Cobertura Serigrafia Sign 2013 – Parte 3: Mídias, tintas e softwares

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/07/2013

A exemplo das impressoras digitais, as mídias — assim como as tintas e os softwares — apareceram em abundância na feira Serigrafia Sign 2013. A despeito da fartura, o evento não foi rico em novidades, que apareceram em alguns poucos estandes. Porém, os visitantes puderam presenciar uma grande oferta de produtos aperfeiçoados, de melhor desempenho na produção. Acompanhe a seguir um panorama das soluções de substratos, tintas e softwares que fabricantes e fornecedores expuseram na 23ª edição da maior feira latino-americana de sign e comunicação visual.

Leia também as demais partes dessa cobertura:
1ª: Impressoras digitais
2ª: Corte, gravação e acabamento
4ª: Números, eventos e parcerias
5ª: Acessórios para comunicação visual
6ª: Sublimação, transfer e fotoproduto
.

Mídias

Para a feira, a Imprimax levou a linha Gold Tuning, para envelopamento de carro, composta por películas de texturas e acabamentos diversos, como camaleão, fosco, opaco e perolizado. Também mostrou vinis coloridos, refletivos e brancos da linha RevestWall, para impressão digital, vendidos em oito texturas em alto e baixo relevo, indicados para decoração e design de interiores. A Imprimax ainda levou mais algumas novidades, como o vinil 3D (para aplicações de comunicação visual) e o envelopamento líquido cromo.

Envelopamento cromo: novidade lançada na Serigrafia Sign 2013

Envelopamento cromo: novidade lançada na Serigrafia Sign 2013

Fabricante nacional, a Alko marcou presença na feira, não apenas como organizadora do Cambea, mas também com estande próprio, onde promoveu sessões de aplicação de envelopamento automotivo e também expôs seus vinis adesivos. Entre eles, filmes monoméricos e poliméricos e uma vasta linha de películas para tunning, com texturas e acabamentos como fibra de carbono, fosco, titanium, jateado, perolizado, entre outros. A empresa foi a vencedora da categoria "Substratos Flexíveis" do Prêmio Silk & Sign.

Já a Day Brasil foi a vencedora na categoria "Substratos Rígidos" da mesma premiação. Para a feira, além de impressoras digitais e máquinas de corte e gravação, a empresa exibiu mídias como lonas, vinis (das marcas Tecgraph e MacTac) e chapas rígidas de ACM, Lexan, policarbonato, PETG, acrílico, entre outras.

Outra fabricante nacional que compareceu ao evento foi a Aplike, que apresentou mostruários de suas películas, com detalhes sobre aplicações, tonalidades, texturas e acabamentos. As informações foram divididas em categorias de produtos e organizadas por cor.

Evento foi palco de muitas opções de películas para envelopamento automotivo

Evento foi palco de muitas opções de películas para envelopamento automotivo

Dona de uma fábrica de filmes, a paranaense Colacril também esteve na feira. A empresa possui três certificações (FSC, ISO 9001:2008 e ISO 140001:2004), que atestam a qualidade na produção de suas mídias, expostas no evento.

A Plavitec também esbaldou os interessados em vinis adesivos, apresentando diversas soluções como a PlaviBlachout (vinil branco fosco com verso preto), PlaviDigital (removível, para impressão digital), PlaviEletrostático (fixa-se por estática) e o PlaviAutomotive (fibra de carbono, para envelopamento de carro). Além disso, a fabricante expôs películas para laminação, serigrafia e recorte eletrônico

Já a Serilon levou uma série de mídias e novidades para a feira, como o New Wall, painel de parede pronto para aplicação, vendido em mais de 30 texturas, como tijolo, pedra e bambu, disponíveis em diferentes cores. Também mostrou o Falconboard (chapa de papel reciclável), o Tyvek (de polietileno), o Concrete Sign (para aplicar em pisos), o Magic Glue (mídia eletrostática), a linha de vinis para envelopamento de carros (películas cast, calandrada e laminação), entre outros substratos.

