Clear Channel lança plataforma global de propaganda interativa

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/04/2014

A CCO, divisão especializada em outdoor da Clear Channel, anunciou a Connect, plataforma internacional de propaganda cuja interação com os consumidores é realizada por meio de sinalização digital e dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

Até junho de 2014, a Connect terá uma rede de 175 milhões de consumidores mensais em 23 países, instalará 75 mil outdoors mundo afora e oferecerá a maior plataforma em escala global de interação entre dispositivos móveis e mídias out-of-home.

As "tags" do Connect ficam permanentemente ligadas a painéis e mídias out-of-home em locais de grande fluxo de pessoas, como pontos de ônibus, shopping centers, aeroportos e pontos de venda. Os consumidores precisam apenas colocar os smartphones sobre as "tags" ou sobre os QR codes da Connect para começar a experiência com a plataforma global.

Interações do Connect são feitas por meio de aparelhos móveis

Interações do Connect são feitas por meio de aparelhos móveis

Por sua vez, os anunciantes podem oferecer uma variedade de benefícios aos consumidores como:

  • Informação: buscas, mapas e localização;
  • Compra: transações, descontos e cupons;
  • Entretenimento: games, vídeos, fotos e aplicativos;
  • Comunidade: mídias sociais e torpedos.

A CCO lançou a plataforma no Reino Unido em 2013, e incluiu 10 mil dispositivos. Em seguida, a Connect chegou à Bélgica, Finlândia, Holanda e a Singapura. Em 2014, chegará ao Brasil e a diversos outros países da América e da Europa.

Fonte: Digital Signage Connection



Signs Nordeste, Maquintex e Femicc 2015: visitação qualificada e bons negócios

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/09/2015
Eventos terminaram em clima otimista

Eventos terminaram em clima otimista

Realizadas entre os dias 18 e 21 de agosto, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, as feiras Signs Nordeste, Maquintex e Femicc atraíram 20 mil profissionais para a concretização de muitos negócios, relevando um otimismo inesperado dos segmentos têxtil, coureiro-calçadista e de comunicação visual no segundo semestre de 2015. A FCEM, organizadora dos eventos, anunciou a data da próxima edição das feiras, que ocorrerão entre os dias 3 e 6 de outubro de 2017.

Hélvio Roberto Pompeo Madeira, diretor-presidente da FCEM, declarou: “Ficamos muito satisfeitos com os resultados, que foram concretizados em um momento de macroeconomia em retração. Os expositores realizaram bons negócios e estão otimistas com os resultados do pós-evento. A expectativa para o segundo semestre é positiva”.

Os expositores das 800 marcas presentes nos eventos apresentaram lançamentos e tecnologias. Entre os fornecedores estava a Ampla, fabricante nacional de impressoras digitais, representada por Sidnei Marques, diretor de operações, que declarou: “Apesar da conjuntura adversa, investimos na feira, que deu um resultado acima das nossas expectativas. Desenvolvemos o mercado distribuidor na região nordeste, atendemos novas empresas e, com certeza, fecharemos negócios logo após o evento, especialmente com o lançamento da New Targa XT, uma exclusividade da nossa empresa”.

Fonte: Signs Nordeste



Envelopamento: como envelopar uma lateral de carro

Por Eduardo Yamashita em 07/02/2015

Saiba como envelopar uma lateral de carro

Saiba como envelopar uma lateral de carro

Para colocar em prática um serviço de envelopamento de carro, é preciso sanar antecipadamente todas as dúvidas sobre o trabalho em questão. Não pegue as espátulas sem antes ter respondido questões essenciais. Como vou fazer isso? Como lidarei com as curvas? Posso realizar a instalação corretamente? Posso ganhar dinheiro com esse projeto?

Para começar, é necessário analisar o projeto e obter todas as informações de tal forma que tudo fique claro.

Em carros, há apenas algumas áreas verdadeiramente planas. Mantenha essas áreas em mente, sobretudo se houver informações no vinil impresso que correspondam a elas. Nesse caso, as sobreposições são uma boa opção de trabalho.

Escolher o vinil adesivo correto é fundamental para que o projeto seja bem-sucedido. No exemplo a seguir, foi utilizado vinil cast, pois o projeto exigia longa duração e garantia.

Na aplicação de laterais, deve-se levar em conta a dimensão da área a ser envelopada. Um painel de 1,35m x 3,15m é suficiente para cobrir a região entre a cabina e a porta traseira. A altura precisa ser de 1,35m para garantir que material seja aplicado, com folga, em cima da área plana e logo abaixo da borda inferior. O excesso de vinil é necessário, para que ele aqueça e alongue durante a instalação, levando em conta o mínimo de estresse sobre a imagem. Confira o passo a passo de um envelopamento na lateral do veículo:

Prepare o veículo com uma limpeza normal. Ou seja, a lavagem básica

Prepare o veículo com uma limpeza normal. Ou seja, a lavagem básica

Em seguida, remova os acessórios como lanternas e peças diversas. Tome cuidado para não perdê-las. Depois, remova todas as impurezas sólidas (graxa, restos de asfalto etc.) com desengraxantes e faça a limpeza final com álcool isopropílico. O álcool comercial não é adequado para esse processo

