reais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/11/2013

Promoção da Mimaki vai até dia 20 de dezembro

Promoção da Mimaki vai até dia 20 de dezembro ou enquanto durar o estoque

Faltam poucos meses para a Copa do Mundo 2014, que começa no dia 12 de junho. Eventos esportivos como esse sempre geram demanda por materiais impressos e comunicação visual. Os pedidos de trabalho para a Copa já estão surgindo e tendem a ficar ainda mais volumosos, portanto, essa é uma oportunidade para a sua empresa se preparar. Agora, pode ser o melhor momento para comprar ou trocar equipamentos e atualizar a sua sala de impressão.

Sabendo disso, a Mimaki baixou o preço (em quase 30%) da impressora JV33-160BS, que até o dia 20 de dezembro de 2013 será vendida por 45 mil reais. O valor padrão da máquina (fora da promoção) é 64 mil reais.

O equipamento emprega tinta solvente e trabalha nas resoluções de 540, 720 ou 1440dpi. Tem 1,6m de largura de impressão e pode chegar à velocidade máxima de 17,5m2/h. Roda mídias como lona, vinil, PVC, tecido e couro sintético. Em 2010, a Mimaki JV33-160BS foi premiada pela norte-americana SGIA (Specialty Graphic Imaging Association).

Os interessados podem entrar em contato com a Mimaki: vendas@mimakibrasil.com.br