Canon apresenta nova configuração de impressoras Océ Arizona

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/05/2017
Dispositivo foi desenvolvido para os modelos Océ Arizona 6160 e 6170 XTS

Dispositivo foi desenvolvido para os modelos Océ Arizona 6160 e 6170 XTS

A Canon, fabricante de impressoras, lançou a High Flow Vacuum, nova configuração de sistema de alimentação de substratos, para os modelos Océ Arizona 6160 e 6170 XTS. O dispositivo foi desenvolvido para oferecer a possibilidade de trabalhar com mídias difíceis, como madeira compensada e placas corrugadas de alta porosidade. Também aumenta a velocidade da impressão, que pode chegar a 1.000 pés quadrados por hora.

Com um sistema de fluxo de ar patenteado pela Océ, o High Flow Vacuum facilita o carregamento até de mídias deformadas e irregulares. Para imprimir em mídias especiais como o Re-Board e o Xanita, o novo dispositivo oferece uma superfície de vácuo de 8,2 pés × 10,4 pés, além de pinos pneumáticos de registro.

Fonte: Canon USA



Novo equipamento de acabamento específico para banners

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/07/2017
Segundo empresa, equipamento é cortador simples de banners

Segundo empresa, equipamento é cortador simples de banners

A Martin Yale Industries, fabricante de equipamentos para comunicação visual, lançou no mercado internacional a BT100, máquina para acabamento de banners que podem ter de 4 a 43 polegadas de largura.

Segundo a empresa, o equipamento é fácil de carregar, ajusta-se para trabalhar com uma variedade de tamanhos de banners, tem módulos de corte que podem ser facilmente posicionados, apresenta lâminas de corte retráteis, não exige alimentação externa e tem rodas grandes e com travas para facilitar o movimento.

Indicado a uma variedade de empresas de impressão digital, o BT100 pode ser uma escolha econômica em comparação a cortadores maiores e mais complexos.

Greg German, presidente da Martin Yale, declarou: “Nosso novo cortador de banners preenche uma necessidade no negócio de impressão digital. Quando soubemos que a maioria dos banners são atualmente cortados no chão, sabíamos que poderíamos criar uma solução melhor”.

Fonte: Martin Yale Industries



Epson conclui obras de nova fábrica de cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/07/2018
Planta vai triplicar a capacidade de produção de chips PrecisionCore

Planta vai triplicar a capacidade de produção de chips PrecisionCore

No Japão, a fabricante Seiko Epson concluiu a construção de uma nova fábrica dedicada a produzir chips de impressão inkjet PrecisionCore. As obras haviam começado em 2016. O novo empreendimento, que começará a operar no ano fiscal de 2018 (que termina em 31 de março de 2019), triplicará a capacidade atual de confecção dos chips.

Segundo a empresa, a fábrica será o segundo local de produção dos eletrônicos PrecisionCore, que atualmente são fabricados na província de Nagano, também no Japão. A Epson também frisou que a estrutura, as instalações e os equipamentos da nova planta apresentam excelente resistência a desastres, o que reforça a segurança na continuidade de negócios da marca.

O novo empreendimento também foi projetado para atingir uma produtividade espacial 20% maior do que as fábricas existentes. Além disso, conta com departamento de pesquisa e desenvolvimento, o que lhe granjeia um papel fundamental na melhoria da qualidade e produtividade das cabeças de impressão.

Sob o lema “Epson 25 Corporate Vision”, a empresa busca atender aos mercados de impressão comercial, industrial e em escritórios. No ano fiscal de 2018, a marca planeja vender 9,5 milhões de unidades de impressoras, um aumento de 1,7 milhão em relação ao ano fiscal de 2017.

Nos setores comercial e industrial, a empresa espera que haja uma substituição acelerada de soluções analógicas para as digitais, o que gerará um crescimento significativo do mercado de impressoras de sinalização, tecidos e rótulos. Para tanto, a Epson continuará a fortalecer suas linhas de impressoras de grande formato. A nova fábrica permitirá à empresa expandir sua presença nesses segmentos, além de reforçar sua capacidade de lidar com um aumento esperado de médio alcance na demanda por cabeças de impressão.

Fonte: Epson