Campeonato de envelopamento da Fespa 2019 será realizado em maio

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/04/2019
Competidores de 12 países se enfrentarão na Alemanha

Competidores de 12 países se enfrentarão na Alemanha

O World Wrap Masters, campeonato de envelopamento de carros promovido pela Fespa, será realizado durante a edição europeia da exposição organizada pela federação, que ocorrerá entre os dias 14 e 17 de maio, em Munique, Alemanha. A competição contará com participantes de 12 países, incluindo o Reino Unido, Japão, Hungria, Itália, México e África do Sul.

O campeonato se desenrola em etapas. Na primeira, nos dias 14 e 15 de maio, 40 envelopadores europeus terão que adesivar carros em séries cronometradas. O vencedor leva o título de “European Wrap Master”. Em outra etapa, os representantes da África, México, Eurásia, Ásia e Brasil competirão entre si. Os dois finalistas e o “European Wrap Master” vão para a final, nos dias 16 e 17 de maio. Além dos carros, os competidores terão a tarefa de envelopar outros itens desafiadores, anunciados apenas no dia, para adicionar um elemento surpresa.

Patrocinada pela Hexis, Mimaki, Wrap Gear e Car Wrapper 3D, a competição contará com um time de juízes especialistas. Além disso, haverá oficinas de treinamento e demonstrações diárias gratuitas.

Um dos jurados, Kiss Lajos, declarou: “Estou ansioso pelo Wrap Masters 2019, em Munique. A competição sempre apresenta profissionais de alto nível de habilidade e dedicação. E neste ano criamos novos designs e definimos novas tarefas para os competidores”.

Fonte: Fespa Global



Caldera e Lüscher-Tschudi criam solução para impressão digital têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 31/07/2016
T-REX 320 roda com versão especial de RIP Caldera

T-REX 320 roda com versão especial de RIP Caldera

A Caldera, desenvolvedora francesa, e a Lüscher-Tschudi, fabricante suíça de impressoras digitais, uniram-se para criar uma solução conjunta de estamparia têxtil digital. Trata-se da impressora T-REX 320, que inclui uma versão OEM do software GrandRIP+.

Com 3,2m de largura, o equipamento, que pode trabalhar na velocidade máxima de 230m2/h, é indicado para estampar tecidos para sinalização, decoração, moda e aplicações industriais. A máquina emprega até 16 cabeças Konica Minolta 1024i e conjunto de até 8 cores, além de poder empregar tintas com corante disperso ou reativo.

A T-REX 320 inclui secador e fixador e pode ter uma unidade de termofixação opcional, disponível nas larguras de 2,6m ou 3,2m. Segundo a empresa, o dispositivo trabalha com extração de calor, corte térmico, velocidades variáveis e estabilidade térmica.

No mercado de impressão têxtil desde 1999, a Lüscher-Tschudi também oferece consultorias grátis para empresas que buscam ingressar no segmento de estamparia em tecidos.

Já a Caldera, que celebra 25 anos em 2016, tem como carro-chefe o GrandRIP+, que oferece ferramentas de gerenciamento de cores e otimização de tintas e mídias.

Joseph Mergui, CEO da Caldera, declarou: “Nossas parcerias na indústria têxtil estão nos ajudando a melhorar nossas soluções de produção têxtil. Ao criar pontes entre os processos que antes não falavam a mesma língua, estamos provendo benefícios para empresas em todo o mundo”.

Fonte: Caldera



Akad lança impressora sublimática Novajet DX1080

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/04/2017
Novajet DX1080 é modelo de entrada

Novajet DX1080 é modelo de entrada

A Akad, fornecedora nacional de equipamentos para sinalização, anunciou o lançamento da Novajet DX1080, impressora para sublimação indicada para estampar moda praia, roupas esportivas, cordões corporativos, abadás, entre outras peças de tecidos com no mínimo 50% de poliéster. Há também possibilidade de empregar outros substratos com pré-tratamento (revestidos com resina), como plásticos, madeiras, vidros, objetos de decoração e etiquetas.

Com largura de 1,50m e duas cabeças Micropiezo DX, o equipamento vem com sistema de alimentação rolo a rolo, rebobinador de mídia (take-up) e sistema automático de limpeza das cabeças.

A máquina possui diversos modos de impressão, para ajustar a qualidade e velocidade de produção de acordo com o trabalho em diversos tipos de materiais.

A impressora sublimática imprime no papel transfer, que vai junto com o tecido para uma prensa ou calandra, onde ocorre aquecido, transferência e fixação da tinta no tecido (ou outro substrato tratado).

Fonte: Akad