Em seguida, remova os acessórios como lanternas e peças diversas. Tome cuidado para não perdê-las. Depois, remova todas as impurezas sólidas (graxa, restos de asfalto etc.) com desengraxantes e faça a limpeza final com álcool isopropílico. O álcool comercial não é adequado para esse processo

Depois da limpeza, posicione a imagem na superfície. Posiciona-se a imagem com uma fita crepe, fazendo uma dobradiça ou usando ímãs para segurar o vinil no lugar até que o liner seja retirado

Depois da limpeza, posicione a imagem na superfície. Posiciona-se a imagem com uma fita crepe, fazendo uma dobradiça ou usando ímãs para segurar o vinil no lugar até que o liner seja retirado

Retire o liner mantendo o vinil sem rugas, principalmente na parte mais plana do pára-choque

Retire o liner mantendo o vinil sem rugas, principalmente na parte mais plana do para-choque

Comece a instalar a grande área plana do para-choque. Mantenha um alinhamento na espatulação, mesmo que as curvas comecem a aparecer depois da parte superior do para-choque. Se o alinhamento não for mantido, o vinil pode enrugar

Comece a instalar a grande área plana do para-choque. Mantenha um alinhamento na espatulação, mesmo que as curvas comecem a aparecer depois da parte superior do para-choque. Se o alinhamento não for mantido, o vinil pode enrugar

Comece a aplicação de calor na parte superior do para-choque, para permitir que o material relaxe e se torne mais flexível. É preciso um pouco de calor para obter esse feito em uma área grande. Sempre use o soprador térmico para essa etapa da instalação

Comece a aplicação de calor na parte superior do para-choque, para permitir que o material relaxe e se torne mais flexível. É preciso um pouco de calor para obter esse feito em uma área grande. Sempre use o soprador térmico para essa etapa da instalação

Enquanto o material ainda está quente, trabalhe a partir da borda externa em direção ao topo da parte plana. Este processo deve ser lento e consistente, mantendo ainda uma linha na parte superior do leito. Quando chegar ao topo da parte plana, trabalhe ao longo da área

Enquanto o material ainda está quente, trabalhe a partir da borda externa em direção ao topo da parte plana. Este processo deve ser lento e consistente, mantendo ainda uma linha na parte superior do leito. Quando chegar ao topo da parte plana, trabalhe ao longo da área

Sobrará uma boa quantidade de material na frente e atrás do para-choque. Ela será necessária, a fim de aquecer e conformar o material com um montante mínimo de estresse sobre ele. Comece a trabalhar a partir da área plana em direção à cabeceira. Continue a usar, um pouco de cada vez, a espátula e o soprador térmico (aquecendo uma área maior do que o necessário)

Sobrará uma boa quantidade de material na frente e atrás do para-choque. Ela será necessária, a fim de aquecer e conformar o material com um montante mínimo de estresse sobre ele. Comece a trabalhar a partir da área plana em direção à cabeceira. Continue a usar, um pouco de cada vez, a espátula e o soprador térmico (aquecendo uma área maior do que o necessário)

O excesso de vinil na parte da frente e de trás da área plana será usado para puxar as rugas do material. Num dado momento, o vinil estará baixo o suficiente. Puxe o material para baixo em direção à parte inferior do para-choque. Isto deve ser realizado por meio de calor e tensão

O excesso de vinil na parte da frente e de trás da área plana será usado para puxar as rugas do material. Num dado momento, o vinil estará baixo o suficiente. Puxe o material para baixo em direção à parte inferior do para-choque. Isso deve ser realizado por meio de calor e tensão

Realize o mesmo processo na parte frontal do paralama, trabalhando a partir da área plana. A única diferença é que a imagem ao longo da borda frontal deve estar alinhada com a parte da imagem se encontra na cabina (se tiver)

Realize o mesmo processo na parte frontal do para-lama, trabalhando a partir da área plana. A única diferença é que a imagem ao longo da borda frontal deve estar alinhada com a parte da imagem que se encontra na cabina (se tiver)

Depois de terminar a instalação (antes de refilar qualquer parte do vinil), é necessário aquecer novamente toda a imagem. O processo de pós-aquecimento quebra a memória do vinil para mantê-lo sob a forma em que foi instalado. Para terminar, refile todas as bordas. Se necessário, use fita ao longo da borda inferior da imagem. Então, remova as bolhas remanescentes

Depois de terminar a instalação (antes de refilar qualquer parte do vinil), é necessário aquecer novamente toda a imagem. O processo de pós-aquecimento quebra a memória do vinil para mantê-lo na forma em que foi instalado. Para terminar, refile todas as bordas. Se necessário, use fita ao longo da borda inferior da imagem. Então, remova as bolhas remanescentes

Se o envelopador pensar à frente, fizer o que o vinil lhe oferece e não trabalhar em agitação, ele será capaz de envelopar a lateral de veículo por si só e com extrema facilidade, qualidade e profissionalismo.

Esse artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual