Campeonato de envelopamento da 3M chega à fase final

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/10/2016
Wrap2Wrap, da 3M, está em sua terceira edição

Wrap2Wrap, da 3M, está em sua terceira edição

A 3M anunciou que a Wrap2Wrap, competição de envelopamento de carros, está em suas etapas finais. O campeonato, que começou em julho, foi restrito a empresas e profissionais norte-americanos que usam vinis adesivos da linha 3M Wrap Film Series 1080. Dentre os 10 principais trabalhos inscritos, foram selecionados os projetos de Chad Munroe, da Get Graphic, e Jeremy Connor, da Who Did That. Um grupo de especialistas foi responsável pelas escolhas.

Os dois finalistas receberão viagens com tudo pago para participar da feira Sema 2016, onde ocorrerá a etapa final da competição. Durante o evento, que vai do dia 1º a 4 de novembro, os finalistas terão de envelopar instrumentos musicais que depois serão tocados por uma banda cover do Eagles no The House of Blues. Além disso, o campeão receberá uma série de prêmios, entre eles mil dólares em dinheiro e dois rolos de vinis 3M Wrap Film Series 1080.

Janelle Pizzi, do marketing da 3M, declarou: “No terceiro ano do Wrap2Wrap, recebemos trabalhos incríveis do melhor da indústria. Chad e Jeremy foram selecionados por causa de seus projetos de criatividade e execução excepcionais que usaram filmes da linha Wrap Film Series 1080. Estamos ansiosos pela final durante a Sema 2016”.

Confira os 10 melhores trabalhos do Wrap2Wrap de 2016 (os dois finalistas estão no topo da lista):

Chad Munroe, da Get Graphic
Jeremy Connor, da Who Did That
Bruno Dede, da Metro Wrapz
Brian Erdner, da BCE Designs
Sean Tomlin, da Designer Wraps
Charity Jackson, da Visual Horizon Custom Signs
Istavan Hargittai, da Florida Car Wrap
Dustin Burke, da Elite Tinting & Graphics
Jorge Medina, da No Limit Wraps
Pavlo Li, da Wrapz Inc.

Fonte: Wrap2Wrap



Entrevista com Ricardo Augusto Lie, sócio-diretor da Ampla

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/04/2016
Ricardo Augusto Lie, sócio-diretor da Ampla Digital

Ricardo Augusto Lie, sócio-diretor da Ampla Digital

Há mais de uma década, a Ampla Digital marca presença no mercado nacional entre as grandes fornecedoras de comercialização e fabricação de impressoras digitais de grande formato. Para manter e ampliar sua posição, a fabricante sofistica anualmente seu portfólio de equipamentos, para dar conta da constante demanda por tecnologias mais robustas, produtivas e versáteis. Recentemente, além de atender a birôs e gráficas nacionais, a empresa tem investido em uma nova rede de distribuição internacional, para expandir seus negócios a outros países, sobretudo da América Latina. Para falar mais sobre esses e outros assuntos, o InfoSign entrevistou o sócio-diretor da Ampla Digital Ricardo Augusto Lie, que também tratou de perspectivas de negócios, projetos e lançamentos.

InfoSign: A Ampla planeja fazer lançamentos em 2016?

Ricardo Lie: Sim, vamos apresentar em primeira mão na feira Serigrafia Sign 2016 a Ampla Elite 3204, impressora com 3,2m de largura que pode trabalhar na velocidade de até 80m²/h. Ela é indicada para o empresário de pequeno ou médio porte que planeja investir em um segundo equipamento. Esperamos visitantes e clientes em nosso estande para conhecer de perto a máquina.

Como a Ampla tem enfrentado a atual retração do mercado brasileiro?

Fazendo os ajustes necessários – como todas as empresas. Porém, estamos mantendo o foco no novo posicionamento mercadológico definido pela nova diretoria da empresa.

Qual a expectativa de negócios para os próximos meses?

Nossas expectativas são positivas. Consideramos tanto o potencial de nossa linha de produtos (incluindo o lançamento da Elite 3204) quanto uma definição do nosso cenário político-econômico, com uma consequente retomada da confiança dos empresários.

Como funciona o modelo de negócios da Ampla, considerando os representantes do mercado brasileiro?

Estamos desenvolvendo uma qualificada rede de distribuidores em todo o país, cujo trabalho será complementado pelas vendas diretas da empresa. Os distribuidores nos tornam mais próximos dos clientes e também agilizam o feedback e o trabalho de pós-venda.

Quais as perspectivas para o mercado externo?

Também temos perspectivas muito otimistas para o mercado externo, considerando que, além do Brasil em sua totalidade, a Ampla possui distribuidores nos seguintes mercados e países: América Central, Argentina, Bélgica, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Egito, Equador, Índia, México, Peru, Reino Unido, Rússia e Uruguai. 

Como tem funcionado o esquema de comercialização e instalação de máquinas em países estrangeiros?

O projeto é todo desenvolvido em conjunto com o cliente pela equipe técnica da Ampla com o apoio dos distribuidores internacionais.

O Programa Portas Abertas contempla quais benefícios e ações de apoio ao cliente?

Aumentar a proximidade com o cliente e criar uma oportunidade confortável de ele expor suas necessidades, além de conhecer e indagar sobre a Ampla, seus produtos e serviços.

Além da comunicação visual, a Ampla pretende atuar em outros mercados?

Comunicação visual ainda é o nosso maior negócio, mas hoje os pilares de atuação da Ampla se focam também nos mercados de estamparia digital para a indústria têxtil (favorecida pela evolução dos tecidos em poliéster, que aumenta o valor agregado pela personalização das peças) e de impressão digital industrial em segmentos como o coureiro, calçadista, moveleiro, de decoração e de embalagens.

Isso é parte da filosofia da nova diretoria?

Este é um movimento natural de crescimento e qualificação do mercado que a nova diretoria da Ampla considera de importância estratégica vital não apenas seguir, mas, se possível, antecipar.



Novo equipamento para manutenção de cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2015
Print Head Doctor 11 é totalmente automatizado e pode ser controlado por meio de dispositivos móveis, como celulares e tablets

Print Head Doctor 11 é totalmente automatizado e pode ser controlado por meio de dispositivos móveis, como celulares e tablets

A Digital Sign, fornecedora de dispositivos de impressão digital, lançou no mercado internacional a versão 11 do Print Head Doctor, equipamento para limpeza, desentupimento, manutenção e recuperação de cabeças de impressão inkjet.

De acordo com a empresa, a máquina oferece controles intuitivos, realiza diagnósticos e permite a execução de ciclos de recuperação e limpeza personalizáveis. Além disso, pode ser operada por aplicativo de dispositivos com sistema Android.

A fornecedora também comercializa as versões 12 e 13 do Print Head Doctor. A décima segunda oferece controle automático de pressão e temperatura do fluido de limpeza. Segundo a empresa, o dispositivo cria maior fluxo e permite limpeza de mais de uma cabeça por vez.

Além de incluir todas as funcionalidades do modelo 12, a versão 13 do Print Head Doctor oferece opção de direcionar o fluxo de fluidos em quatro saídas diferentes. Sem alterar as configurações das cabeças de impressão, a máquina executa vários ciclos de limpeza em modo completamente autônomo. Trata-se de um equipamento desenvolvido para usuários mais avançados que procuram recuperar grande volume de cabeças de impressão e com intervenção mínima do operador.

Fonte: Digital Sign Technologies Inc.