Cobertura Fespa Brasil 2016 – Parte 3: visitação, congressos e Cambea

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/04/2016
Além da exposição de tecnologias, os visitantes da Fespa Brasil 2016 puderam participar de diversos eventos paralelos

Além da exposição de tecnologias, os visitantes da Fespa Brasil 2016 puderam participar de diversos eventos paralelos

Entre os dias 6 e 9 de abril, o Expo Center Norte, em São Paulo, foi sede da terceira edição da Fespa Brasil. O evento recebeu a visita de 12.816 profissionais brasileiros e de outros continentes, sobretudo da América Latina. Além da exposição de diversas marcas e tecnologias, a feira contou com diversos eventos paralelos, como o Sublimation Day e o Cambea (Campeonato Brasileiro de Envelopamento Automotivo).

Alexandre Keese, diretor da Fespa Brasil, declarou: “Acompanhando as tendências que vimos dentro do Print Census, a feira confirmou que o mercado de impressão digital possui energia e vitalidade, com um potencial incrível. Isso foi visto por visitantes e sentido pelos expositores. Tenho certeza de que a Fespa Brasil se consagra como a principal feira de impressão digital do nosso mercado”.

Leia também as demais partes desta cobertura:

Neil Felton, CEO da Fespa, declarou: “Ficamos impressionados com a alta concentração de público, com empresários dispostos a investir. Isso nos dá a certeza de ampliar nosso compromisso de reinvestimento no mercado, para que a Fespa Brasil mantenha sua posição de feira mais importante do mercado brasileiro”.

A próxima edição da Fespa Brasil está marcada para ocorrer entre os dias 15 e 18 de março de 2017, no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo.

Fespa Brasil 2016 recebeu a visita de 12.816 profissionais

Cambea 2016

Entre as várias atrações paralelas da Fespa Brasil 2016 esteve a sexta edição do Cambea (Campeonato Brasileiro de Envelopamento Automotivo), cujas edições anteriores foram realizadas em outra feira, também em São Paulo. Todas as equipes, durante as eliminatórias, tiveram de envelopar parcialmente um Jeep Renegade em até uma hora e meia. Depois de três dias de competição, as três melhores disputaram a grande final. Os irmãos Vinícius e Raphael Bacoccini, envelopadores da Plus Arte, de São Paulo (SP), foram os vencedores da disputa que durou quatro dias. Em segundo lugar ficou a WS Adesivações, de Fortaleza (CE). Já a terceira colocada foi a Fosco & Cia, de Mossoró (RN).

Ao centro, Vinícius e Raphael Bacoccini, da Plus Arte, comemoram o primeiro lugar no Cambea 2016

Marcelo Souss, responsável pela organização do Cambea, declarou: “Foi muito interessante a nova casa. O público é muito diferente e qualificado. Conseguimos passar muito bem a mensagem que a gente queria. E tivemos uma festa com quebra de recorde, carros diferentes e técnica mais apurada”.

Na edição de 2016, o Cambea ganhou mais relevância pelo fato de ter se transformado na etapa brasileira do World Wrap Master, campeonato mundial organizado pela Fespa, no qual dezoito equipes internacionais disputaram o posto mais alto do pódio.

Vinícius Bacoccini, campeão do Cambea 2016, deu o seguinte depoimento: “Foi um grande trabalho no decorrer do ano inteiro, investindo em estratégia e qualidade de serviço, com muita humildade, ética e profissionalismo. Os estrangeiros são muito fortes e vamos treinar mais ainda, com métodos mais difíceis”.

Congressos

Para concretizar sua proposta de investimento no mercado para a geração de demandas, a Fespa Brasil promoveu diversas sessões educacionais. O espaço reservado para tais eventos foi ocupado por centenas de profissionais em busca de aprimorar técnicas, entender novos mercados e tecnologias, tirar dúvidas e vislumbrar novos horizontes.

Nos dois primeiros dias da feira, foi promovido o Congresso de Comunicação Visual e Impressão Digital, com o objetivo de apresentar novas tecnologias, tendências e informações sobre gestão.

Palestras gratuitas foram importantes instrumentos de disseminação de conhecimento dentro da Fespa Brasil 2016

Também foi realizada a segunda edição do Digital Textile Conference, que promoveu uma imersão no mundo da impressão digital têxtil. Felipe Simeoni, gerente comercial da Global Química & Moda, patrocinadora do evento, declarou: "Tivemos a oportunidade de falar com clientes e pessoas do mercado de forma não comercial, levando informações sobre como reduzir custo e ajudar nas operações. A Global aplaude esta atitude do congresso e quer contribuir sempre com informações técnicas e relevantes para o crescimento do mercado”.

