Baixe e-book grátis sobre comunicação visual em tecidos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 31/05/2017
EFI e IT Strategies desenvolveram o material

EFI e IT Strategies desenvolveram o material

A EFI, fabricante de impressoras digitais, e a IT Strategies, consultoria especializada na indústria de impressão, lançaram um e-book gratuito específico sobre a área de comunicação visual em tecidos.

Com estatísticas de demanda, dados sobre provedores de impressão, tendências globais e explicações sobre impressão digital têxtil, o e-book mostra como a comunicação visual em tecidos representa um diferencial competitivo por proporcionar resultados refinados, recicláveis e sustentáveis. Ainda de acordo com as empresas, a impressão em tecido permite que as marcas se destaquem com produtos leves que oferecem facilidade de manuseio e instalação. Além disso, os tecidos podem ser lavados, dobrados e (re)utilizados como bandeiras, banners, artigos decorativos, displays e muito mais.

Disponível em português, inglês e espanhol, o e-book pode ser baixado por meio deste link.

Fonte: EFI



Fogra comprova que impressoras UV LED da EFI consomem menos energia

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/06/2014

Vutek GS3250LX foi a impressora da EFI testada pela Fogra

Vutek GS3250LX foi a impressora da EFI testada pela Fogra

A Fogra, associação alemã de tecnologia gráfica, realizou avaliações de consumo de energia em impressoras UV LED da EFI Vutek. Os teste mostraram que os equipamentos empregam 82% menos energia que máquinas de lâmpadas com arco de mercúrio (para cura de tinta).

Os testes da entidade concluíram que o modelo Vutek GS3250LX Pro consome 0,22 kW/m2, ao passo que uma impressora similar que usa lâmpadas convencionais consome 1,18 kW/m2.

No comparativo, os cálculos da Fogra, realizados por meio do método Energy Efficiency Project (Projeto de Uso Eficiente de Energia), demonstram que é possível economizar cerca de 16 mil euros por ano.

Scott Schinlever, gerente geral de soluções inkjet da EFI, comentou: "Embora tenhamos avaliado o consumo de energia durante o processo de desenvolvimento das nossas impressoras, os resultados da Fogra confirmam com imparcialidade essa característica dos equipamentos".

Fonte: EFI



Esko lança mesa de corte Kongsberg C66

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/11/2017
Equipamento conta com área de produção de 210mm × 4.800mm

Equipamento conta com área de produção de 210mm × 4.800mm

A Esko, fabricante de equipamentos para produção digital, anunciou a Kongsberg C66, mesa de corte e acabamento de mídias corrugadas para sinalização e embalagens.

Com área de trabalho de 3.210mm × 4.800mm, a máquina pode rodar na velocidade de 100m/min e, segundo a empresa, oferece desempenho até 40% maior que outros equipamentos similares com 3m de largura.

A Kongsberg C66 suporta a produções de múltiplas zonas, que asseguram o processamento ininterrupto dos materiais. Isso porque enquanto uma zona da mesa está em ação, o operador pode configurar a outra zona, limpando a peça acabada e carregando uma nova peça. Assim, a máquina pode trabalhar com mídias de 2,2m × 3,2m ou chapas de 2,5m × 4,8m.

O equipamento roda com o software i-cut Production Console (iPC), que controla as funcionalidades da máquina e inclui recursos como controle de câmera, configuração de produção e reconhecimento, calibração e ajustes de ferramentas. Projetado para orientar o operador, o aplicativo incorpora uma série de recursos lógicos e de fácil utilização, como a interface gráfica baseada em ícones. Combinado com o Device Manager, ele oferece o gerenciamento remoto de produção e fornece estimativas do tempo de corte com base nas características dos trabalhos.

A Esko também fornece uma grande variedade de ferramentas opcionais, que podem ser montadas rapidamente e preparadas para cortar e terminar um trabalho específico.

Tom Naess Esko, gerente de produto da Esko, declarou: “A Kongsberg C66 foi projetada para atender a demanda materiais rígidos de grande formato. Ela aumenta a produtividade e, quando combinada a recursos robóticos, garante produção ininterrupta, o que permite a realização rápida e eficiente de embalagens em tiragens mais curtas, sem comprometer a qualidade”.

Fonte: Esko