A Arlon também esteve presente com os seus tradicionais vinis promocionais (das linhas DPF 4000 e DPF 500), calandrados (DPF 4500), premium (DPF 8000 e 4600) e cast (DPF 6000). A empresa também vende lonas e filmes para laminação.

Ainda na seara dos vinis, a Triângulo Screen apresentou, além de vários acessórios para comunicação visual, as películas da Adesivos Paulista, composto por um portfólio de películas holográficas, fibra de carbono, fotoluminescentes, para comunicação visual, decoração e envelopamento automotivo.

Expositores levaram muitos substratos para diversas aplicações de comunicação visual

Expositores levaram muitos substratos para diversas aplicações de comunicação visual

A Fênix Suprimentos e a Big Suprimentos apresentaram substratos flexíveis, como lonas, vinis, tecidos e papéis, para impressão látex, UV e solvente.

A Alphaprint, além de impressoras digitais, também levou substratos flexíveis e rígidos de várias marcas como Isoforma, Oracal, Sihl, Ultraflex e tintas da Triangle.

Outra empresa a ter um estande na feira foi a American Sticker, que apresentou substratos vinílicos como lonas frontlits e backlits e diversos vinis adesivos, para impressão digital e envelopamento de carro, com acabamentos como fibra de carbono, refletivo, holográfico, jateado, entre outros.

A SP Media aproveitou a ocasião para reiterar lançamentos como tecidos de 2,5m e 3,2m de largura e tecidos perolizados, além de materiais como o vinil blockout fosco e backlit UV. A fornecedora também conta com diversas mídias para impressão digital com tinta à base de solvente, como lonas, tecidos, filmes, papéis e vinis.

A Endutex levou frontlits e backlits, além da linha de materiais Terratex, composta por substratos como canvas e polymesh que podem ser reciclados. Também exibiu a linha E-decorin, para decoração e aplicações indoor como sofá, mesa, parede, piso e teto.

A Visual Print apresentou canvas fabricadas pela norte-americana Fredix, para aplicações de fine art, giclée e reproduções artísticas e fotográficas de alta definição, compatíveis com para impressão à base d’água, solvente e UV.

Feira também foi uma boa pedida para quem procurava por substratos rígidos

Feira também foi uma boa pedida para quem procurava por substratos rígidos

Mantas magnéticas, para sinalização e aplicações publicitárias, foram apresentadas pela Flexmag. As mídias são fornecidas sem cobertura, com vinil ou adesivadas; em espessuras de 0,3; 0,4 ou 0,8mm e na largura de 62cm.

Entre as películas da Flex Polímeros, estavam filmes decorativos (que podem receber impressão), nos padrões transparente, prateado, dourado e branco, com 0,10mm de espessura e adesivo acrílico.

A distribuidora Neototal também esteve presente na feira, expondo substratos, como acrílico, ACM, PVC e vinis, de marcas como Imprimax, Scapa e Portalplast.

Na seara dos substratos rígidos, a Bold Chapas levou mídias como acrílico, policarbonato, PETG, além de colas acrílicas. Já a Alucoil exibiu chapas de alumínio e chapas compostas de dois ou mais materiais.

A distribuidora Actos compareceu à feira e apresentou mídias rígidas (como chapas de PS, PETG, PVC e acrílico) e substratos flexíveis (como vinis, lonas e mantas magnéticas).

A Belmetal também esteve no evento, com seu amplo portfólio de mídias rígidas, como ACM, Policarbonato e PVC expandido, usados em aplicações de construção civil ou comunicação visual.

Tintas digitais

Além das tintas originais (vendidas pelos fabricantes das impressoras digitia), havia muitas soluções compatíveis na feira Serigrafia Sign 2013.

A Nova Silk, por exemplo, destacou tintas ecossolvente, dispersas e UV da Jetbest, que podem ser empregadas em diversas impressoras que usam cabeças Epson, Konica, Xaar, Spectra e Ricoh.

