Benefícios da cura LED UV na impressão digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/07/2014

Pouca geração de calor e baixo consumo de energia elétrica são alguns dos benefícios do LED na cura de tintas UV

Pouca geração de calor e baixo consumo de energia elétrica são alguns dos benefícios do LED na cura de tintas UV

Na indústria de impressão digital, algo novo está sempre sendo apresentado. À medida que a tecnologia cresce, é importante que o conhecimento sobre ela também aumente. Por exemplo, você sabia que a tecnologia LED usada na cura de tintas UV consome 75% menos eletricidade que as lâmpadas tradicionais?

De acordo com a Hybrid Services, distribuidora britânica de equipamentos Mimaki, os clientes estão cada vez mais preocupados com os impactos ambientais. E também têm se esforçado para reduzir custos operacionais. Nesse caso, o uso da tecnologia LED UV pode trazer benefícios, tais como:

  • consumo menor de eletricidade (75% menos que sistemas tradicionais de impressão de cura UV);
  • geração mínima de calor;
  • durabilidade de 5.000 horas;
  • operação livre de ozônio;
  • menor geração (aproximadamente 75% menos) de CO2;
  • intensidade de emissão ajustável.

A Hybrid Services informa que a maioria das fabricantes de impressoras UV atualmente utilizam lâmpadas tradicionais "quentes". No entanto, há empresas, como a Mimaki, que são pioneiras em empregar LEDs de cura "fria".

Há milhares de impressoras Mimaki com LED UV operando no mundo. São máquinas capazes de imprimir diretamente em displays para PDV, produtos promocionais, painéis de membrana, sinalização, mídias rígidas, capas de telefone, canetas, chaveiros, vestuário, fine arts, vinis para envelopamento de carro, cartazes, papéis de parede, peças para decoração e uma série de outras aplicações.

A Hybrid Services informa ainda que a tecnologia LED paulatinamente tem se tornado mais eficaz e acessível, em comparação com as lâmpadas "quentes", e os benefícios dela têm ficado cada vez mais evidentes.

Fonte: led-uv.co.uk



Eagle TX 130 é nova impressora DTG

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/09/2018
Máquina pode conter várias mesas de impressão

Máquina pode conter várias mesas de impressão

A Ser.Tec., fabricante italiana de máquinas para estamparia serigráfica e digital, apresentou na Europa o Eagle TX 130, equipamento DTG (direct-to-garment) cuja área de impressão que pode agrupar várias mesas de tamanhos diferentes, de acordo com as necessidades do cliente. Uma das possibilidades, por exemplo, é a configuração de 18 mesas no formato A4.

De acordo com a empresa, as mesas centrais da impressora contam com um sistema deslizante que permite que elas sejam extraídas da máquina enquanto durante a operação, para que sejam descarregadas e recarregadas, o que diminui tempos de espera e paradas.

Uma mesa opcional de 130cm x 150cm pode ser instalada para a impressão de materiais pré-cortados e tecidos em geral.

Disponível em configurações de quatro cores ou quatro cores e branco, o Eagle TX 130, assim como todas as demais impressoras da linha Eagle, é controlável remotamente com por meio de um tablet dedicado.

Assista ao vídeo (em inglês) sobre a nova impressora abaixo:



Imprimax apresenta novo vinil adesivo branco blockout

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/04/2016
Película bloqueia a passagem da luz e inibe as cores da superfície onde foi aplicada

Película bloqueia a passagem da luz e inibe as cores da superfície onde foi aplicada

A Imprimax, fabricante nacional, anunciou o lançamento do Stop Light Branco Fosco, vinil adesivo da linha Digimax indicado para personalização de carros, aplicações internas e externas de sinalização e comunicação visual, decoração de ambientes e revestimento de superfícies.

A película possui frontal de PVC monomérico calandrado de 80 micra, adesivo acrílico aquoso permanente e liner de papel couché de 140g/m2.

Disponível em bobinas de 1,22m ou 1,52m, a película bloqueia a passagem da luz e inibe as cores da superfície onde foi aplicada. Além disso, pode ser recortada em plotters e estampada em impressoras digitais solvente, UV ou látex.

O vinil pode durar até cinco anos após aplicado, desde que não receba impressão. Já a validade em estoque é de um ano em condições controladas.

Fonte: Imprimax