Cobertura Serigrafia Sign 2013 – Parte 6: Sublimação, transfer e fotoproduto

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/08/2013

A sublimação está em alta — e a feira Serigrafia Sign 2013 mostrou isso. No evento, vários expositores ofereceram muitas soluções aos interessados na tecnologia. Proporcionalmente (em abundância), o público respondeu mostrando as suas demandas, procurando e investindo em produtos e equipamentos sublimáticos. Isso porque a sublimação (assim como o transfer) é versátil, fácil de operar e não exige grandes montantes para começar um negócio. Além disso, ela pode ser aplicada em diversos segmentos, como o têxtil, promocional, esportivo, entre outros.

Acompanhe a seguir um panorama dos substratos, maquinários, tintas e papéis para sublimação e transfer que foram apresentados na edição de 2013 da feira Serigrafia Sign.

Leia também as demais partes dessa cobertura:
1ª: Impressoras digitais
2ª: Corte, gravação e acabamento
3ª: Mídias, tintas e softwares
4ª: Números, eventos e parcerias
5ª: Acessórios para comunicação visual
 
Acompanhe a sexta parte (sobre sublimação) da cobertura que o InfoSign fez da feira Serigrafia Sign 2013

Acompanhe a sexta parte (sobre sublimação) da cobertura que o InfoSign fez da feira Serigrafia Sign 2013

A Metalnox aproveitou a feira para mostrar equipamentos recém-lançados, como a prensa PTA 750 Evolution (pneumática de bancada) e a calandra CMC 1800 (que sublima de 1,1 a 5,7 metros por minuto). A fornecedora também expôs outras soluções de seu portfólio, que contém prensas planas, automáticas e semiautomáticas, para calçados, jeans e canecas, entre outros produtos.

O estande da Smaltato também surpreendeu o visitante interessado em prensas. A empresa levou dispositivos para sublimação, como o SubliventPro A3 e o SubliMini A4, que trabalham com materiais 3D.

Outra empresa que apostou nas prensas foi a Mogk, que vende uma série de máquinas manuais como a PTM-40 (com área útil de 40 x 50cm) e a PTM-72 (área de 72 x 52cm). A fabricante também comercializa prensas semiautomáticas (como a PTP-660) e a PTA-4000 (com acionamento pneumático).

A Termopress apresentou uma série de prensas térmicas para bonés e prensas planas como CP 1M, com área útil de 300 x 350mm.

Entre as prensas mais populares, estavam as máquinas para transferência térmica em canecas

Entre as prensas mais populares, estavam as máquinas para transferência térmica em canecas

Já a Chigueto expôs prensas manuais e pneumáticas (de diversos formatos e modelos). Além disso, a empresa mostrou prensas para displays, bonés e bottons.

Entre as máquinas mostradas pela Flock Color, estavam as prensas térmicas manuais e pneumáticas. A fornecedora tem soluções com duas mesas móveis, controle digital de temperatura e teflon no esticador da chapa.

Outra empresa a comparecer no evento foi a Prism, cujo catálogo de produtos contém diversas prensas, como as multifuncionais ECH800 e JTSD69. Além disso, a fornecedora vende substratos e objetos para transferência e fotoproduto, como squeezes, pratos, mouse pads, azulejos, camisetas, bonés e canecas (cilíndricas e cônicas).

Além de prensas (planas, para canecas e multiuso), a IS Suprimentos apresentou uma vasta série de fotoprodutos, como capas para smartphones, pratos, sacolas, chinelos, entre outros materiais.

Muitos expositores apresentaram kits completos para interessados em sublimação

Muitos expositores apresentaram kits completos para interessados em sublimação

Já a Midiasprint apresentou placas de PVC e substratos como canecas e squeezes, para quem trabalha com transferência térmica. Também levou prensas planas e multifuncionais.

A Colorkit foi à feira para mostrar a sua linha de materiais para sublimação, como xícaras, copos e canecas personalizáveis. Também levou prensas como a Colorkit 3D, indicada para quem trabalha com objetos e substratos com superfícies côncavas e cantos arredondados, como capas de smartphones.

A Art Hot também esteve no evento. No estande da marca, o visitante pôde conferir e comprar materiais e equipamentos para transfer e sublimação, como prensas térmicas, papéis para transferência e diversos substratos, como chaveiros, canecas, entre outros brindes e fotoprodutos.

Outra empresa especializada em fornecer produtos para sublimação é a F1 Suprimentos, que marcou presença na Serigrafia Sign 2013. Além de canecas, impressoras digitais e prensas térmicas, a expositora mostrou seus kits, como o Super Chance 8×1, que contém máquinas e suprimentos para quem quer personalizar pratos, bonés, camisetas, chinelos, canecas, entre outros materiais.