A Gênesis, além dos tradicionais insumos para serigrafia, levou a linha de tintas para sublimação Subliplus. De fabricação própria, a novidade é compatível com impressoras que empregam cabeças Epson DX4 e DX5. A empresa também expôs a Subligen, série de tintas sublimáticas mais concentradas.

Bulk inks e tintas compatíveis foram apresentados na feira

Bulk inks e tintas compatíveis foram apresentados na feira

Já a Nutec, representada no Brasil pela Digi+, mostrou a linha TopazT21x3, composta por tintas às base de solvente, disponíveis em garrafas de 1 litro e compatíveis com alguns modelos de cabeças Spectra, Xaar, Konica Minolta e Seiko.

A Sign Supply, além de impressoras digitais e vinis adesivos, apresentou insumos das marcas Sign Plus, Prisma Ink e Manoukian. A empresa foi a campeã na categoria "Tintas para Impressoras Digitais" do Prêmio Silk & Sign.

No estande da Marabu, o visitante pôde encontrar tintas à base de solvente compatíveis com impressoras HP (DesignJet), Mimaki (JV33 e JV3), Mutoh (ValueJet), Seiko (ColorPainter) e Roland.

Já a Fremplast apresentou tintas digitais da linha Cromajet, para impressoras sublimáticas e que usam soluções à base de solvente.

Tintas UV, látex, solvente e sublimáticas estavam disponíveis aos visitantes da feira

Tintas UV, látex, solvente e sublimáticas estavam disponíveis aos visitantes da feira

Os visitantes também puderam ver no estande da Bordeaux tintas digitais à base de solvente e UV, além de insumos sublimáticos e látex da linha Eden. A marca vende tintas para impressoras Roland, Mimaki, Mutoh, Epson, HP, EFI e Agfa.

A Mizink expôs tintas e soluções compatíveis com impressoras que empregam cabeças Epson, como os insumos sublimáticos das cores CMYK, light cyan, light magenta e light black. A empresa também vende sistemas bulk ink.

A Win Brasil expôs tintas compatíveis da AIJ para impressoras HP Designjet, que usam cabeças de impressão térmicas. Também levou tintas para equipamentos Canon imagePROGRAF.

Softwares

A Caldera levou softwares específicos para birôs e gráficas digitais, como a nova versão 9.10 do RIP Caldera, além de programas como o CopyRIP , VisualRIP, GrandRIP, GrandTex e o Flow+, desenvolvido para dirigir e organizar uma empresa de comunicação visual.

Outra empresa tradicional no segmento, a SA International (SAi) esteve na feira, com um estande que apresentava as principais funções do PhotoPrint, RIP com ferramentas de design criadas especialmente para birôs e compatível com muitos modelos de impressoras digitais de grande formato.

Na seara dos programas para gestão empresarial, a Rofran apresentou software de finanças e administração comercial e industrial.

Softwares RIP e de gestão estiveram presentes na feira Serigrafia Sign 2013

Softwares RIP e de gestão estiveram presentes na feira Serigrafia Sign 2013

Já a Origem levou o Easy Sign, de gestão empresarial para comunicação visual, que possibilita o controle dos processos produtivos, além de criar ordens de serviço que permitem importar orçamentos e arquivos de imagens dos clientes.

A KSC levou o ERP GF, software com opções de cadastramento de produtos, serviços e matérias-primas, controle de ordens de serviços e trabalhos, gestão de estoque, compras, custos diretos e indiretos.

Outra empresa com estande na feira foi a WR2, que expôs o OfficeImpresso, aplicativo para controle de produção (PCP), lançamentos de ordens de serviço, gestão financeira, relatórios de processos, entre outras funcionalidades.

A Vivasys também compareceu ao evento e apresentou seu software de gestão, que permite controle de tarefas, frota e financeiro, entre outras funções.