A novidade da Fespa 2016 foi o Sublimation Day, criado com a finalidade de apresentar tendências de um mercado em ascensão. Wilson Giglio, consultor que palestrou no evento e foi também o responsável pelo Espaço do Empreendedor, afirmou: “A receptividade foi excelente. Os participantes tiveram dúvidas elucidadas nas palestras e, depois, tiraram mais dúvidas no Espaço do Empreendedor, quando puderam conversar sobre outros assuntos. Muitos estão iniciando no ramo, o que nos traz alegria por ver a Fespa Brasil contribuindo para o desenvolvimento dessas empresas".



Mimaki encerra parceria com a Superfax PB

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/06/2016
Superfax PB não integra mais a lista de distribuidores da Mimaki Brasil

Superfax PB não integra mais a lista de distribuidores da Mimaki Brasil

A Mimaki Brasil informa que a Superfax, da Paraíba, não compõe mais o quadro de distribuidores da fabricante japonesa de impressoras digitais e plotters de recorte.

Danilo Ribeiro, gerente comercial da Mimaki Brasil, declarou: “Temos muito a agradecer à Superfax e ao sr. Eduardo Koyama pelos esforços e tempo dedicado ao desenvolvimento da marca Mimaki no Nordeste brasileiro. Apenas um ciclo de trabalho termina, mantendo-se o respeito, a admiração e a torcida para o sucesso da empresa em seus novos objetivos”.

A Mimaki Brasil enfatiza que continuará a oferecer suporte aos clientes, reiterando seu comprometimento no atendimento de qualidade.

Para mais informações sobre os distribuidores da Mimaki, acesse a lista de empresas parceiras.

Em meados de junho de 2016, a fabricante anunciou parceria com três novos distribuidores: a Colorsign (com unidades na Paraíba e Rio Grande do Norte), a Copy Tec (em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) e a Galileu (de Santa Catarina).

De acordo com a empresa, atuar de forma direta ou através de distribuidores objetiva ampliar a satisfação e o atendimento às necessidades regionais de cada cliente.

Fote: Mimaki Brasil



Celso Bento sucede Takao Shirahata na presidência da Roland DG Brasil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/03/2013

Celso Bento, novo presidente da Roland DG Brasil

Celso Bento, novo presidente da Roland DG Brasil

Depois de três anos de preparação, Celso Bento, até então vice-presidente da subsidiária brasileira da Roland DG, fabricante japonesa de impressoras digitais, assume de vez a presidência da companhia, que havia sido ocupada por Takao Shirahata há duas décadas.

A sucessão ocorre em um momento importante para a empresa. Até o início de 2013, a Roland DG era apenas um segmento do grupo Roland, que, entre outras atividades, também fabrica instrumentos musicais. Porém, recentemente, ambas (Roland e Roland DG) foram divididas, transformando-se em duas companhias independentes. Esse processo foi coroado com a nova presidência (do executivo Celso Bento), bem como de uma solenidade, realizada no dia 12 de março, na sede da empresa, em Cotia, São Paulo.

A ocasião, prestigiada por revendedores e profissionais da Roland DG Brasil, foi iniciada por Kevin Shigenoya, executivo da Roland Corporation do Japão. Em discurso, Shigenoya enfatizou a solidez econômica do Brasil e comentou sobre as oportunidades trazidas pelos próximos grandes eventos esportivos. Falou também sobre a criatividade de seus clientes brasileiros e encerrou o discurso tecendo comentários sobre os dirigentes da companhia: "O Sr. Takao Shirahata, que lidera os negócios da DG – que apresentaram um crescimento drástico e com muito sucesso –, deixará os negócios da DG, a fim de se concentrar na Roland Musical. E o Sr. Celso Bento, que trabalha em conjunto com o Sr. Shirahata, irá suceder a presidência para o futuro".

Em seguida, discursou Shirahata. O executivo, que passou a tutelar apenas o segmento de instrumentos musicais, explicou que todo o êxito da companhia (DG) só foi possível por causa dos profissionais que lá passaram e trabalham: "O sucesso não se alcança sozinho, mas sim com a contribuição de muitas pessoas; graças ao empenho e à dedicação dos profissionais envolvidos". Shirahata também fez um breve apanhado da história da empresa – que se confunde com a própria história da comunicação visual no Brasil.

Concluindo a solenidade, Celso Bento agradeceu a confiança nele depositada desde a sua contratação em 2006, bem como a sua promoção para vice-presidente, em 2010. Em discurso, Bento enalteceu a amizade e o companheirismo que tem com o Sr. Shirahata, o que pretende manter mesmo a distância. O novo presidente também agradeceu a Roland DG Corporation por ter-lhe confiado as operações da empresa no Brasil.

Fonte: Roland DG Brasil