Brasil ganha novo fornecedor de materiais para sinalização e comunicação visual

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/07/2017
Cosign apresentou seu portfólio na feira Serigrafia Sign 2017

Cosign apresentou seu portfólio na feira Serigrafia Sign 2017

A Cosign aproveitou a feira Serigrafia Sign 2017 para anunciar sua chegada oficial ao Brasil. Desenvolvedora e fabricante de sistemas e displays para sinalização arquitetônica, a empresa belga atua desde 1993 no mercado internacional de comunicação visual, por meio de plantas na Europa, México, Índia e Hong Kong.

Entre seus principais produtos estão sistemas de sinalização modular, sistemas de molduras de alumínio para fabricação de painéis com tecido impresso, displays de comunicação visual e sistemas para fabricação de placas iluminadas que dispensam soldas e estruturas metálicas. Segundo a empresa, os materiais estão à disposição para pronta-entrega e frete grátis para todo o Brasil para pedidos acima de R$1.000,00.

Igor Lago, diretor comercial da Cosign Brasil, declarou: “Na Serigrafia Sign 2017, mostramos aos signmakers que é possível ter acesso ao que há de mais moderno na comunicação visual a um preço super acessível. A partir do evento, queremos nos tornar a principal referência no Brasil para signmakers que queiram se diferenciar, melhorar suas margens e aumentar a produtividade da sua empresa”.

Outra novidade destacada pela empresa é a mesa laminadora Rolls Roller. De fabricação sueca, o equipamento produz laminações sem bolhas e mais rápidas que trabalhos manuais.

Fonte: Cosign



Canon dos Estados Unidos anuncia novas impressoras imagePROGRAF iPF MFP M40

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/02/2013

A subsidiária norte-americana da Canon, fabricante de soluções gráficas, incrementou a sua linha imagePROGRAF, de impressoras de grande formato, ao adicionar mais cinco modelos IPF MFP M40, que são:

  • iPF825 MFP M40 (1,12m de largura): com dois cilindros no sistema de alimentação de substratos;
  • iPF815 MFP M40 (1,12m de largura): com um cilindro no sistema de alimentação de substratos;
  • iPF765 MFP M40 (0,9m de largura): com 250GB no disco rígido e cesta para recolhimento de mídia;
  • iPF760 MFP M40 (0,9m de largura): com cesta para recolhimento de mídia;
  • iPF750 MFP M40 (0,9m de largura): com cesta padrão para recolhimento de mídia.

Segundo a fornecedora, as máquinas têm recursos como fluxo de trabalho baseado em computação nas nuvens. Além disso, elas oferecem o dobro de resolução óptica (do scanner) em relação às versões anteriores da linha imagePROGRAF.

Sam Yoshida, vice-presidente do Imaging Group Solutions, da Canon EUA, comentou sobre as novidades: "Esses equipamentos aceitam uma gama mais ampla de papéis. Um número maior de empresas de arquitetura e instituições de ensino podem se beneficiar do novos recursos delas".

Nova impressora Canon imagePrograf M40

Nova impressora Canon imagePrograf M40

Fluxo de trabalho

A nova linha de impressoras imagePROGRAF IPF MFP M40 inclui o software SmartWorks MFP, usado para controlar todas as etapas do processo produtivo, oferecendo aos usuários funções de edição (como inverter e espelhar) e ajustes da  própria impressora.

Os novos equipamentos também incluem o Canon’s Direct Print & Share, uma solução nas nuvens, que permite a visualização, compartilhamento e impressão de arquivos.

Além disso, as novas máquinas vêm com os seguintes recursos:

  • PosterArtist Lite: software de criação de cartazes;
  • Contabilidade: informa sobre os trabalhos produzidos (consumo de materiais, tipo de mídia e tamanho de saída), permitindo aos operadores obter custos de impressão, para a criação de orçamentos mais precisos;
  • Plug-in para o Microsoft Office: ajuda imprimir arquivo criados em programas Microsoft Word, Excel e PowerPoint.

Fonte: Canon USA. Texto: InfoSign



Cientistas desenvolvem display OLED touch flexível

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/07/2013

Cientistas da Universidade da Califórnia desenvolveram um display com tela OLED que se destaca por ser touchscreen e flexível. De acordo com os responsáveis pelo projeto, não é preciso contar com dispositivos externos para que o equipamento funcione.

Chamada "E-Skin", a novidade pode ser aplicada em uma série de ambientes para sinalização digital e interação com o público. Segundo os pesquisadores, é possível usar o produto até mesmo em livros táteis e embalagens, uma vez que pode ser utilizado em superfícies irregulares.

Atualmente, os cientistas buscam meios para que o material possa reconhecer e reagir às mudanças de temperatura ou iluminação.

Display OLED touch flexível

Display OLED touch flexível

Fonte: Drupa