Tags: ACM, acrílico, Actos, Adesivos Paulista, Agfa, Alko, Alphaprint, Alucoil, American Sticker, Aplike, Arlon, backlit, Belmetal, Big Suprimentos, Bold Chapas, Bordeaux, Caldera, camaleão, Cambea, canvas, chapa de alumínio, chapa de papel reciclável, chapa rígida, Colacril, comunicação visual, Concrete Sign, CopyRIP, Cromajet, Day Brasil, Designjet, DFP 4600, Digi+, DPF 4000, DPF 4500, DPF 500, DPF 6000, DPF 8000, E-decorin, Easy Sign, EFI, Endutex, envelopamento automotivo, envelopamento cromo, Envelopamento de carro, envelopamento líquido, envelopamento líquido cromo, Epson, ERP GF, Falconboard, Feira Serigrafia Sign 2013, Fênix Suprimentos, fibra de carbono, fine art, Flex Polímeros, Flexmag, Flow+, fosco, Fredix, Fremplast, frontlit, Gênesis, giclée, Gold Tuning, GrandRIP, GrandTex, HP, impressão digital, impressora hp, impressoras digitais, Imprimax, Isoforma, jateado, Jetbest, Konica Minolta, KSC, laminação, Lexan, linha Eden, lona, Mactac, Manoukian, manta magnética, Marabu, mídia, mídia eletrostática, Mimaki, Mimaki JV3, Mimaki JV33, Mizink, Mutoh, Mutoh ValueJet, Neototal, New Wall, Nova Silk, Nutec, o Magic Glue, o Tyvek, OfficeImpresso, opaco, Oracal, Origem, perolizado, PETG, PhotoPRINT, PlaviAutomotive, PlaviBlachout, PlaviDigital, PlaviEletrostático, Plavitec, policarbonato, polymesh, Portalplast, Prêmio Silk & Sign, Prisma Ink, PS, PVC, PVC e vinis, PVC expandido, recorte eletrônico, RevestWall, Ricoh, RIP, Rofran, Roland, SA International, SAi, Scapa, Seiko ColorPainter, serigrafia, Serilon, Sign Plus, Sign Supply, Sihl, software, SP Media, Spectra, Subligen, Subliplus, Tecgraph, Terratex, tinta compatível, tinta digital, tinta dispersa, tinta ecossolvente, tinta original, tinta para sublimação, tinta sublimática, tinta UV, titanium, TopazT21x3, Triangle, Triângulo Screen, Ultraflex, vinil 3D, vinil calandrado e laminação, vinil cast, vinil monomérico, vinil para tunning, vinil polimérico, Visual Print, VisualRIP, Vivasys, Win Brasil, WR2, Xaar,


Entrevista com Liliane Bortoluci, diretora da feira Serigrafia Sign FutureTEXTIL

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/11/2016
Liliane Bortoluci, diretora da feira Serigrafia Sign FutureTEXTIL

Liliane Bortoluci, diretora da feira Serigrafia Sign FutureTEXTIL

A história da serigrafia e da impressão digital no Brasil está inevitavelmente atrelada à feira Serigrafia Sign FutureTEXTIL. Ao longo de suas 26 edições (em 2017 será realizada a 27ª), o evento angariou a estima de seus visitantes e expositores, tanto do Brasil como de países da América Latina. Esse mesmo público cativo, em décadas de assiduidade, foi aumentando sua afeição na mesma proporção que a feira ganhou designações informais. “Feira de serigrafia”, “Feira Signs” e “Feira de julho” são algumas delas. E a tal feira de julho, que em algumas edições recentes ocorreu em maio, volta e fica de vez estabelecida no mês que se firmou na cabeça de seus visitantes. Em 2017, entre os dias 12 e 15 de julho, no Expo Center Norte, os fornecedores de sign e serigrafia poderão expor seus produtos e serviços a um público exigente que procura cada vez mais ofertas e informações.