Prensas especiais, para sublimação em objetos, também foram apresentadas

Prensas especiais, para sublimação em objetos, também foram apresentadas

Ainda na seara da sublimação, esteve a Gaúcho Br, que expôs itens como prensas térmicas, papéis transfer e substratos como canecas e squeezes.

Já a Nova Dampex apresentou papéis transfer para impressoras laser, que podem ser aplicados em diversos tipos de fotoprodutos e brindes, como canetas, canecas, bonés e camisetas. A empresa também levou a sua prensa modular, que permite a transferência de imagens em diversos objetos e substratos.

Entre os fornecedores de tintas sublimáticas na feira, estava a J-Teck, que comercializa os insumos J-Next, utilizadas em impressoras de grande formato de várias marcas (Roland, Epson, Mimaki, entre outras).

A Havir também expôs no evento. Entre seus produtos, estavam papéis para sublimação digital e papéis para transfer impresso em processos como offset, rotogravura, flexografia e serigrafia.

O visitante interessado em papéis para sublimação pôde conferir alguns modelos no estande da Cinco Estrelas, como o papel monolúcido branco vendido em bobinas com diversas larguras.

Além de prensas, expositores mostraram calandras para sublimação

Além de prensas, expositores mostraram calandras para sublimação

A Paintcolor também ofereceu papéis sublimáticos resinados (formatos A3 e A4), papéis transfer e diversos substratos e objetos personalizáveis: mouse pads, almofadas, chinelos, entre outros.

Já a Embaplan levou o Power Film, uma película transfer usada para personalização de camisetas, uniformes e artigos de vestuário. O trabalho com o filme exige a utilização de plotters de recorte e prensas térmicas.

E quem procurava camisetas de poliéster para sublimação, encontrou no estande da Gramonn várias peças em diversas cores, para aplicações como campanhas, eventos, uniformes para empresas, publicidade, entre outras.



Xaar apresenta nova série de cabeças de impressão Xaar 1003

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/03/2016
Xaar 1003 foi desenvolvida para atender fabricantes de impressoras para aplicações industriais

Xaar 1003 foi desenvolvida para atender fabricantes de impressoras para aplicações industriais

A fabricante Xaar anunciou a linha Xaar 1003, composta por cabeças de impressão desenvolvidas para aplicações industriais. A série, cuja arquitetura é baseada nas antecessoras Xaar 1002 e 1001, emprega a nova XaarGuard, tecnologia desenvolvida para proteger a placa de nozzles. Além disso, a cabeça pode manter maior consistência na qualidade de imagens em aplicações única passada. Isso porque é fabricada por meio do processo X-ACT Micro Electric Mechanical Systems (MEMS).

Assim como suas antecessoras, a série Xaar 1003 combina a exclusiva TF Technology com a arquitetura Hybrid Side Shooter, para que a tinta seja recirculada diretamente na parte de trás dos nozzles durante o disparo das gotas. Isso assegura que a cabeça opere de forma confiável mesmo em ambientes industriais mais agressivos. A constante circulação de tinta evita a sedimentação e o bloqueio dos nozzles.

A Xaar 1003 estará disponível em três modelos: o GS12 (para aplicações em cerâmicas), o GS6 (para reprodução detalhes finos) e o GS40 (para efeitos especiais). A empresa promete outras variantes para máquinas com impressão UV. 

Gillian Ewers, diretor de marketing da Xaar, declarou: “Além do alto desempenho, a Xaar 1003 é fácil de instalar e é compatível com as cabeças Xaar 1002 e 1001”.

A Xaar 1003 pode ser utilizada por diversos fabricantes de equipamentos de impressão em cerâmica, rótulos, objetos, embalagens, laminados de madeira, vidros e outras mídias usadas em aplicações industriais.

Fonte: Xaar



EFI lança sinalização para monitoramento e análise de público

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/04/2013

Smartsigns Analytics, da EFI, realiza reconhecimento facial

Smartsigns Analytics, da EFI, realiza reconhecimento facial

A EFI, desenvolvedora de soluções digitais, aproveitou a feira ISA Sign Expo 2013 para apresentar o Smartsigns Analytics (SSA), um sistema (de sinalização) automático que captura e analisa audiência.

Criada para ajudar signmakers a mensurar os resultados de seus trabalhos, a novidade entra em fase de testes ainda neste semestre.

O SSA, que é composto por uma webcam ligada a um computador ou tablet, promove o reconhecimento facial. Basicamente, ao detectar a presença de pessoas, ele é capaz de determinar se o indivíduo realmente percebeu a existência da sinalização no local. Com algoritmos próprios, o programa ainda pode passar dados como sexo e faixa etária da audiência.

Fonte: Image Reports Mag