Como a web-to-print ajuda a fazer mais negócios na sinalização

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/08/2020
Ferramenta pode revolucionar a maneira como os birôs oferecem seus serviços

Ferramenta pode revolucionar a maneira como os birôs oferecem seus serviços

À medida que a economia volta a engrenar, após as quarentenas obrigatórias em função da pandemia de covid-19, as empresas de todos os setores começam a cogitar meios de prosperar. Em paralelo, percebem que seus modelos de operação devem mudar de acordo com os novos hábitos de consumo de seus clientes.

Para a indústria gráfica, três tendências se tornaram muito claras:

  • a presença da tecnologia digital;
  • o acesso remoro de informações;
  • a necessidade de reduzir custos operacionais.

É por isso que birôs e gráficas de todos os portes estão explorando e investindo em ferramentas web-to-print, através da qual as empresas podem disponibilizar suas ofertas por meio de sites personalizados. Elas podem receber pedidos online, independentemente da hora do dia, o que significa que podem ganhar dinheiro mesmo quando seus funcionários estão dormindo.

Para Greg Young, diretor da Infigo Software, desenvolvedora de soluções web-to-print, o momento é propício para adotar a tecnologia: “Pelas conversas que tive com os clientes, durante as quarentenas, ficou claro que eles agora veem a importância do on-line. A maioria nos contatou para obter orientação sobre como criar ou melhorar suas lojas on-line. Eles querem atender a essa demanda, oferecendo uma ótima experiência digital, possível com o web-to-print.”.

Com infraestrutura digital baseada em nuvem, o software web-to-print torna-se um núcleo de informações, estoque e pedidos de clientes, além de poder ser acessado e gerenciado remotamente, garantindo a continuidade dos negócios mesmo durante períodos de quarentena.

O web-to-print também permite a automatização, que reduz o número de pontos de contato e custos operacionais. Além de eliminar redundâncias e erros, também libera mão de obra. Essa economia de tempo permite que a equipe concentre-se em tarefas que trarão mais lucro para a empresa.

Por meio do web-to-print, as gráficas são capazes de atender aos desafios operacionais e às mudanças no comportamento de compra, amplificados pela pandemia de covid-19. Essa tecnologia ajuda a ampliar negócios, de novas maneiras, mesmo com uma força de trabalho reduzida ou remota

E o que procurar em um fornecedor de software web-to-print? Douglas Gibson, diretor-gerente da Infigo Software, responde: “A capacidade de automatizar, gerenciar e visualizar remotamente todos os aspectos das operações de impressão. No entanto, muitas empresas ainda não perceberam como é fácil implementar esses processos, com um investimento que se paga em meses”.

Fonte: Infigo Software

Tags: web-to-print,


MultiCam introduz nova gravadora a laser

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/05/2014

Firestar i401 faz parte da linha Synrad

Synrad Firestar i401 é a nova aposta da MultiCam

A MultiCam, fabricante de equipamentos para corte e gravação, lançou no mercado internacional a Synrad Firestar i401, gravadora a laser que faz parte da linha 2000 Series, cujas máquinas são de nível industrial e projetadas para trabalhar com grande variedade de materiais.

A máquina produz feixe de 400w a partir de um único tubo, possui quatro módulos integrados de radiofrequência e apresenta novo design. Segundo a empresa, o equipamento é mais leve e econômico que os modelos antecessores.

As gravadoras a laser da MultiCam apresentam certificado de segurança do Center for Devices and Radiological Health (CDRH).

Máquinas a laser oferecem vantagens únicas em relação a tecnologias similares, pois permitem cortes de alta precisão e com excelente acabamento de borda.

Fonte: My Print Resource



Fespa Madri 2020 é cancelada

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/07/2020
Próxima edição a feira será realizada em Amsterdã, em 2021

Próxima edição a feira será realizada em Amsterdã, em 2021

Previamente agendada para outubro de 2020, a Fespa Global Print Expo não será mais realizada neste ano, em razão da pandemia de covid-19. No entanto, a próxima edição da feira já está marcada para ocorrer entre os dias 9 e 12 de março de 2021, em Amsterdã, na Holanda.

Neil Felton, CEO da Fespa, explicou: “Em março de 2020, tomamos a decisão de adiar a feira, por causa do avanço da pandemia e suas implicações para nossos expositores e visitantes. Desde então, o desenvolvimento da covid-19 tem sido dinâmico e imprevisível. Neste momento, não temos a certeza de que poderíamos corresponder às expectativas dos expositores e visitantes, se avançarmos em outubro deste ano”.

O executivo também espera que até março de 2021, o mercado se recupere e que a comunidade da Fespa receberá a feira como uma importante plataforma para recuperação de negócios.

Amsterdã já foi sede exposições da Fespa em 2006, 2009 e 2016. Sua acessibilidade é uma grande vantagem para muitos visitantes.

A nova edição de março de 2021 da feira substituirá o evento originalmente programado para 2021, que haia sido marcado para acorrer em Munique, na Alemanha.

Fonte: Fespa