Para falar sobre esses e outros assuntos, o InfoSign entrevistou Liliane Bortoluci, a diretora da feira Serigrafia Sign FutureTEXTIL. A executiva é engenheira graduada pela Faculdade Armando Álvares Penteado (Faap) e tem mais de 25 anos de experiência no mercado de feiras de negócios. Ela também é responsável por outros eventos do portfólio da Informa Exhibitions, como a Feimec, Expomafe, Plástico Brasil e ForMóbile. Nesta entrevista, foram abordadas questões relacionadas ao mercado e ao perfil dos visitantes e expositores, além de novidades e diferenciais da próxima edição.

InfoSign: Em 2017, a feira voltará a ser realizada no Expo Center Norte, no mês de julho. As próximas edições também serão nesta data e neste local, ambos já tradicionais?

Liliane Bortoluci: É isso mesmo, a feira volta ao local e período que nossos expositores e visitantes estavam habituados. Nosso planejamento é manter isso como padrão para o futuro. A próxima edição será de 12 a 15 de julho, no Expo Center Norte.

Quais são as novidades preparadas pela Informa que os visitantes encontrarão na feira de 2017?

Atendendo a demanda dos visitantes da feira, estamos planejando muitas novidades e atrações interativas. Teremos a “Serigrafia em Ação”, uma área destinada a mostrar as inúmeras possibilidades da utilização da serigrafia por meio de demonstrações ao vivo. Teremos também a “Arena do Conhecimento”, com conteúdo técnico, palestras e workshops, para que os visitantes possam se atualizar e obter aprimoramentos em impressão digital, grandes formatos e muitas outras aplicações e ainda aproveitar para fazer relacionamento.

Vocês têm percebido mudanças nas demandas e comportamentos dos visitantes e expositores? Como isso afeta a maneira de organizar a feira?

Sim, os visitantes estão buscando cada vez mais conteúdo, demonstrações e aulas práticas. Esse comportamento impulsionou a Informa a inovar e criar uma área de marketing de conteúdo, que conta com uma equipe de jornalistas responsáveis pelo contato com os visitantes durante todo o ano. Assim, nós temos um canal aberto de comunicação para contar as novidades da feira para o mercado e para divulgar materiais técnicos, como e-books, gráficos e textos relevantes e segmentados por interesse.

Quanto aos expositores, o comportamento deles tem se mostrado muito mais seletivo. As marcas buscam a participação que gere o melhor retorno sobre o investimento. Em um tempo difícil, como o que estamos enfrentando agora, é natural que as empresas decidam participar da feira que dará o melhor retorno. Nesse cenário, a Serigrafia SIGN FutureTEXTIL é certeza de resultado positivo.

Além da feira, a Informa oferece quais outros serviços ao público de sinalização e impressão digital?

Além da feira, onde o visitante pode conferir de perto as novidades de cada marca expositora, a Informa criou a área de marketing de conteúdo para manter o contato com os expositores, visitantes e público interessado nas nossas feiras, ao longo do ano. Os conteúdos são produzidos de acordo com os principais interesses do nosso público visitante e difundido por meio de newsletters e redes sociais. Cada segmento de exposição na feira é representado em nosso blog (canal de conteúdo). Também temos convidados especialistas que contribuem ainda mais com a disseminação de conteúdo relevante.

Nós também manteremos nosso catálogo de expositores impresso, um diferencial muito solicitado por nossos visitantes, além de ser uma vitrine de exposição importante para os nossos parceiros. Além disso, buscamos os melhores serviços para ajudar os visitantes a se programar para a feira: parcerias com companhias aéreas e agências de turismo, com associações e com as mídias, para trazer conteúdo e relevância ao evento.

Por quais mudanças a feira e o mercado passaram desde que a Informa adquiriu o portfólio da Sertec em 2011?

Muitas mudanças. Do ponto de vista mercadológico, em 2010 e 2011 estávamos diante de um cenário econômico muito mais favorável. A economia brasileira registrava altos índices de crescimentos, o acesso ao crédito era mais amplo e fácil. Os investimentos internacionais no país eram pujantes. Já a partir de 2015, o desemprego subiu e a renda caiu. O PIB em 2015 teve o pior resultado em 25 anos. O sentimento de desconfiança no país aumentou e o acesso ao crédito ficou mais difícil. Isso foi muito sentido nas feiras de negócios.

Na feira, vimos o impacto, principalmente, na mudança do perfil do visitante. Passamos a receber muitos novos entrantes, pessoas que queriam mudar de mercado, abrir sua própria empresa. Para isso, temos de ser muito assertivos e dar direcionamentos e informação adequada para esse público.

A falta de crédito também é uma característica atual e estamos tentando, como feira de negócios, nos aproximar de instituições financeiras que possam dar apoio aos nossos parceiros.

Além do econômico, o comportamento das pessoas mudou com o uso das mídias sociais, tecnologias e mapeamentos dos usuários on-line. Os Millennials, geração composta por pessoas nascidas de 1980 aos anos 2000, apresentam uma forma de se relacionar com as marcas, produtos e serviços bem diferente da forma da geração anterior. Entender as ambições, desejos, dores, necessidades e a forma de se relacionar dessas gerações está diretamente ligado ao nosso futuro e dos nossos expositores.

Dentro de um cenário bastante desafiador da economia brasileira, esse é um momento propício para refletirmos e irmos a fundo em nossos negócios, acompanhando o ritmo das mudanças e evoluções da sociedade e do mercado consumidor como um todo. O lado bom disso tudo é que a feira tem conseguido acompanhar todas essas mudanças e continua sendo referência no mercado.

Quais medidas a organização tomou para contornar a crise e continuar a prestar um serviço com diferenciado ao visitante?

A crise afetou o país todo e fez com que os brasileiros repensassem sobre como ser mais eficiente e conseguir gerir melhor a receita disponível. Nosso papel é organizar uma feira que atenda às expectativas dos expositores e dos visitantes. Para isso, já executamos algumas atividades como o “focus group segmentado”, um conselho consultivo que trabalha para termos a melhor entrega para o mercado. Também realizamos pesquisas com expositores e visitantes, e o resultado foi um mapeamento de todas as necessidades e expectativas. Isso é o orientador de nosso trabalho atual.

A feira ainda é relevante para o mercado? Por quê?

Sim, muito. A feira é relevante e icônica para o mercado. Ela é responsável por fomentar, aglutinar e gerar leads nos setores de impressão digital, grandes formatos, impressão digital têxtil, brindes, serigrafia, comunicação visual, sinalização e sublimação. Uma feira de negócios como a Serigrafia SIGN FutureTEXTIL reúne em um único local muitos compradores, marcas, mídias e associações, e essa concentração de negócios é importante para o mercado de impressão. Os expositores estão cientes desse papel e isso faz com que eles tenham a preocupação de levar para a feira lançamentos, novidades, novos materiais e novas técnicas, porque esse setor tem um relevante número de empreendedores.



Matan apresentará nova Barak 8QW de cinco metros de largura

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/05/2014

Na Fespa 2014, Matan exibirá nova máquina de 5m de lagura de impressão

Na Fespa 2014, Matan exibirá nova máquina de 5m de lagura de impressão

A Matan, fabricante de impressoras digitais, estará presente na Fespa 2014 e exibirá a nova Barak 8QW, equipamento com 5m de largura de impressão.

A máquina, que é UV híbrida, emprega oito canais de tinta, sistema de vácuo (para substratos) e ferramentas como impressão blockout, impressão backlit, analisador de rugas e múltiplos modos de impressão, além do Value-Pro, software de análise de produção.

A impressora pode receber o sistema opcional de acabamento em linha, que possibilita impressão, corte e empilhamento num único fluxo de trabalho.

Hanan Yosefi, CEO da Matan, declarou: "A Barak 8QW permite a expansão de serviços, ao produzir impressos com tinta branca. Com o novo sistema de vácuo, nossos clientes podem trabalhar com produtividade tanto em mídias flexíveis quanto em rígidas".

Fonte: Image Reports